Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Hoje confirmou-se o que já suspeitava (desde o início da época) Março 14, 2009

Filed under: Benfica,Liga Sagres,Vitória de Guimarães — looking4good @ 8:50 pm
Benfica logoV. Guimarães logo Benfica

0 – 1

V. Guimarães

Equipa conformada diz adeus ao campeonato…

O Benfica mais uma vez desapontou os seus adeptos. Não há paciência para a falta de categoria da equipa de futebol. Depois de uma lamentável presença na Taça Uefa onde o que conseguiu de melhor foi a eliminação do Nápoles para depois terminar em último na fase de grupo sem qualquer vitória, da eliminação da Taça de Portugal numa fase ainda inicial da prova hoje confirmou-se o afastamento da decisão de discussão do título e até porventura da prsença na Liga dos Campeões.

Esta equipa hoje nem alma demonstrou. Quique demonstra semana atrás de semana que é um treinador fraco. O sistema tactico não funciona. Jogar em casa frente a uma equipa que já sabíamos ficaria contente com um pontinho com dois médios defensivos mesmo numa fase adiantada do jogo e substituir o único ponta de lança por outro, sem ter mais nenhum no banco… quando precisava de ganhar o jogo, não lembrava ao diabo.

Di Maria fez uns desiquilibrios e ainda foi o melhor do Benfica. Na primeira parte a equipa teve, aliás, algum dinamismo embora a única jogada de perigo tenha sido desperdiçada por um remate fraco ao lado de Aimar. Desmarets logo aos 4′ protagonizou, por outro lado, o lance de maior perigo dos forasteiros.

O intervalo fez mal aos jogadores do Benfica. No início da segunda parte foi o Vitória que apareceu com mais bola e o Benfica demonstrava uma incapacidade total para avançar e criar perigo. Quique fez entrar Nuno Gomes e quando se pensava que ia passar a ter dois avançados não, tirou Cardozo (jogou muito pouco é certo). Num contra-ataque com 4 jogadores do Benfica à defesa foam três deles todos a Marquinho que libertou a bola para Roberto facturar o golo do Vitória. Ainda faltava muito tempo mas face aos antecedentes já se percebera que este Benfica não seria capaz de inverter o rumo das coisas.

O Guimarães quiz um ponto ganhou três. O Benfica não sei o que quer. Insiste em jogadores como Balboa, sem guarda-redes (onde se viu uma equipa média da europa ter guarda-redes como estes que o Benfica tem?), e não tem treinador porque são seis jogadores a defender e 4 a atacar – não há osmose, não há ligação. Uma equipa que durante uma época contentou os adeptos com bom futebol em 3 ou 4 jogos, não pode estar a ser bem treinada. Infelizmente os meus receios de início da época estão mais do que confirmados.

Quique contenta-se em estar presente na final da Taça da Liga e é de admitir que depois deste desaire e do impacto psicológico do mesmo a equipa caia ainda mais e nem o segundo lugar consiga de modo identico ao da época passada. Uma tristeza!

Ficha do jogo:
Estádio do Sport Lisboa e Benfica, em Lisboa
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)

Benfica – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor e David Luiz; Yebda (Balboa, 81 m) e Katsouranis; Di Maria (Urreta, 71 m), Aimar e Reyes; Cardozo (Nuno Gomes, 59 m).

Suplentes: Quim, Sidnei, Jorge Ribeiro, Balboa, Urreta e Nuno Gomes.

V. Guimarães – Nilson; Lionn, Gregory, Moreno e Milhazes; Nuno Assis, João Alves (Wenio, 90 m), Flávio Meireles e Desmarets; Roberto (Fajardo, 79 m) e Marquinho (Cícero, 84 m).

Suplentes: Nuno Santos, Luciano Amaral, Danilo, Custódio, Wenio, Fajardo e Cícero.

Goolos: 0-1 por Roberto (66 m).

Disciplina: cartão amarelo a Lionn (72 m), Yebda (73 m), Nilson (90+3 m); cartão vermelho para Cícero (90+1 m)

Anúncios
 

Taça da Liga – Final entre as equipas da Segunda Circular de Lisboa Fevereiro 4, 2009

Filed under: Benfica,Taça da Liga,Vitória de Guimarães — looking4good @ 11:18 pm
Benfica logoV. Guimarães logo Benfica

2 – 1

V. Guimarães

Só um auto-golo abriu o caminho da final…

O Benfica venceu em casa a equipa do Guimarães (que já havia derrotado em Guimarães para esta mesma prova, na fase de grupos) e marcou encontro com o Sporting vencedor, também hoje, do Porto por 4-1 virando o resultado de 0-1 com dois penalties convertidos por Romagnoli e dois golos de Derlei, aproveitando a equipa de «reservas» que os portistas optaram por apresentar em Alvalade.

