Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica goleador na Madeira ascende ao primeiro lugar (esperando pelo jogo do Leixões amanhã) Dezembro 7, 2008

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Maritimo — looking4good @ 9:34 pm
Marítimo

0 – 6

Benfica

Início avassalador reduziu Marítimo a dez e depois foi fácil…

O Benfica com Moreira em vez de Quim na baliza jogava uma partida muito importante para as suas aspirações, depois de já ter assistido ao triunfo do Sporting (frente ao Estrela da Amadora) e do Porto (em Setúbal).
O Benfica entrou bem no jogo, dispôs aos 6′ de uma grande oportunidade por Suazo que inclusivé passou Marcos e atirou para a baliza mas com Van der Linden em recuperação a tocar na bola evitando o 0-1. Pouco depois Ruben Amorim rematou à entrada da área para grande defesa de Marcos para canto. Aos 16′ livre marcado rápido, Suazo isola-se chega primeiro à bola e Marcos que saíra da baliza derrubou o avançado hondurenho do Benfica: penalty e expulsão do guarda-redes da equipa local, saindo Manú para a entrada do guarda-redes suplente. Reyes marcou o penalty com a bola ainda a bater no poste mas a saltar para o fundo da baliza.

O Marítimo ainda respondeu com Marcinho em jogada individual a ter oportunidade de empatar (32′) mas o remate rasteiro e na diagonal saiu ao lado. Nos últimos minutos da primeira parte o Benfica voltou à carga atacante e já depois de uma excelente jogada de Ruben Amorim perto da linha de fundo do lado esquerdo do ataque encarnado ter sido solucionada por defesa de Brunio Grassi, na sequência de um canto do mesmo lado, Katsouranis desviou para Suazo ao segundo poste marcar de cabeça. Com 2-0 ao intervalo e com os funchalenses em inferioridade numérica o jogo estaria decidido.

O início da segunda parte foi fraco com os jogadores a entrarem em quesílias escusadas. Num pontapé de canto da esquerda, Luisão apareceu a finalizar no miolo da área com o pé e aí o jogo seguiu a tendência da goleada. A capacidade de resistência do Marítimo terminou e na tentativa de marcar o golo de honra acabou por descurar as linhas defensivas, aproveitando os encarnados para jogadas de contra-ataque. Uma jogada com passe de Nuno Gomes para Suazo para a meia direita foi desenvolvida por este de forma inapelável terminando com um belíssimo golo do avançado emprestado pelo Inter à equipa encarnada.

As substituições encarnadas deram uma ambição maior à equipa em termos de golos e face ao KO total do Marítimo o Benfica ainda aumentou a goleada com um «bis» de Nuno Gomes: o primeiro após uma jogada na área com Katsouranis a ir à linha final dar para Balboa assistir Nuno Gomes, o sexto com David Luís a integrar-se no ataque pelo lado esquerdo a desenvolver a jogada individualmente até à linha de fundo e a fazer a assistência que foi 3/4 de golo.

Um triunfo muito facilitado pela inferioridade numérica do Marítimo mas que consagra o Benfica como a equipa mais goleadora do campeonato.

Soares Dias mostrou amarelos a mais mas no lance do minuto 17′ analisou bem a situação.

Ficha do jogo:
Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

Marítimo – Marcos; João Guilherme, Fernando Cardozo e Van der Linden; Paulo Jorge, Bruno (João Luiz, 65 m), Olberdam e Miguelito; Marcinho; Manu (Bruno Grassi, 19 m) e Djalma (Babá, 58 m).

Suplentes não utilizados: Briguel, Luis Olim, Vítor Júnior e Bruno Fogaça.

Benfica – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Katsouranis e Binya (Yebda, 58 m); Ruben Amorim (Balboa, 67 m), Aimar e Reyes; David Suazo.

Suplentes não utilizados: Moretto, Miguel Vítor, Urreta e Cardozo.

Golos: 0-1 por Reyes (20 m, g.p.); 0-2 por Suazo (42 m); 0-3 por Luisão (65 m); 0-4 por Suazo (85 m); 0-5 por Nuno Gomes (86 m); 0-6 por Nuno Gomes (90+2 m).

