Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

No aniversário do «poeta da saudade» – Antonio Pereira de Moraes Novembro 13, 2007

Filed under: Antonio Pereira Moraes,poesia — looking4good @ 1:00 am

Saudade é um parafuso
Que na rosca quando cai,
Só entra se for torcendo,
Porque batendo num vai
E enferrujando dentro
Nem distorcendo num sai.

Saudade tem cinco fios
Puxados à eletricidade,
Um na alma, outro no peito,
Um amor, outro amizade,
O derradeiro, a lembrança
Dos dias da mocidade.

Saudade é como a resina,
No amor de quem padece,
O pau que resina muito
Quando não morre adoece.
É como quem tem saudade
Não morre, mas adoece.

Adão me deu dez saudades
Eu lhe disse: muito bem!
Dê nove, fique com uma
Que todas não lhe convêm.
Mas eu caí na besteira,
Não reparti com ninguém.

António Pereira de Moraes (n. em 13 Nov 1891 no sítio Jatobá, Itapetim, São José do Egito; m. em 7 Nov. 1892)

Anúncios