Mas vamos ao jogo da Luz. O jogo foi bastante equilibrado com o Vitória a ter um futebol de mais controlo de bola no meio campo e mais articulado, enquanto o Benfica foi o que tem vindo a ser esta época: uma equipa de fogachos, sem um futebol consistente e colectivo. Dificuldades do Benfica no meio-campo mas entre os 20 e os 35 minutos da primeira parte conseguiu disfrutar de um bom conjunto de oportunidades: Cardozo em remate de cabeça (de costas para a baliza) atirou à barra após cruzamento da direita do ataque, o mesmo Cardozo falhou a emenda de cabeça a cruzamento do mesmo lado – mais fácil do que o lance anterior. Ainda Cardozo de livre atirou remate ligeiramente ao lado e em remate de longe obrigou Serginho a uma boa defesa. Cardozo (sempre ele) falharia ainda incrivelmente um golo feito ao preferir rematar muito forte mas por cima da barra uma bola que sobrou da marcação de um pontapé de canto, e com o auxiliar a assinalar um fora de jogo inexistente – ai o que seria se o avançado tivesse metido a bola na baliza?

O Vitória de Guimarães reequilibrou e voltou a entrar mais afoito na segunda parte. O jogo pareceu mais rápido durante esta fase, o Benfica a continuar a conceder bastante espaço aos jogadores visitantes e a equipa vimaranense pôs o resultado do jogo em dúvida. Cardozo volta a ser protagonista ao falhar a recepção de uma bola que lhe dava o isolamento perante o guarda-redes, o Benfica parece ceder no meio-campo até que Quique faz uma surpreendente substituição – tira Cardozo para entrar Di Maria. O Benfica fica sem ponta de lança mas os defesas centrais adversários também podem servir de avançados e marcar golos na sua própria baliza. Gregory acossado por David Luís, após canto da direita, marcou um grande golo, mas na baliza errada.

O terinador do Vitória fez entrar Roberto, substituindo Marquinho, o jogo ganhou mais desiquilibrios era tempo de arriscar, o Benfica tinha mais espaço para os contra-ataques, num deles dois encarnados aparecem isolados por um passe de Katsouranis, Aimar marcou (o seu primeiro golo pelo Benfica) e resolveu o jogo. Aproveitando um corte deficiente de Maxi Pereira, Roberto fez um remate cruzado que Quim ainda desvia com a bola a bater no poste e na recarga um remate cruzado agora da esquerda para a direira rasteiro de Desmarets, reduziu para 1-2 quando se estava a chegar ao minuto 90. A verdade é que nos 4 minutos de desconto ainda deu para se ver Reyes completamente isolado a querer fazer um chapéu (que falhou) quando tinha tudo para fazer o 1-3 e na jogada imediata foi o 2-2 que esteve iminente mas o remate de Carlitos saiu por cima da barra.

A arbitragem de Soares Dias foi razoável e os jogadores não lhe deram muitos probemas. No segundo golo surgiram dúvidas sobre a posição de dois jogadores encarnados, mas as repetições demonstram que ambos estavam em posição legal.

Agora é aguardar pelo fim de semana e pelo Porto-Benfica para o Campeonato (Liga Sagres)!

Ficha do jogo:
Estádio do Sport Lisboa e Benfica, em Lisboa
Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

Benfica – Quim; Miguel Vítor, Luisão, Sidnei (Maxi, 46 m) e David Luiz; Ruben Amorim, Katsouranis, Carlos Martins (Yebda, 85 m) e Reyes; Aimar e Cardozo (Di Maria, 68 m).

Suplentes: Moretto, Maxi Pereira, Jorge Ribeiro, Yebda, Di Maria, Nuno Gomes e Mantorras.

V. Guimarães – Serginho; Lionn, Gregory, Moreno e Andrezinho; João Alves (Custódio, 85 m) e Flávio Meireles (Carlitos, 77 m); Fajardo, Nuno Assis e Desmarets; Marquinho (Roberto, 70 m).

