Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Gaita – Augusto Meyer Janeiro 24, 2009

Filed under: Augusto Meyer,poesia — looking4good @ 8:46 pm

Eu não tinha mais palavras,
Vida minha,
Palavras de bem-querer;
Eu tinha um campo de mágoas,
Vida minha,
Para colher.

Eu era uma sombra longa,
Vida minha,
Sem cantigas de embalar;
Tu passavas, tu sorrias,
Vida minha,
Sem me olhar.

Vida minha, tem pena,
Tem pena da minha vida!
Eu bem sei que vou passando
Como a tua sombra longa;
Eu bem sei que vou sonhar
Sem colher a tua vida,
Vida minha,
Sem ter mãos para acenar,
Eu bem sei que vais levando
Toda, toda a minha vida,
Vida minha, e o meu orgulho
Não tem voz para chamar.

Augusto Meyer (n. em Porto Alegre, RS, em 24 Jan. 1902; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 10 Jul 1970).

Anúncios
 

Flor de Maricá – Augusto Meyer Julho 10, 2008

Filed under: Augusto Meyer,poesia — looking4good @ 12:27 am

Flor de Maricá daqui

Este perfume tão fino
é a saudade de um perfume
e parece que resume
o amor de um poeta menino.
Era um doce desatino
era este mesmo perfume
e em meu peito um vivo lume,
um nome, um segredo, um hino!
Mas onde estás, poeta louro?
E onde está o teu tesouro
de amor, de mágoa e queixume?
De tudo aquilo, ficou-me
o vago aroma de um nome
e a saudade de um perfume.

Augusto Meyer (n. em Porto Alegre, 24 Jan. 1902 — m. no Rio de Janeiro a 10 Jul 1970)