Disciplina: cartão amarelo a Luisão (35 m), Ruben Amorim (43 m), Binya (45+4 m), Reyes (49 m), Fernando Cardozo (50 m), David Luiz (55 m), Katsouranis (60 m) e Moreira (75 m); cartão vermelho a Marcos (16 m).

Anúncios
 

Benfica goleador na Madeira ascende ao primeiro lugar (esperando pelo jogo do Leixões amanhã)

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Maritimo — looking4good @ 9:34 pm
Marítimo

0 – 6

Benfica

Início avassalador reduziu Marítimo a dez e depois foi fácil…

O Benfica com Moreira em vez de Quim na baliza jogava uma partida muito importante para as suas aspirações, depois de já ter assistido ao triunfo do Sporting (frente ao Estrela da Amadora) e do Porto (em Setúbal).
O Benfica entrou bem no jogo, dispôs aos 6′ de uma grande oportunidade por Suazo que inclusivé passou Marcos e atirou para a baliza mas com Van der Linden em recuperação a tocar na bola evitando o 0-1. Pouco depois Ruben Amorim rematou à entrada da área para grande defesa de Marcos para canto. Aos 16′ livre marcado rápido, Suazo isola-se chega primeiro à bola e Marcos que saíra da baliza derrubou o avançado hondurenho do Benfica: penalty e expulsão do guarda-redes da equipa local, saindo Manú para a entrada do guarda-redes suplente. Reyes marcou o penalty com a bola ainda a bater no poste mas a saltar para o fundo da baliza.

O Marítimo ainda respondeu com Marcinho em jogada individual a ter oportunidade de empatar (32′) mas o remate rasteiro e na diagonal saiu ao lado. Nos últimos minutos da primeira parte o Benfica voltou à carga atacante e já depois de uma excelente jogada de Ruben Amorim perto da linha de fundo do lado esquerdo do ataque encarnado ter sido solucionada por defesa de Brunio Grassi, na sequência de um canto do mesmo lado, Katsouranis desviou para Suazo ao segundo poste marcar de cabeça. Com 2-0 ao intervalo e com os funchalenses em inferioridade numérica o jogo estaria decidido.

O início da segunda parte foi fraco com os jogadores a entrarem em quesílias escusadas. Num pontapé de canto da esquerda, Luisão apareceu a finalizar no miolo da área com o pé e aí o jogo seguiu a tendência da goleada. A capacidade de resistência do Marítimo terminou e na tentativa de marcar o golo de honra acabou por descurar as linhas defensivas, aproveitando os encarnados para jogadas de contra-ataque. Uma jogada com passe de Nuno Gomes para Suazo para a meia direita foi desenvolvida por este de forma inapelável terminando com um belíssimo golo do avançado emprestado pelo Inter à equipa encarnada.

As substituições encarnadas deram uma ambição maior à equipa em termos de golos e face ao KO total do Marítimo o Benfica ainda aumentou a goleada com um «bis» de Nuno Gomes: o primeiro após uma jogada na área com Katsouranis a ir à linha final dar para Balboa assistir Nuno Gomes, o sexto com David Luís a integrar-se no ataque pelo lado esquerdo a desenvolver a jogada individualmente até à linha de fundo e a fazer a assistência que foi 3/4 de golo.

Um triunfo muito facilitado pela inferioridade numérica do Marítimo mas que consagra o Benfica como a equipa mais goleadora do campeonato.

Soares Dias mostrou amarelos a mais mas no lance do minuto 17′ analisou bem a situação.

Ficha do jogo:
Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

Marítimo – Marcos; João Guilherme, Fernando Cardozo e Van der Linden; Paulo Jorge, Bruno (João Luiz, 65 m), Olberdam e Miguelito; Marcinho; Manu (Bruno Grassi, 19 m) e Djalma (Babá, 58 m).

Suplentes não utilizados: Briguel, Luis Olim, Vítor Júnior e Bruno Fogaça.

Benfica – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Katsouranis e Binya (Yebda, 58 m); Ruben Amorim (Balboa, 67 m), Aimar e Reyes; David Suazo.

