Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Uefa Cup – Final – Sevilla repete triunfo da época passada Maio 16, 2007

Filed under: Espanyol,football,Futebol,Sevilla,soccer,Uefa Cup — looking4good @ 7:15 pm


Espanyol
1 – 1
(2-2 a.p.)
(1-3 pen)
Sevilla F. C.

Sevilla contra 10 concede empate mas ganha por penalties

Uma final entre duas equipas espanholas num jogo com chuva, com o Sevilla a ter possibilidade de manter o título da época passada, bisando na conquista da Taça Uefa o que apenas sucedera, até então, ao Real Madrid.

O Sevilla ganhou vantagem ao minuto 18′ após um pontapé de canto desfavorável. A bola foi para o guarda-redes que com a mão lançou a bola para além da linha de meio-campo, pela esquerda, para Adriano. Libertou-se d eum adversário foi flectindo para o centro e conseguiu de pé direito executar um pontapé que levou a bola para o segundo poste batendo Iraizoz.

A verdade é que a vantagem do Sevilla só durou dez minutos. Em jogada também individual e também pela esquerda Riera foi avançando flectindo para o centro, hesitando em rematar ou não e de pé direito estabeleceu o empate beneficiando ainda de um desvio na bola num defesa que tornou a defesa inviável por Palop (embora tocando ainda na bola.

O Espanyol aparecia como uma equipa mais colectiva, perante um Sevilla porventura com jogadores superiores individualmente mas que pareceram apáticos. Palop evitou o 2-1 num desvio da bola que bateu ainda na barra. O jogo mudou completamente, contudo, a partir do minuto 68′. Moisés cometeu uma falta à entrada da área e viu (bem) o segundo cartão amarelo.

A partir de aí e com tanto tempo ainda para jogar oa superioridade numérica do Sevilla fez recuar o Espanyol que levou o jogo para o prolongamento. Ao terminar a primeira parte deste Kanouté fibnalizou com um desvio um cruzamento da direita rasteiro de Navas e o vencedor parecia decidido. Na segunda parte do proloingamento os espaços eram enormes no meio-campo do Espanyol e só o desperdício sobranceria do Sevilla evitou o 1-3. Quando ninguém esperava Jonatas de fora da área fez um sirpreendente 2-2 e levou o jogo para penalties.

Nos penalties Jonatas falhou, Luís Garcia também já o tinha feito e Palop viria ainda a defender um terceiro penalty enquanto no Sevilla só Daniel Alves falhou ao chutar muito por cima.

Hampden Park, Glasgow
Árbitro: Massimo Busacca (SUI); Assistentes: Matthias Arnet (SUI) Stéphane Cuhat (SUI)

RCD Espanyol: Gorka Iraizoz; Pablo Zabaleta, Daniel Jarque, Torrejón e David García; Moisés Hurtado, Franciso Rufete (Pandiano 56′), Iván de la Peña (Jonatas 86′) e Albert Riera; Luis García, Raúl Tamudo (Lacruz 73′).

Sevilla FC: Andrés Palop; Daniel Alves, Dragutinovic, Javi Navarro e Puerta; Maresca (Navas 46′); Christian Poulsen, José Luis Martí; Adriano Correia (Renato 76′); Luis Fabiano (Kerzhakov 64′), Frédéric Kanouté.

Golos: 0-1 Adriano 18′ ; 1-1 Riera 28′; 1-2 Kanouté 105′; 2-2 Jonatas 115′

Disciplina: cartão amarelo a Moisés (13 e 68 m), Luís Fabiano (62 m), Kanoute (81 m); cartão vermelho por acumulação a Moisés (68 m).