Suplentes: Nuno Santos, Custódio, Carlitos, Roberto, Wénio, Danilo e Milhazes.

Marcador: 1-0 por Gregory (69 m, n.p.b.); 2-0 por Aimar (87 m); 2-1 por Desmarets (89 m).
Disciplina: cartão amarelo a Flávio Meireles (31 m) e João Alves (38 m).

 

Taça da Liga: Benfica ganha em Guimarães Janeiro 7, 2009

Filed under: Benfica,Futebol,Taça da Liga,Vitória de Guimarães — looking4good @ 11:58 pm
Guimarães

0 – 2

Benfica

Puxão de orelhas deu resultado…

Em jogo da Taça da Liga Guimarães e Benfica apresentaram-se sem reservas dando aso a um jogo bem disputado. Apesar disso o Benfica apresentou algumas alterações com o regresso após castigo de Katsouranis a fazer dupla no meio campo defenmsivo com Yebda, Balboa em nova oportunidade (desperdiçada) a titular na direita e Miguekl Vítor a fazer parceria com Luisão enquanto David Luís apareceu à esquerda. Moretto foi o guarda-redes. Partiu bem o Benfica, aliás conforme já ocorrera neste nesmo estádio, no jogo para o Campeonato, agora denominado Liga Sagres.

Aos 4′ o Benfica desperdiçou e por duas vezes consecutivas a oportunidade de inaugurar o marcador. Bola recuperada por Katsouranis no meio campo ofensivo, meteu a bola para Suazo que tinha opções à direita (Balboa) e à esquerda Aimar, preferiu a direita para o centro de continuidade de Balboa dando a Aimar a conclusão, mas o remate de cabeça foi defendido por Nilsson; na recarga dois jogadores do Benfica para a finalização foi Di Maria a rematar cruzado não suficiente para bater Nilsson a defender com as pernas. A verdade é que pouco depois de um pontapé de canto Katsouranis ao primeiro poste facturou de cabeça e deu tranquilidade aos encarnados.

O Guimarães sentiu o golo e sem Flávio Meireles no meio campo demorou a construir jogadas de ataque. O meio-campo encarnado muito mais solido e diligente do que na Trofa recuperava as bolas e tentava o ataque rápido. Numa dessas jogadas a bola foi enviada para Di Maria na esquerda completamente isolado para o assistente assinalar um incrível fora de jogo, quando havia dois defesas vimaranenses atrás no momento do passe.

Entre os 25-35 minutos finalmente os vitorianos encostaram o Benfica à zona defensiva, mas nos últimos minutos o Benfica reequilibrou.

Na segunda parte com as substituições operadas no intervalo acentuou-se a pressão do Guimarães com mais difculdades dos encarnados em suster os ataques do Vitória que dispôs de vários lances de bola parada. A arbitragem de Benquerença que esteve mal, ia distribuindo os erros por ambos os lados (em termos disciplinares perdoou vários amarelos- não se percebe como Luís Filipe, Roberto e David Luís acabaram o jogo sem o ver -) e deixou passar em claro um empurrão de Maxi Pereira sobre Marquinho que ganhara avanço numa disputa na grande área benfiquista.

O Vitória continuava com mais posse de bola e o Benfica atacava menos vezes mas as substituições operadas reforçaram a capacidade física do Benfica (saída de Di Maria – fez uma boa primeira parte – para entrar Jorge Ribeiro e saída de Aimar para a entrada de Carlos Martins). Uma investida ganha por Suazo permitiu o cruzamento que Carlos Martins finalizou com êxito resolvendo o jogo. Houve ainda duas mais oportunidades nos minutos restantes. Uma daria o 3-0 não fosse o árbitro assinalar uma falta inexistente a Suazo quando foi mais forte e venceu a oposiçao de um adversário indo à linha final para a assistencia que seria letal. Já no final de cabeça oum remate ao lado de um avançado vitoriano poderia ter dado expressão mais equilibrada ao resultado.

Jogo com algumas parecenças com o jogo do campeonato em termos de evolução e má arbitragem.

Estádio D. Afonso Henriques
Árbitro: Olegário Benquerença

V.GUIMARÃES – Nilson; Andrezinho (Jean, 71m), Gregory, Moreno e Luciano Amaral (Marquinhos, 46m); Luís Filipe, João Alves, Wénio (Nuno Assis, 46m) e Desmarets; Roberto e Fajardo.