Suplentes não utilizados: Moretto, Miguel Vítor, Urreta e Cardozo.

Golos: 0-1 por Reyes (20 m, g.p.); 0-2 por Suazo (42 m); 0-3 por Luisão (65 m); 0-4 por Suazo (85 m); 0-5 por Nuno Gomes (86 m); 0-6 por Nuno Gomes (90+2 m).

Disciplina: cartão amarelo a Luisão (35 m), Ruben Amorim (43 m), Binya (45+4 m), Reyes (49 m), Fernando Cardozo (50 m), David Luiz (55 m), Katsouranis (60 m) e Moreira (75 m); cartão vermelho a Marcos (16 m).

 

Benfica igualado pelo Guimarães no segundo lugar Março 16, 2008

Filed under: Benfica,football,Futebol,Liga Bwin,Maritimo — looking4good @ 10:11 pm

Marítimo

1 – 1

Benfica
Quarto empate consecutivo do Benfica na Liga

Chalana alterou substancialmente o onze inicial colocando uma equipa mais de trabalho e com muitas unidades de cariz defensivo, deixando Rui Costa no banco, apresentando só Cardozo na frente e com Binya, Petit, Sepsi, Luis Filipe e Cristian Rodriguez no meio-campo. Medo do Marítimo, ele próprio desfalcado?

A verdade é que o Marítimo entrou melhor mas o Benfica com a equipa mais curta procurava não dar muitos espaços. Aos 22′ o Marítimo teve uma boa jogada aparecendo Marcinho a rematar à entrada da área para Quim corresponder da melhor forma, defendendo para canto.

De canto viria o Benfica pouco depois a marcar. Canto da direita a bola foi afastana mas ao segundo cruzamento de Sepsi ainda da direita correspondeu Cardozo à boca da baliza a fazer o golo de cabeça. Este golo deu mais confiança aos encarnados que passaram um periodo bom, com Luís Filipe a incorporar-se várias vezes no ataque quase a aparecer em alguns lances como apoio a Cardozo.

Na segunda parte o benfica criou aos 50′ outro lance em que podia ter feito o 0-2 por Cardozo. Lançamento lateral de Nélson e na sequência do cruzamento Cardozo cabeceia a bola bate na relva e sobe por cima da barra. A partir deste lance o Benfica nunca mais foi capaz de construir jogo e foi recuando tentando gerir a magra vantagem. O Marítimo tinha mais iniciativa mas também era evidente a falta de jogadores importantes na equipa e o Benfica lá se ia safando. A entrada de Rui Costa desta vez não fezmelhorar aequipa encarnada e o Marítimo empataria a partida na primeira intervenção de Ytalo. Lançamento comprido, dá-se o um para um Ytalo -Edcarlos, mais rápido o avançado recém-entrado rematou cruzado da esquerda batendo Quim e igualando o marcador.

A partir daí Chalana ainda fez entrar Nuno Gomes demonstrando que queria ganhar o jogo mas o empate ajusta-se à produção das equipas.

Bruno Paixão teve a vida facilitada pelos jogadores que aceitaram as suas decisões.

Ficha do jogo:

Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal) Aux – António Godinho,Paulo Ramos

Marítimo – Marcos; Ricardo Esteves (Briguel, 50 m), Gregory, Van der Linden e Evaldo; Bruno e Olberdam; Marcinho, Mossoró e Fábio Felício (Djalma, 62 m); Baba (Ytalo, 73 m).

Benfica – Quim; Nélson, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Petit (Nuno Gomes 80′) e Binya; Luís Filipe (Rui Costa, 60 m), Cristian Rodriguez e Sepsi (Maxi Pereira, 71 m); Cardozo.

Disciplina: cartão amarelo a Binya (70 m), Katsouranis (72 m), Bruno (82 m) e Maxi Pereira (86 m).

