Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Recordando José Afonso Fevereiro 23, 2009

Filed under: efemerides,Zeca Afonso — looking4good @ 1:45 am
José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos (José Afonso ou Zeca Afonso) nasceu em Aveiro no dia 2 de Agosto de 1929, filho dum magistrado e duma professora primária. Há 22 anos (23 de Fevereiro de 1987) faleceu no Hospital de Setúbal.

foto de José Afonso
Pelo meio uma vida cheia de viagens, canções e de lutas. Não sou biógrafo. Apenas quero aqui lembrar a sua memória pela luta pela esperança e pela liberdade.

Dorme meu menino a estrela d’alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será p’ra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d’alva o seu fulgor

Perde a estrela d’alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme qu’inda a noite é uma menina
Deixa-a vir também adormecer

Ler mais sobre Zeca Afonso em:
Site da Associação José Afonso
Aveiro cidade
Wikipedia

Anúncios
 

Recordando José Afonso

Filed under: efemerides,Zeca Afonso — looking4good @ 1:45 am
José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos (José Afonso ou Zeca Afonso) nasceu em Aveiro no dia 2 de Agosto de 1929, filho dum magistrado e duma professora primária. Há 22 anos (23 de Fevereiro de 1987) faleceu no Hospital de Setúbal.

foto de José Afonso
Pelo meio uma vida cheia de viagens, canções e de lutas. Não sou biógrafo. Apenas quero aqui lembrar a sua memória pela luta pela esperança e pela liberdade.

Dorme meu menino a estrela d’alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será p’ra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d’alva o seu fulgor

Perde a estrela d’alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme qu’inda a noite é uma menina
Deixa-a vir também adormecer

Ler mais sobre Zeca Afonso em:
Site da Associação José Afonso
Aveiro cidade
Wikipedia

 

Musical suggestions of the day – José Afonso + Isabel Pantoja Agosto 2, 2008

Filed under: Isabel Pantoja,Music,Musica,Zeca Afonso — looking4good @ 4:02 am

Na passagem do 79º. aniversário de José Afonso

María Isabel Pantoja Martín (n. Seville, 2 Aug 1956)

 

Musical suggestions of the day – José Afonso + Isabel Pantoja

Filed under: Isabel Pantoja,Music,Musica,Zeca Afonso — looking4good @ 4:02 am

Na passagem do 79º. aniversário de José Afonso

María Isabel Pantoja Martín (n. Seville, 2 Aug 1956)

 

Completa-se hoje mais um ano sobre o desaparecimento de Zeca Afonso Fevereiro 23, 2008

Filed under: efemerides,Music,Musica,Zeca Afonso — looking4good @ 8:04 pm
José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos (José Afonso ou Zeca Afonso) nasceu em Aveiro no dia 2 de Agosto de 1929, filho dum magistrado e duma professora primária. Há 21 anos (23 de Fevereiro de 1987) faleceu no Hospital de Setúbal.


Pelo meio uma vida cheia de viagens, canções e de lutas. Não sou biógrafo. Apenas quero aqui lembrar a sua memória pela luta pela esperança e pela liberdade. Não só a Grândola Vila Morena mas o país inteiro recorda-o.

Dorme meu menino a estrela d’alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será p’ra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d’alva o seu fulgor

Perde a estrela d’alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme qu’inda a noite é uma menina
Deixa-a vir também adormecer

Ler mais sobre Zeca Afonso em:

Site da Associação José Afonso
Aveiro cidade
Wikipedia

 

José Afonso há 25 anos no Coliseu de LIsboa Janeiro 29, 2008

Filed under: Music,Musica,Zeca Afonso — looking4good @ 8:48 am

Há 25 anos no Coliseu de Lisboa, José Afonso dava o seu último concerto: «Ó Ribeiras chorai/ Que eu não volto a cantar» e a verdade é que para ouvi-lo até as águas da fontes calam …

Águas passadas do rio
Meu sono vazio
Não vão acordar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

Águas do rio correndo
Poentes morrendo
P’ras bandas do mar
Águas das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto a cantar

River’s passed waters
My empty sleep
Won’t wake up
Waters of the fountains be silent
Oh litle rivers cry
That I won’t sing again

Rivers that go to sea
Let my eyes dry
Waters of the fountains be silent
Oh litle rivers cry
That I won’t sing again

Waters of the river running
Sunsets dying
Close to the sea places
Waters of the fountains be silent
Oh litle rivers cry
That I won’t sing again

 

José Afonso nasceu há 78 anos Agosto 2, 2007

Filed under: efemerides,Zeca Afonso — looking4good @ 3:23 am
José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos (José Afonso ou Zeca Afonso) nasceu em Aveiro no dia 2 de Agosto de 1929, filho dum magistrado e duma professora primária. Em 23 de Fevereiro de 1987 faleceu no Hospital de Setúbal.


Pelo meio uma vida cheia de viagens, canções e de lutas. Não sou biógrafo. Apenas quero aqui lembrar a sua memória pela luta pela esperança e pela liberdade. Não só a Grândola Vila Morena mas o país inteiro recorda-o.

E a sua música permanece actual.

Canção de Embalar

Dorme meu menino a estrela d’alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será p’ra ti

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouvirás cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar

Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d’alva o seu fulgor

Perde a estrela d’alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme qu’inda a noite é uma menina
Deixa-a vir também adormecer

Ouvir aqui Canção de Embalar (link externo)

Ler mais sobre Zeca Afonso em:

Site da Associação José Afonso
Aveiro cidade
Wikipedia