Penalties:
Kanouté 1-0
Luís Gardia defendeu Palop
Dragutinovic 2-0
Pandiani 2-1
Daniel Alves a atirar muito por cima
Jonatas falha, defende Palop
Puerta 3-1
Torrejon: defende Palop e o Sevilla vence a Taça Uefa

Anúncios
 

Uefa Cup – Final – Sevilla repete triunfo da época passada

Filed under: Espanyol,football,Futebol,Sevilla,soccer,Uefa Cup — looking4good @ 7:15 pm


Espanyol
1 – 1
(2-2 a.p.)
(1-3 pen)
Sevilla F. C.

Sevilla contra 10 concede empate mas ganha por penalties

Uma final entre duas equipas espanholas num jogo com chuva, com o Sevilla a ter possibilidade de manter o título da época passada, bisando na conquista da Taça Uefa o que apenas sucedera, até então, ao Real Madrid.

O Sevilla ganhou vantagem ao minuto 18′ após um pontapé de canto desfavorável. A bola foi para o guarda-redes que com a mão lançou a bola para além da linha de meio-campo, pela esquerda, para Adriano. Libertou-se d eum adversário foi flectindo para o centro e conseguiu de pé direito executar um pontapé que levou a bola para o segundo poste batendo Iraizoz.

A verdade é que a vantagem do Sevilla só durou dez minutos. Em jogada também individual e também pela esquerda Riera foi avançando flectindo para o centro, hesitando em rematar ou não e de pé direito estabeleceu o empate beneficiando ainda de um desvio na bola num defesa que tornou a defesa inviável por Palop (embora tocando ainda na bola.

O Espanyol aparecia como uma equipa mais colectiva, perante um Sevilla porventura com jogadores superiores individualmente mas que pareceram apáticos. Palop evitou o 2-1 num desvio da bola que bateu ainda na barra. O jogo mudou completamente, contudo, a partir do minuto 68′. Moisés cometeu uma falta à entrada da área e viu (bem) o segundo cartão amarelo.

A partir de aí e com tanto tempo ainda para jogar oa superioridade numérica do Sevilla fez recuar o Espanyol que levou o jogo para o prolongamento. Ao terminar a primeira parte deste Kanouté fibnalizou com um desvio um cruzamento da direita rasteiro de Navas e o vencedor parecia decidido. Na segunda parte do proloingamento os espaços eram enormes no meio-campo do Espanyol e só o desperdício sobranceria do Sevilla evitou o 1-3. Quando ninguém esperava Jonatas de fora da área fez um sirpreendente 2-2 e levou o jogo para penalties.

Nos penalties Jonatas falhou, Luís Garcia também já o tinha feito e Palop viria ainda a defender um terceiro penalty enquanto no Sevilla só Daniel Alves falhou ao chutar muito por cima.

Hampden Park, Glasgow
Árbitro: Massimo Busacca (SUI); Assistentes: Matthias Arnet (SUI) Stéphane Cuhat (SUI)

RCD Espanyol: Gorka Iraizoz; Pablo Zabaleta, Daniel Jarque, Torrejón e David García; Moisés Hurtado, Franciso Rufete (Pandiano 56′), Iván de la Peña (Jonatas 86′) e Albert Riera; Luis García, Raúl Tamudo (Lacruz 73′).

Sevilla FC: Andrés Palop; Daniel Alves, Dragutinovic, Javi Navarro e Puerta; Maresca (Navas 46′); Christian Poulsen, José Luis Martí; Adriano Correia (Renato 76′); Luis Fabiano (Kerzhakov 64′), Frédéric Kanouté.

Golos: 0-1 Adriano 18′ ; 1-1 Riera 28′; 1-2 Kanouté 105′; 2-2 Jonatas 115′

Disciplina: cartão amarelo a Moisés (13 e 68 m), Luís Fabiano (62 m), Kanoute (81 m); cartão vermelho por acumulação a Moisés (68 m).