BENFICA – Moretto; Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor e David Luiz; Balboa (Ruben Amorim, 36m), Katsouranis, Yebda e Di Maria (Jorge Ribeiro, 66m); Aimar (Carlos Martins, 76m) e Suazo.

Golos: 0-1 Katsouranis 8′; 0-2 Carlos Martins 80′

Acção disciplinar: cartão amarelo a Yebda, Wénio, Moreno, Gregory, Jorge Ribeiro,

Os outros resultados da Taça da Liga disputados hoje foram:

Académica 1-1 Nacional
Paços de Ferreira 2 – 1 Rio Ave

Amanhã o Porto defronta em casa o Vitória de Setúbal

 

Sporting derrota Guimarães com facilidade Novembro 30, 2008

Filed under: Futebol,Liga Sagres,Sporting,Vitória de Guimarães — looking4good @ 11:08 pm

Sporting

2 – 0

V. Guimarães

Primeira parte foi suficiente para resolver o jogo

Uma boa entrada do Sporting foi decisiva para ajudar decidir o jogo.e não deixa margem para dúvidas. Hélder Postiga inaugurou o marcador muito cedo (8′) e Liedson ao fazer o segundo golo aos (21′), igualando Travaços na lista de goleadores leoninos, decidiu o jogo. Logo aos 2′ o Sporting pediu penalty num lance entre Izmailov e João Alves. Aos 6′ Mohma viu o cartão amarelo e aos 8′ surgia o primeiro golo. Passe longitudinal de Pereirinha para Postiga que rematou de primeira fazendo a bola entrar entre Nilsson e o primeiro poste.

O Guimarães procurou reagir mas o Sporting com transições rápidas chegou ao 2-0 num jogada de Romagnoli pela esquerda e cruzamento par o centro da área com os defess vimaranenses mal posicionados a deixarem a bola chegar ao coração da área a Liedson que facturou à vontade. Foi o 122º golo do avançado Liedson igualçndo a marca de Travassos.

Os visitantes poderiam ter renascido para o jogo se aos 36′ Marquinhos tivesse concretizdo a melhor oportunidade perante Rui Patrício e depis de ter tirado Polga do lance rematou ao lado.

A segunda parte foi fria como o tempo. Pouca emoção, com o Guimarães a não conseguir alterar o rumo das coisas e o Sporting a deixar correr o tempo. Ainda assim foi o Sporting quem esteve perto de aumentar o score. Primeiro Nilsson teve de se aplicar a um remate de Ronny de livre e mais tarde defendeu incompletamente um remate de Hélder Postiga com a bola a ser retirada já depois de transpor a linha de golo, num lance que, porém, o auxiliar não sancionou como golo.

O Sporting sobe ao terceiro lugar e fica agora à espera do que os rivais Porto e Benfica fazem amanhã.

LIGA SAGRES – 10.ª JORNADA
Estádio José Alvalade, em Lisboa
Hora: 20:15
Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa)

EQUIPAS OFICIAIS:
SPORTING – Rui Patrício; Pereirinha, Carriço, Polga e Grimi (Ronny 63′); João Moutinho, Miguel Veloso, Romagnoli (Adrien Silva 86′) e Izmailov; Liedson (Tiuí 90+3′) e Hélder Postiga.

Treinador: Paulo Bento.

Suplentes: Tiago, Cedric Soares, Pedro Mendes, Ronny, Adrien Silva, Yannick Djaló e Rodrigo Tiuí.

V. GUIMARÃES – Nilson; Andrezinho, Gregory, Vítor Bastos (Roberto int.) e Mohma; João Alves, Flávio Meireles (Carlitos 65′), Wênio e Nuno Assis; Marquinho (Fajardo 77′) e Desmarets.

Treinador: Manuel Cajuda.

Suplentes: Nuno Santos, Lionne, Márcio, Fajardo, Carlitos, Jean Coral e Roberto.

Golos: Hélder Postiga 8′; Liedson 21′.

Disciplina: 6′ – Cartão amarelo para Mohma, por falta sobre Moutinho.
60′ – Cartão amarelo a Grimi, por falta sobre Andrezinho.
64′ – Cartão amarelo a Andrezinho, por falta sobre Izmailov.
80′ – Cartão amarelo a Nuno Assis, por falta sobre Moutinho.

 

Benfica de sofrimento vence em Guimarães Novembro 2, 2008

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Vitória de Guimarães — looking4good @ 10:12 pm
Guimarães

1 – 2

Benfica

Benfica de contra-ataque… árbitro e Reyes complicaram…

Com quase todo o plantel em condições Quique Flores optou por Aimar e Suazo na frente e um meio campo com Yebda e Katsouranis como deve ser.

