Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Pubescência – Guimarães Passos (na passagem do 99º aniversário da sua morte) Setembro 9, 2008

Filed under: Guimarães Passos,poesia — looking4good @ 12:17 am


Ei-la! Chega ao jardim, que estava triste,
Porque a sua alegria ausente estava,
E ela, que em vê-lo dantes se alegrava,
Agora a toda a tentação resiste.

Seria outra alma, pensa, que a animava?
Por que um desejo que a persegue insiste?
Qualquer cousa que ignora, mas que existe,
Pulsa-lhe ao coração que não pulsava.

Triste cismando segue, e em frente à fonte:
— Um sátiro, de cuja boca escorre
Um fino fio d’água transparente,

Ri-se dos cornos que lhe vê na fronte,
Os lábios cola aos dele, e porque morre
De sede, bebe alucinadamente…

Sebastião Cícero dos Guimarães Passos (n. em Maceió a 22 de Março de 1867 — m. Paris, 9 de Setembro de 1909).

Anúncios
 

Pubescência – Guimarães Passos (na passagem do 99º aniversário da sua morte)

Filed under: Guimarães Passos,poesia — looking4good @ 12:17 am


Ei-la! Chega ao jardim, que estava triste,
Porque a sua alegria ausente estava,
E ela, que em vê-lo dantes se alegrava,
Agora a toda a tentação resiste.

Seria outra alma, pensa, que a animava?
Por que um desejo que a persegue insiste?
Qualquer cousa que ignora, mas que existe,
Pulsa-lhe ao coração que não pulsava.

Triste cismando segue, e em frente à fonte:
— Um sátiro, de cuja boca escorre
Um fino fio d’água transparente,

Ri-se dos cornos que lhe vê na fronte,
Os lábios cola aos dele, e porque morre
De sede, bebe alucinadamente…

Sebastião Cícero dos Guimarães Passos (n. em Maceió a 22 de Março de 1867 — m. Paris, 9 de Setembro de 1909).