Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica: Ai Jesus! Junho 15, 2009

Filed under: Actualidade,Benfica,Futebol — looking4good @ 9:19 pm
Quique levou um kick (demorou mas foi…)! Agora os adeptos do Benfica passam a ser todos mais religiosos. “Ai Jesus!” vai passar a ser uma expressão frequente lá para os lados do Estádio da Luz e não só. Falta saber se em manifestação de eminência de perigo ou desastre se para apelar a um milagre.

Enfim como (Fernando) Santos não fez milagres agora viramo-nos para o filho do Chefe! Falta saber se em Lisboa Jesus não estará deslocado e acabe cruxificado. É que em Braga existia (e existe) o Bom Jesus. Mas também, verdade se diga, existe a possibilidade de Jesus fazer Luz num Estádio que ultimamente anda muito apagado… e “converta” alguns jogadores a jogar à campeão o que não deixaria de ser um significativo milagre (quem sabe motivo para o Papa o beatificar)!
Anúncios
 

Milagre permite a Portugal continuar a sonhar Junho 6, 2009

Albania flagPortugal flag
Albania
1-2
Portugal

Golo nos descontos permite a Queiroz continuar a gozar-nos!

Carlos Queiroz fala muito, tem bons dotes oratórios, mas mas continua a gozar os portugueses…

Mais uma fraca exibição da selecção portuguesa com opções do treinador inaceitáveis. Jogar na Albania num jogo que se tem de ganhar e pôr Pepe no meio campo defensivo conjuntamente com Raul Meireles, ressuscitar Boa Morte na ala esquerda … não cabe na cabeça de ninguém a não ser a de Carlos Queiroz.

Jogo a velocidade de lesma, Portugal sem dinâmica, sem organização de jogo até passou por calafrios. Aos 17′ Cristiano Ronaldo foi tocado na área mas o árbitro alemão não assinalou o penalty. Depois foram os albaneses quase a marcarem num chapéu da esquerda sobre Eduardo, que saira precipitadamente, mas que não se direccionou à baliza e a bola acabou afastado pela defesa portuguesa.

Uma jogada pela direira de Bosingwa (um dos mais dinâmicos da equipa) desiquilibrou e o cruzamento após corte falhado de um defesa da casa foi finalizado com facilidade de cabeça por Hugo Almeida. Depois de três empates consecutivos sem marcar golos parecia que a selecção se encaminharia para uma vitória fácil. Qual quê? No minuto seguinte foi o inverso. Pela esquerda do ataque da Albania surgiu o cruzamento que Bogdani, ganhando a Duda, de cabeça finalizou com exito.

Na segunda parte Portugal não melhorou. Uma brincadeira de Ricardo Carvalho junto à lateral direita permitiu a um avançado albanês ganhar a bola partir na horizontal para a baliza com Ricardo Carvalho a arriscar o penalty que o árbitro alemão também não concedeu. As substituições feitas não melhoraram. A Albania fazia jogo passivo, simulava lesões, demorava as reposições de bola, com o árbitro a permitir (quase) tudo, mas a concessão de cinco minutos de desconto acabou por conduzir ao desânimo dos albaneses. Uma bola da intermediária colocada na área por Raul Meireles com saída em falso do guarda-redes antecipado de cabeça por Bruno Alves constituiu um milagre que nos coloca ainda a sonhar mais pela teoria do que pela prática, pois esta exibição foi mais uma arrepiante…

No outro jogo do Grupo 1 da zona europeia de qualificação a Dinamarca foi ganhar à Suécia e prativcamente garantiu o primeiro lugar. Do mal o menos a Suécia atrasou-se e Portugal tem expectativas ainda de chegar ao segundo. Tem dois jogos frente à Hungria para ganhar avanço e no próximo vai à Dinamarca para tentar corrigir a derrota caseira contra esta equipa nórdica.

Ficha de jogo:
Estádio Qemal Stafa (Tirana

Árbitro: Florian Meyer

Albânia – Hidi; Vangjeli, Cana, Curri e Vrapi; Bequiri, Agolli, Bulku e Duru (Berisha, 86); Skela e Bogdani (Salihi, 63).

Suplentes: Ujkami, Bylykbashi, Teli, Hyka, Kaplani, Berisha e Salihi.

Portugal – Eduardo; Bosingwa, Ricardo Carvalho (Nani, 75), Bruno Alves e Duda; Pepe, Meireles e Deco; Cristiano Ronaldo, Hugo Almeida (Edinho, 68) e Boa Morte (Simão, intervalo)

Suplentes: Moreira, Rolando, Miguel, João Moutinho, Edinho, Simão e Nani.