 

Benfica igualado pelo Guimarães no segundo lugar

Filed under: Benfica,football,Futebol,Liga Bwin,Maritimo — looking4good @ 10:11 pm

Marítimo

1 – 1

Benfica
Quarto empate consecutivo do Benfica na Liga

Chalana alterou substancialmente o onze inicial colocando uma equipa mais de trabalho e com muitas unidades de cariz defensivo, deixando Rui Costa no banco, apresentando só Cardozo na frente e com Binya, Petit, Sepsi, Luis Filipe e Cristian Rodriguez no meio-campo. Medo do Marítimo, ele próprio desfalcado?

A verdade é que o Marítimo entrou melhor mas o Benfica com a equipa mais curta procurava não dar muitos espaços. Aos 22′ o Marítimo teve uma boa jogada aparecendo Marcinho a rematar à entrada da área para Quim corresponder da melhor forma, defendendo para canto.

De canto viria o Benfica pouco depois a marcar. Canto da direita a bola foi afastana mas ao segundo cruzamento de Sepsi ainda da direita correspondeu Cardozo à boca da baliza a fazer o golo de cabeça. Este golo deu mais confiança aos encarnados que passaram um periodo bom, com Luís Filipe a incorporar-se várias vezes no ataque quase a aparecer em alguns lances como apoio a Cardozo.

Na segunda parte o benfica criou aos 50′ outro lance em que podia ter feito o 0-2 por Cardozo. Lançamento lateral de Nélson e na sequência do cruzamento Cardozo cabeceia a bola bate na relva e sobe por cima da barra. A partir deste lance o Benfica nunca mais foi capaz de construir jogo e foi recuando tentando gerir a magra vantagem. O Marítimo tinha mais iniciativa mas também era evidente a falta de jogadores importantes na equipa e o Benfica lá se ia safando. A entrada de Rui Costa desta vez não fezmelhorar aequipa encarnada e o Marítimo empataria a partida na primeira intervenção de Ytalo. Lançamento comprido, dá-se o um para um Ytalo -Edcarlos, mais rápido o avançado recém-entrado rematou cruzado da esquerda batendo Quim e igualando o marcador.

A partir daí Chalana ainda fez entrar Nuno Gomes demonstrando que queria ganhar o jogo mas o empate ajusta-se à produção das equipas.

Bruno Paixão teve a vida facilitada pelos jogadores que aceitaram as suas decisões.

Ficha do jogo:

Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal) Aux – António Godinho,Paulo Ramos

Marítimo – Marcos; Ricardo Esteves (Briguel, 50 m), Gregory, Van der Linden e Evaldo; Bruno e Olberdam; Marcinho, Mossoró e Fábio Felício (Djalma, 62 m); Baba (Ytalo, 73 m).

Benfica – Quim; Nélson, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Petit (Nuno Gomes 80′) e Binya; Luís Filipe (Rui Costa, 60 m), Cristian Rodriguez e Sepsi (Maxi Pereira, 71 m); Cardozo.

Disciplina: cartão amarelo a Binya (70 m), Katsouranis (72 m), Bruno (82 m) e Maxi Pereira (86 m).

 

Benfica igualado pelo Guimarães no segundo lugar

Filed under: Benfica,football,Futebol,Liga Bwin,Maritimo — looking4good @ 10:11 pm

Marítimo

1 – 1

Benfica
Quarto empate consecutivo do Benfica na Liga

Chalana alterou substancialmente o onze inicial colocando uma equipa mais de trabalho e com muitas unidades de cariz defensivo, deixando Rui Costa no banco, apresentando só Cardozo na frente e com Binya, Petit, Sepsi, Luis Filipe e Cristian Rodriguez no meio-campo. Medo do Marítimo, ele próprio desfalcado?

A verdade é que o Marítimo entrou melhor mas o Benfica com a equipa mais curta procurava não dar muitos espaços. Aos 22′ o Marítimo teve uma boa jogada aparecendo Marcinho a rematar à entrada da área para Quim corresponder da melhor forma, defendendo para canto.

De canto viria o Benfica pouco depois a marcar. Canto da direita a bola foi afastana mas ao segundo cruzamento de Sepsi ainda da direita correspondeu Cardozo à boca da baliza a fazer o golo de cabeça. Este golo deu mais confiança aos encarnados que passaram um periodo bom, com Luís Filipe a incorporar-se várias vezes no ataque quase a aparecer em alguns lances como apoio a Cardozo.