Aos 3′ já o Benfica estava com razões de queixa de Xistra: Aimar entra na área pelo lado esquerdo guarda a bola e sofre uma entrada a pés juntos de Danmilo. Penalty claríssimo que passou em branco. O Guimarães trocava a bola e Benfica na expectactiva atrás da linha da bola fazia incursões rápidas quando recuperava a bola. Surgiu assim o 1º. golo aos 15′ Passe em profundidade de Aimar, Suazo «sentou » um adversário, flanqueou o outro e atirou rasteiro cruzado dando vantagem ao Benfica. Foi o golo 5000 do Benfica no campeonato! Nem três minutos passados livre junto à lateral direita do ataque encarnado, o cruzamento para a área foi finalizado por Sidnei com êxito fazendo o 2-0. Aos 23′ Ruben Amorim isola Suazo e o assistente marca fora de jogo inexistente.

O Guimarães tinha a bola mas o Benfica comandava o marcador.

Aos 41′ um passe de Roberto para Douglas apanha Maxi Pereira desposicionado e Luisão foi ao corte mas foi ultrapassado, o avançado brasileiro do Vitória não perdoou e reduziu para 1-2. O jogo não estava fácil nas picardias entre jogadores, Andrezinho em simulações tinha posto a cabeça em água a Reyes na jogada seguinte acabou por pontapear o corpo do jogador vitoriano numa entrada à bola fora de tempo e viu o segundo amarelo.

Surgiu o intervalo com expectativas vitorianas de recuperação e esperadas dificuldades para os encarnados. As substituições operadas no Vitória (Manuel Cajuda tirou dois jogadores amarelados) não deram, porém, o resultado esperado. Continuavam a ter a posse da bola mas com pouca imaginação as bolas eram lançadas para a área encarnada onde Luisão se mostrou intransponível. O Benfica na segunda parte praticamente não existiu no ataque mas soube-se defender. O Guimarães pressionou mas a melhor oportunidade do Vitória foi aos 56′ quando Quim defendeu para canto o remate de João Alves numa insistência ofensiva dos homens da casa.

Carlos Xistra teve uma arbitragem muito má. Um penalty por marcar aos 3′. Um fora de jogo mal assinalado a Suazo. Excesso de autoridade não deixando reentrar Roberto em campo sem o jogo parar. Um pontapé de Andrezinho na cara de Suazo sem sanção disciplinar… enfim um árbitro sem categoria.

LIGA SAGRES – 7.ª JORNADA
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães
Hora: 19:45
Árbitro Carlos Xistra (Castelo Branco)

V. GUIMARÃES – Nilson; Andrezinho, Danilo (Monha int.), Gregory, Luciano Amaral, Flávio Meireles (Nuno Assis int.), Wênio, João Alves, Douglas, Roberto e Desmarets (Luís Filipe 58′).

Treinador: Manuel Cajuda.

Suplentes: Serginho, Moreno, Momha, Fajardo, Luís Filipe, Nuno Assis, Carlitos.

BENFICA – Quim; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Jorge Ribeiro, Ruben Amorim (Binya 85′), Katsouranis, Yebda, Reyes, Aimar (Carlos Martins 69′) e Suazo (Cardozo 77′) .

Treinador: Quique Flores.

Suplentes: Moreira, Miguel Vítor, Fellipe Bastos, Binya, Carlos Martins, Nuno Gomes e Cardozo.

Golos: 0-1 Suazo 15′; 0-2 Sidnei 18′; 1-2 Dougls 41′;
Disciplina: 11′ – Cartão amarelo para Danilo, por falta sobre Reyes.
33′ Cartão amarelo para Flávio Meireles (simulou um falta de Pablo Aimar) e Pablo Aimar.
63′ – Cartão marelo a Wénio por falta sobre Aimar.
87′ – Cartão amarelo Yebda por pontapear a bola com o jogo parado.
90’+4 – Cartão amarelo a Katsouranis, por falta sobre Andrezinho.

 

Benfica de sofrimento vence em Guimarães

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Vitória de Guimarães — looking4good @ 10:12 pm
Guimarães

1 – 2

Benfica

Benfica de contra-ataque… árbitro e Reyes complicaram…

Com quase todo o plantel em condições Quique Flores optou por Aimar e Suazo na frente e um meio campo com Yebda e Katsouranis como deve ser.