Golos: Bogdani (28); Hugo Almeida (27) e Bruno Alves (90+2)

Disciplina: cartão amarelo a Vangjeli (8), Curri (20), Agolli (53) e Hidi (75); Raúl Meireles (53) e Pepe (79).

 

Revelações indiscretas de Jesualdo… Junho 1, 2009

Filed under: Actualidade,Cartoon,Futebol,Humor — looking4good @ 10:22 pm
Photobucket

Ah! Ah! Ah! O Comunicado foi posto agora link pdf. com varios dias de atraso.

Adaptado de Barba e Cabelo de 01.06.2009 de A Bola, por Luis Afonso

 

Barcelona melhor do que Manchester Maio 27, 2009

Filed under: Champions League,football,Futebol — looking4good @ 8:46 pm
Barcelona logoBarcelona

2-0

Man. United

E Messi até marcou de cabeça…

Começou melhor o Manchester com um livre de Crisdtiano Ronaldo logo no primeiro minuto . Os espanhóis começaram retraídos e os ingleses com iniciativa. Cinco remates (três de Ronaldoi) contra zero aos 9′ até que se deu golo do Barcelona. O futebol tem destas coisas, na primeira iniciativa de ataque Etoo pela direita mudou de velocidade e já apertado decidiu rematar ao primeiro poste surpreendendo Van der Saar.

Havia muito tempo mas a verdade é que este golo condicionou decisivamente o desenrolar do jogo. O Barcelona passou a estar nas suas quintas – uma equipa que previlegia a posse de bola e que não tinha agora que a libertar com risco em iniciativas atacantes – enquanto o Manchester com dificuldades de condução ofensiva lançava a bola longa em tentativas de entrada pelos flancos especialmente o esquerdo.

O 4-4-2 do sistema tactico inglês falecia perante o duo Carrick, Andersson recuado com muito espaço entre as linhas do meio campo e o duo atacante onde Cristiano Ronaldo jogava no centro e tinha que recuar para tentar pegar no jogo.

Na segunda parte o treinador Ferguson tentou alterar as coisas fazendo entrar Tevez para o lugar de Andersson mas a substituição viria a tornar-se desastrosa. O Barcelona ganhou decisivamente o meio-campo, atirou uma bola ao poste e aos 70′ Messi (de cabeça!) fazia o 2-0 após cruzamento da esquerda de Xabi. Nesta altura era un^sanime a ideia de que o Barcelona jamais perderia. E assim aconteceu. O Manchester teve dois minutos após o 2-0 a sua melhor oportunidade com o remate de Cristiano Ronaldo na finalização a ter a oposição do corpo de Váldez que saiu ao encontro da bola e foi o toque de finados para os ingleses.

Uma vitória justa nesta final da equipa espanhola. Muito discutível sim a vitória final porque o Barcelona não devia ter passado das meias finais o que reeditaria a final da época passada Manchester – Chelsea. Nessa altura escrevemos aqui: E o íncrível aconteceu na maior injustiça do Mundo. Hoje nada a dizer quanto à arbitragem de boa qualidade do suiço Busacca.

Ficha do jogo:
Estádio Olímpico de Roma
Árbitro: Massimo Busacca (Suíça)

BARCELONA – Váldes; Puyol, Touré, Pique e Sylvinho; Busquets, Xavi e Iniesta (Pedro Rodríguez, 91m), Messi, Henry (Keita, 72m) e Etoo.

MANCHESTER UNITED – Van der Sar; O´Shea, Ferdinand, Vidic e Evra; Giggs (Scholes, 75m), Carrick e Anderson (Tevez, 46m); Park (Berbatov, 65m), Cristiano Ronaldo, Rooney.

Marcadores: 1-0, Etoo (9m); 2-0, Messi (70m)

Acção disciplinar: Cartão amarelo a Piqué, Cristiano Ronaldo, Scholes, Vidic

 

O FC Porto ganhou a Champions League pela segunda vez há 5 anos Maio 26, 2009

Filed under: Champions League,FC Porto,football,Futebol — looking4good @ 7:04 pm
Foi assim que no Arena Aufschalke, na cidade de Gelsenkirchen, em 26 de Maio de 2004, o Porto que na altura era a léguas de distância a melhor equipa da Europa, derrotou com facilidade o Mónaco que eliminara por 8-3 Deportivo 8-3, Real Madrid and Chelsea. Depois da vitória na Taça Uefa da época anterior (onde o Boavista chegara às meias-finais!!! e tão pouco tempo depois está na 2ª. divisão, correspondente ao 3º. escalão do futebol português), Mourinho fazia furor na Europa!