Na segunda parte o benfica criou aos 50′ outro lance em que podia ter feito o 0-2 por Cardozo. Lançamento lateral de Nélson e na sequência do cruzamento Cardozo cabeceia a bola bate na relva e sobe por cima da barra. A partir deste lance o Benfica nunca mais foi capaz de construir jogo e foi recuando tentando gerir a magra vantagem. O Marítimo tinha mais iniciativa mas também era evidente a falta de jogadores importantes na equipa e o Benfica lá se ia safando. A entrada de Rui Costa desta vez não fezmelhorar aequipa encarnada e o Marítimo empataria a partida na primeira intervenção de Ytalo. Lançamento comprido, dá-se o um para um Ytalo -Edcarlos, mais rápido o avançado recém-entrado rematou cruzado da esquerda batendo Quim e igualando o marcador.

A partir daí Chalana ainda fez entrar Nuno Gomes demonstrando que queria ganhar o jogo mas o empate ajusta-se à produção das equipas.

Bruno Paixão teve a vida facilitada pelos jogadores que aceitaram as suas decisões.

Ficha do jogo:

Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal) Aux – António Godinho,Paulo Ramos

Marítimo – Marcos; Ricardo Esteves (Briguel, 50 m), Gregory, Van der Linden e Evaldo; Bruno e Olberdam; Marcinho, Mossoró e Fábio Felício (Djalma, 62 m); Baba (Ytalo, 73 m).

Benfica – Quim; Nélson, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Petit (Nuno Gomes 80′) e Binya; Luís Filipe (Rui Costa, 60 m), Cristian Rodriguez e Sepsi (Maxi Pereira, 71 m); Cardozo.

Disciplina: cartão amarelo a Binya (70 m), Katsouranis (72 m), Bruno (82 m) e Maxi Pereira (86 m).

 

Porto ganha na Madeira … com jogadores a mais Fevereiro 15, 2008

Filed under: FC Porto,Futebol,Liga Bwin,Maritimo — looking4good @ 10:58 pm

Marítimo

0-3

Porto

Lisandro marca dois … quando já devia estar de fora

Jogo interessante durante a primeira parte com períodos de supremacia ligeira alternada. Primeiro o Porto, com o Marítimo a entrar cauteloso no jogo, depois no segundo quarto de hora foi o Marítimo que ameaçou a baliza de Helton. Primeiro um remate de cabeça de André Pinto ligeiramente ao lado após cruzamento de Ricardo Esteves, depois através de uma iniciativa deste a rematar por cima da barra.

Na parte final da primeira parte o Porto apareceu outra vez mais à frente com Fucile a obrigar Marcos a defender um remate cruzado em lance iniciado com mão de Raul Meireles. Nos ultimos minutos grande polémica. á com o jogo interrompido poara ser marcada falta contra o Porto Lisandro entra a pontapé sobre Mossoró depois Lucho, empurrões, entram os suplentes do Porto em campo !!! e depois daquela confusão toda aí vai amarelo para Lucho e Djalma, sendo que Lisandro que dvia ter sido expulso, nem amarelo vê! Pero dos 45′ Lisandro à entrada da área rodopia os defesas (dois ) dão-lhe espaço e este remata para inaugurar o marcador.

Na segunda parte a partir dos 60′ – segundo amarelo para Djalma! por bola na mão! Expulsão injusta, Tarik a fazer o segundo golo aos 68′ e o jogo ficou resolvido. tempo para Jesualdo poupar jogadores , 3-0 por Lisandro, quase 4-0 evitado por Marcos e o Porto acaba por ter um passeio na Madeira com facilidades do senhor Pedro Henriques e companhia (vamos lá a ver se vai haver processo sumaríssimo), com Jesualdo no final a criticar o árbitro por dualidade de critérios!! Estará a querer transformar-se em novo Pedroto? Já agora viram que Lucho cortou uma bola com o braço já depois de ter visto amarelo e ainda na primeira parte?

Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Pedro Henriques (AF Lisboa)

MARÍTIMO – Marcos; Ricardo Esteves, Ediglê, Van der Linden e Evaldo; Bruno e João Luiz; Mossoró (Gonçalo, 74 m), Marcinho e Djalma; André Pinto (Kanu, 63 m).

FC PORTO – Helton; Fucile (João Paulo, 70 m), Pedro Emanuel, Bruno Alves e Marek Cech; Lucho Gonzalez, Paulo Assunção e Raul Meireles (Kazmierczak, 72 m); Farias (Tarik Sektioui, 65 m), Lisandro Lopez e Ricardo Quaresma.

Ao intervalo: 0-1

Golos: 0-1, Lisandro Lopez (45 m); 0-2, Tarik Sektioui (68 m); 0-3, Lisandro Lopez (82 m).

Cartão amarelo a Djalma, Lucho Gonzalez, Raul Meireles, André Pinto, Kazmierczak e Pedro Emanuel. Cartão vermelho (segundo amarelo) a Djalma (60 m).

 

Porto ganha na Madeira … com jogadores a mais

Filed under: FC Porto,Futebol,Liga Bwin,Maritimo — looking4good @ 10:58 pm

Marítimo

0-3

Porto

Lisandro marca dois … quando já devia estar de fora

Jogo interessante durante a primeira parte com períodos de supremacia ligeira alternada. Primeiro o Porto, com o Marítimo a entrar cauteloso no jogo, depois no segundo quarto de hora foi o Marítimo que ameaçou a baliza de Helton. Primeiro um remate de cabeça de André Pinto ligeiramente ao lado após cruzamento de Ricardo Esteves, depois através de uma iniciativa deste a rematar por cima da barra.

Na parte final da primeira parte o Porto apareceu outra vez mais à frente com Fucile a obrigar Marcos a defender um remate cruzado em lance iniciado com mão de Raul Meireles. Nos ultimos minutos grande polémica. á com o jogo interrompido poara ser marcada falta contra o Porto Lisandro entra a pontapé sobre Mossoró depois Lucho, empurrões, entram os suplentes do Porto em campo !!! e depois daquela confusão toda aí vai amarelo para Lucho e Djalma, sendo que Lisandro que dvia ter sido expulso, nem amarelo vê! Pero dos 45′ Lisandro à entrada da área rodopia os defesas (dois ) dão-lhe espaço e este remata para inaugurar o marcador.

Na segunda parte a partir dos 60′ – segundo amarelo para Djalma! por bola na mão! Expulsão injusta, Tarik a fazer o segundo golo aos 68′ e o jogo ficou resolvido. tempo para Jesualdo poupar jogadores , 3-0 por Lisandro, quase 4-0 evitado por Marcos e o Porto acaba por ter um passeio na Madeira com facilidades do senhor Pedro Henriques e companhia (vamos lá a ver se vai haver processo sumaríssimo), com Jesualdo no final a criticar o árbitro por dualidade de critérios!! Estará a querer transformar-se em novo Pedroto? Já agora viram que Lucho cortou uma bola com o braço já depois de ter visto amarelo e ainda na primeira parte?

Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Pedro Henriques (AF Lisboa)

MARÍTIMO – Marcos; Ricardo Esteves, Ediglê, Van der Linden e Evaldo; Bruno e João Luiz; Mossoró (Gonçalo, 74 m), Marcinho e Djalma; André Pinto (Kanu, 63 m).

FC PORTO – Helton; Fucile (João Paulo, 70 m), Pedro Emanuel, Bruno Alves e Marek Cech; Lucho Gonzalez, Paulo Assunção e Raul Meireles (Kazmierczak, 72 m); Farias (Tarik Sektioui, 65 m), Lisandro Lopez e Ricardo Quaresma.

Ao intervalo: 0-1

Golos: 0-1, Lisandro Lopez (45 m); 0-2, Tarik Sektioui (68 m); 0-3, Lisandro Lopez (82 m).

Cartão amarelo a Djalma, Lucho Gonzalez, Raul Meireles, André Pinto, Kazmierczak e Pedro Emanuel. Cartão vermelho (segundo amarelo) a Djalma (60 m).