Aos 3′ já o Benfica estava com razões de queixa de Xistra: Aimar entra na área pelo lado esquerdo guarda a bola e sofre uma entrada a pés juntos de Danmilo. Penalty claríssimo que passou em branco. O Guimarães trocava a bola e Benfica na expectactiva atrás da linha da bola fazia incursões rápidas quando recuperava a bola. Surgiu assim o 1º. golo aos 15′ Passe em profundidade de Aimar, Suazo «sentou » um adversário, flanqueou o outro e atirou rasteiro cruzado dando vantagem ao Benfica. Foi o golo 5000 do Benfica no campeonato! Nem três minutos passados livre junto à lateral direita do ataque encarnado, o cruzamento para a área foi finalizado por Sidnei com êxito fazendo o 2-0. Aos 23′ Ruben Amorim isola Suazo e o assistente marca fora de jogo inexistente.

O Guimarães tinha a bola mas o Benfica comandava o marcador.

Aos 41′ um passe de Roberto para Douglas apanha Maxi Pereira desposicionado e Luisão foi ao corte mas foi ultrapassado, o avançado brasileiro do Vitória não perdoou e reduziu para 1-2. O jogo não estava fácil nas picardias entre jogadores, Andrezinho em simulações tinha posto a cabeça em água a Reyes na jogada seguinte acabou por pontapear o corpo do jogador vitoriano numa entrada à bola fora de tempo e viu o segundo amarelo.

Surgiu o intervalo com expectativas vitorianas de recuperação e esperadas dificuldades para os encarnados. As substituições operadas no Vitória (Manuel Cajuda tirou dois jogadores amarelados) não deram, porém, o resultado esperado. Continuavam a ter a posse da bola mas com pouca imaginação as bolas eram lançadas para a área encarnada onde Luisão se mostrou intransponível. O Benfica na segunda parte praticamente não existiu no ataque mas soube-se defender. O Guimarães pressionou mas a melhor oportunidade do Vitória foi aos 56′ quando Quim defendeu para canto o remate de João Alves numa insistência ofensiva dos homens da casa.

Carlos Xistra teve uma arbitragem muito má. Um penalty por marcar aos 3′. Um fora de jogo mal assinalado a Suazo. Excesso de autoridade não deixando reentrar Roberto em campo sem o jogo parar. Um pontapé de Andrezinho na cara de Suazo sem sanção disciplinar… enfim um árbitro sem categoria.

LIGA SAGRES – 7.ª JORNADA
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães
Hora: 19:45
Árbitro Carlos Xistra (Castelo Branco)

V. GUIMARÃES – Nilson; Andrezinho, Danilo (Monha int.), Gregory, Luciano Amaral, Flávio Meireles (Nuno Assis int.), Wênio, João Alves, Douglas, Roberto e Desmarets (Luís Filipe 58′).

Treinador: Manuel Cajuda.

Suplentes: Serginho, Moreno, Momha, Fajardo, Luís Filipe, Nuno Assis, Carlitos.

BENFICA – Quim; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei, Jorge Ribeiro, Ruben Amorim (Binya 85′), Katsouranis, Yebda, Reyes, Aimar (Carlos Martins 69′) e Suazo (Cardozo 77′) .

Treinador: Quique Flores.

Suplentes: Moreira, Miguel Vítor, Fellipe Bastos, Binya, Carlos Martins, Nuno Gomes e Cardozo.

Golos: 0-1 Suazo 15′; 0-2 Sidnei 18′; 1-2 Dougls 41′;
Disciplina: 11′ – Cartão amarelo para Danilo, por falta sobre Reyes.
33′ Cartão amarelo para Flávio Meireles (simulou um falta de Pablo Aimar) e Pablo Aimar.
63′ – Cartão marelo a Wénio por falta sobre Aimar.
87′ – Cartão amarelo Yebda por pontapear a bola com o jogo parado.
90’+4 – Cartão amarelo a Katsouranis, por falta sobre Andrezinho.

 

Guimarães 0 – Basileia 0 Agosto 14, 2008

Filed under: Basileia,Uefa Champions League,Vitória de Guimarães — looking4good @ 8:43 pm

O Vitória de Guimarães empatou a zero, ontem à noite, na recepção ao Basileia, em jogo da primeira-mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

Fica assim, tudo e aberto.