Amanhã disputa-se em Roma o Manchester United-Barcelona: CR7 contra Messi. Quem ganhará?

 

Liga Sagres: Acabou! Belenenses e Trofense despromovidos Maio 24, 2009

Filed under: Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 8:25 pm

Resultados da 30ª. e última Jornada
24 Mai Benfica 3-1 Belenenses
24 Mai Rio Ave 2-1 Estrela da Amadora
24 Mai Paços de Ferreira 1-0 Trofense
24 Mai Vitória de Guimarãees 3-2 Académica
24 Mai Leixões 1-0 Marítimo
14 Mai Naval 1º. de Maio 2-2 Vitória de Setúbal
25 Mai Sporting 3-1 Nacional
25 Mai FC Porto 1-1 Braga
Comentários: A última jornada servia apenas para decidir as duas equipas que desciam de divisão sendo as mais prováveis o Belenenses e O Trofense. A verdade é que os trofenses sairam um tanto frustrados porque a sua equipa foi a Paços de Ferreira perder por 1-0, quando uma vitória garantiria (face aos restantes resultados verificados) a permanência. Já o Belenenses começou por ganhar na Luz mas o Benfica na despedida de Quique quiz terminar com uma viutória. Depois a expulsão de Saulo perto do intervalo com o resdultado em 1-1 foi meio caminho andado parera a confirmação da despromoção. Uma palavra para Mantorras que entrou nos últimos minutos e mais uma vez marcou. Com faro de golo é o melhor avançado …

O Vitória de Setúbal ainda envolvido na luta pela manutenção começou por tremer: a Naval marcvou e o Belenenses ganhava na Luz mas com o evoluir das coisas na Luz os sadinos descansaram e até viraram o resultado. Perto do fim sofreram o empate mas com as derrotas do Belenenses e do Trofense o empate nem era preciso…

O Rio Ave fez uma parte final do campeonato muito boa e acabou a época ao derrotar o Estrela da Amadora, que duramnte a semana se viu poenalizada com a retirada de três pontos por pagar uma multa com um dia de atraso… logo o Estrela que tem vários meses de atraso no pagamento dos salários (dizem oito!!!) e que se salvou da descida de divisão. Falta saber se se salva da bancarrota…

Em jornada favorável às equipas caseiras (apenas dois empates dos forasteiros) o Guimarães derrotou a Académica por 3-2 o que permitiu aos vimaranenses ultrapassarem o Marítimo derrotado em Matosinhos pelo Leixões que foi a equipa sensação da primeira volta e que terminou a classificação logo após os lugares europeus.

Hoje domingo completou-se a jornada com os dois primeiros Porto e Sporting a receberem os europeus Nacional e Braga, respectivamente. O Sporting com dois golos de Derlei aos 7′ já ganhava por 2-0. O Nacional reduziu por Néné que confirmava assim o título de melhor marcador da época. Perto do final de penalty Romagnoli fez o resultado final que não evitou o excelente quarto lugar para os madeirenses isto porque o Braga não embandeirando na festa do Dragão não conseguiria, porém, melhor que um empate a um golo. Foram os portistas a inaugurar o marcador numa falha defensiva que Farías aproveitou num ressalto, mas os bracarenses viriam a empatar por Edimar na segunda parte.

Realce para a Liga de Arbitragem que nomeou Pedro Proença para participar na festa da comemoração do título no Estádio do Dragão e este que tanto contribuiu para ele (lembram-se do penalty salvador do Porto frente ao Benfica neste mesmo estádio?) fez por merecer a sua presença!

Para o ano há mais… Entretanto sobem dois históricos: o Olhanense e a União de Leiria, que bateu ao sprint o Santa Clara, para baixar um outro histórico o Belelnenses e um neófito da I liga que por cá fez uma passagem efémera o Trofense.

Para a época terminar temos a meio da semana a final da Champions League entre Manchestrer United e Barcelona e no próximo fim de semana a final da Taça de Portugal onde a dobradinha do Porto é expectávelfrente ao paços de Ferreira.

