Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

É esta porventura a praia amena – Cruz e Silva Outubro 5, 2007

Filed under: Cruz e Silva,poesia — looking4good @ 7:35 pm

É esta porventura a praia amena
do manso Tejo? É este o monte erguido,
onde nuns negros olhos escondido,
me fez contente amor com minha pena?

É este bosque, que aura tão serena
derramava do vento sacudido?
Ou este o verde choupo em que esculpido
deixei o nome que meu mal serena?

Quão outro tudo está, tão desmudado!
Perdeu graça, perdeu formosura
do alegre tempo por meu mal passado;

mas oh, como se engana a conjectura!
‘Inda tudo conserva o antigo estado,
somente se mudou a minha ventura.

António Dinis da Cruz e Silva (n. em Lisboa a 4 Jul 1731, m. no Rio de Janeiro a 5 Out 1799)

Anúncios