Penalties:
Kanouté 1-0
Luís Gardia defendeu Palop
Dragutinovic 2-0
Pandiani 2-1
Daniel Alves a atirar muito por cima
Jonatas falha, defende Palop
Puerta 3-1
Torrejon: defende Palop e o Sevilla vence a Taça Uefa

 

Uefa Cup – Final – Sevilla repete triunfo da época passada

Filed under: Espanyol,football,Futebol,Sevilla,soccer,Uefa Cup — looking4good @ 7:15 pm


Espanyol
1 – 1
(2-2 a.p.)
(1-3 pen)
Sevilla F. C.

Sevilla contra 10 concede empate mas ganha por penalties

Uma final entre duas equipas espanholas num jogo com chuva, com o Sevilla a ter possibilidade de manter o título da época passada, bisando na conquista da Taça Uefa o que apenas sucedera, até então, ao Real Madrid.

O Sevilla ganhou vantagem ao minuto 18′ após um pontapé de canto desfavorável. A bola foi para o guarda-redes que com a mão lançou a bola para além da linha de meio-campo, pela esquerda, para Adriano. Libertou-se d eum adversário foi flectindo para o centro e conseguiu de pé direito executar um pontapé que levou a bola para o segundo poste batendo Iraizoz.

A verdade é que a vantagem do Sevilla só durou dez minutos. Em jogada também individual e também pela esquerda Riera foi avançando flectindo para o centro, hesitando em rematar ou não e de pé direito estabeleceu o empate beneficiando ainda de um desvio na bola num defesa que tornou a defesa inviável por Palop (embora tocando ainda na bola.

O Espanyol aparecia como uma equipa mais colectiva, perante um Sevilla porventura com jogadores superiores individualmente mas que pareceram apáticos. Palop evitou o 2-1 num desvio da bola que bateu ainda na barra. O jogo mudou completamente, contudo, a partir do minuto 68′. Moisés cometeu uma falta à entrada da área e viu (bem) o segundo cartão amarelo.

A partir de aí e com tanto tempo ainda para jogar oa superioridade numérica do Sevilla fez recuar o Espanyol que levou o jogo para o prolongamento. Ao terminar a primeira parte deste Kanouté fibnalizou com um desvio um cruzamento da direita rasteiro de Navas e o vencedor parecia decidido. Na segunda parte do proloingamento os espaços eram enormes no meio-campo do Espanyol e só o desperdício sobranceria do Sevilla evitou o 1-3. Quando ninguém esperava Jonatas de fora da área fez um sirpreendente 2-2 e levou o jogo para penalties.

Nos penalties Jonatas falhou, Luís Garcia também já o tinha feito e Palop viria ainda a defender um terceiro penalty enquanto no Sevilla só Daniel Alves falhou ao chutar muito por cima.

Hampden Park, Glasgow
Árbitro: Massimo Busacca (SUI); Assistentes: Matthias Arnet (SUI) Stéphane Cuhat (SUI)

RCD Espanyol: Gorka Iraizoz; Pablo Zabaleta, Daniel Jarque, Torrejón e David García; Moisés Hurtado, Franciso Rufete (Pandiano 56′), Iván de la Peña (Jonatas 86′) e Albert Riera; Luis García, Raúl Tamudo (Lacruz 73′).

Sevilla FC: Andrés Palop; Daniel Alves, Dragutinovic, Javi Navarro e Puerta; Maresca (Navas 46′); Christian Poulsen, José Luis Martí; Adriano Correia (Renato 76′); Luis Fabiano (Kerzhakov 64′), Frédéric Kanouté.

Golos: 0-1 Adriano 18′ ; 1-1 Riera 28′; 1-2 Kanouté 105′; 2-2 Jonatas 115′

Disciplina: cartão amarelo a Moisés (13 e 68 m), Luís Fabiano (62 m), Kanoute (81 m); cartão vermelho por acumulação a Moisés (68 m).

Penalties:
Kanouté 1-0
Luís Gardia defendeu Palop
Dragutinovic 2-0
Pandiani 2-1
Daniel Alves a atirar muito por cima
Jonatas falha, defende Palop
Puerta 3-1
Torrejon: defende Palop e o Sevilla vence a Taça Uefa