Classificação
Lugar Clube Pontos Golos
1. FC Porto 70 61-18
2. Sporting 66 45-20
3. Benfica 59 54-32
4. Nacional 52 47-32
5. Braga 50 38-21
6. Leixões 45 30-31
7. Académica 39 28-32
8. Vitória de Guimarães 38 32-36
9. Marítimo 37 35-36
10. Paços de Ferreira 34 37-42
11. Estrela da Amadora 34 26-38
12. Rio Ave 30 20-35
13. Naval 1º. de Maio 29 25-39
14. Vitória de Setúbal 26 21-46
15. Belenenses 24 28-52
16. Trofense 23 25-42

 

Liga Sagres: Benfica foi testemunha da descida de divisão do Belenenses Maio 23, 2009

Filed under: Belenenses,Benfica,Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 9:05 pm

Benfica logoBelenenses logo

Benfica

3-1

Belenenses

Jogo de despedidas…

O Benfica que empatara na primeira volta a zero no Restelo recebia os homens do Belenenses com a corda na garganta porque o Belenenses só se salvaria ganhando na Luz e se o Setúbal não ganhasse na Figueira da Foz.

O jogou começou com o recrudescimento das (ténues) esperanças belenenses porque logo aos 3′ Silas inaugurou o marcador após jogada de contra-ataque rápido e bom entendimento com Wender, disparando de fora da área num excelente pontapé.

O Benfica, porém, demonstrou que não estava para ser acusado de fazer o “frete” e aos 21′ chegou ao empate por Cardozo que concluíu de cabeça um bom cruzamento de Maxi Pereira que esteve sempre muito activo na direita.

Já depois de Carlos Martins ser substituído por Fellipe Bastos (26′) o Belenenses esteve perto de voltar a ganhar vantagem num passe de Wender para Silas. O Belenenses viria até a fazer chegar a bola ao fundo da baliza dee Moreira mas o golo foi anulado por irregularidade pois Wender concluiu com a mão o que lhe valeu o cartão amarelo.

Perto do final da primeira parte (e com a Naval a marcar frente ao Setúbal) o Belenenses praticamente “suicidou-se” quando num desentendimento entre Di Maria e Saulo o jogador azul atingiu o argentino no chão e foi expulso.

Na segunda parte o jogo desiquilibrou-se o Belenenses não teve praticamente chances de ataque enquanto o Benfica sem jogar bem is perdendo oportunidades. Aos 50′ Di Maria isolado perante a saída de Júlio César desperdiçou ao rematar por cima da barra. Pouco depois foi Aimar a fazer o mesmo depois de assistência de Cardozo com o peito. De qualquer modo tornava-se previsível a vantagem do Benfica que veio a ocorrer num remnate surpreendente do meio da rua de Fellipe Bastos – candidadato a um dos melhores golos da época – aos 63′.

A partir daqui era inevitável a quebra psicológica do Belenenses até porque as notícias vindas de Figueira da Foz acresciiam à incapacidade azul. O Setúbal acabou por virar o resultado e na Luz o Benfica só não marcava mais por demérito próprio. A entrada de Mantorras nos últimos minutos funcionou mais uma vez como talismã e o angolano já em período de descontos coincluiu com mérito mais uma jogada pela direita, desta vez por Balboa que em velocidade bateu a defesa azul.

Foi um jogo de despedidas: de Quique (que no fim praticamente abraçou cada um dos jogadores do Belenenses!, do Belenenses que já ameaçara a época passada e que desta vez vê inexoravelmente a descida de divisão a consumar-se (com a companhia do Trofense derrotado em Paços de Ferreira) e certamente de alguns jogadores encarnados…

Estádio da Luz, em Lisboa
Hora: 19:45; 30. 972 espectadores, num fim de dia chuvoso.
Árbitro: Cosme Machado ( Braga )

BENFICA: Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e Jorge Ribeiro; Katsouranis, Carlos Martins(Fellipe Bastos 25′), Urreta e Aimar (Balboa 83′); Dí Maria (Mantorras 76′) e Cardozo.

BELENENSES: Júlio César; Mano (Porta 75′), Ávalos, Diakité, André Pires; Gomez, Pele (Fredy 56′), José Pedro, Silas, Saulo e Wender (Vinícius 61′)

Golos: 0-1 Silas (3); 1-1 Cardozo (20), 2-1 Fellipe Bastos (63), 3-1 Mantorras 90+1′;

Disciplina: Cartão amarelo Wender (32), Pelé (38), Aimar (46) e Katsouranis (62);
Cartão vermelho a Saulo (41)