Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica: Ai Jesus! Junho 15, 2009

Filed under: Actualidade,Benfica,Futebol — looking4good @ 9:19 pm
Quique levou um kick (demorou mas foi…)! Agora os adeptos do Benfica passam a ser todos mais religiosos. “Ai Jesus!” vai passar a ser uma expressão frequente lá para os lados do Estádio da Luz e não só. Falta saber se em manifestação de eminência de perigo ou desastre se para apelar a um milagre.

Enfim como (Fernando) Santos não fez milagres agora viramo-nos para o filho do Chefe! Falta saber se em Lisboa Jesus não estará deslocado e acabe cruxificado. É que em Braga existia (e existe) o Bom Jesus. Mas também, verdade se diga, existe a possibilidade de Jesus fazer Luz num Estádio que ultimamente anda muito apagado… e “converta” alguns jogadores a jogar à campeão o que não deixaria de ser um significativo milagre (quem sabe motivo para o Papa o beatificar)!
Anúncios
 

A Semana (V) Junho 13, 2009

Filed under: Actualidade,Benfica,opinião,política — looking4good @ 6:51 pm
Pauloi Rangel A semana começou no plano nacional com uma surpresa nos resultados das eleições europeias. Muitos prognosticavam uma perda de votos e de % do PS em resultado de um desgaste no governo e de uma aposta mais do que infeliz no cabeça de lista Vital Moreira mas (quase) ninguém via no PSD a capacidade de ganhar com 5 pontos percentuais de avanço, perante um (quase) amorfo líder do partido (Ferreira Leite) que não do cabeça de lista (Paulo Rangel). Foi caso para dizer que nestas eleições o PS perdeu por quatro, já que PSD (o maior vencedor, obviamente) BE, CDU e CDS-PP todos ganharam! Depois desta retumbante derrota não se percebe é como os resultados destas eleições nas palavras de Sócrates «só reforça o nosso ânimo e a nossa vontade numa preparação vitoriosa» das proximas eleições legislativas.

Cavaco Silva

Mantendo-me no plano político duas palavras para o nosso Presidente da República (PR). Chumbou a lei do financiamento dos partidos políticos como não podia deixar de ser. Surpreendente é a posição, mesmo depois do chumbo do PR ser conhecido, dos partidos de esquerda (CDU e BE) que defendem que esta lei é suficientemente transparente. Eles que tanto apregoam em outras áreas das finanças e da vida societária portuguesa mais controlo, mais transparência, menos jogos difusos. “A segunda volta” vai ficar, tudo o indica, para a próxima legislatura. A segunda palavra fica para o discurso do PR no Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em Santarém. Um discurso grave, duro e que acentua a necessidade de não serem tomadas decisões que comprometam o futuro.

Entretanto Durão Barroso prepara-se para passar de mínimo denominador comum em 2004 para máximo divisor em 2009, quero com isto dizer que é o candidato de todos os Governos. Apesar da crise financeira de 2007 e agora economica 2008-2009 e da pouca capacidade de resposta da União Europeia (e portanto também da Comissão) é deveras positivo ver um português ser apontado com grande consenso para tão alto cargo internacional.

No futebol o destaque fica para a transferência multimilionária do nosso CR7 (Cristiano Ronaldo) para o Real Madrid. Quase 100 milhões de euros ficou a transferência em termos de custos para o mítico clube espanhol. Entretanto por cá, e como benfiquista, fico triste por duas ordens de razões. A primeira pelas constantes demonstrações de inabilidade do clube da Luz em gerir os assuntos (pelo menos no que toca à informação) sobre a gestão do futebol. Quique já não é o treinador (ainda bem!) mas ainda não há oficialmente Jorge de Jesus. Reyes não se sabe se vai ou se ainda fica. Andujar era hipótese mas parece que prefere o modesto clube italiano do Catânia à hipótese do Benfica… Onde o clube já perde… Mas neste campo, ainda que infelizmente, não é surpresa porque nos últimos anos o Benfica, em função é certo de uma incapacidade financeira (mas não só), arrasta os assuntos por tempo demais.Sport Lisboa e Benfica logo

Surpresa pela negativa é o segundo assunto que me faz aqui falar nesta crónica do Benfica. E neste campo pensei que os encarnados ainda preservavam um espírito de nobreza, de lealdade e de superioridade perante os demais. Mas pelos vistos, também aí a tradição se vai perdendo. Esta estratégia miserável de forçar a demissão dos órgãos sociais para antecipar a data das eleições, foi um mero pretexto para diminuir a capacidade da oposição, e constitui uma finta inadmissível no clube de que prezo ser sócio. Se a oposição é tão frágil, porquê esta manobra reveladora de «chico espertice»?

E agora? Então com que legitimidade os orgãos demissionários tomam decisões importantíssimas sobre toda a estratégia da próxima época desportiva? Despedir treinador, contratar outro, jogadores, planeamento, etc.? Não parece bem…

Leonard Cohen

Para terminar fica uma palavra para o anunciado espectáculo de Leonardo Cohen no próximo dia 30 de Julho no Pavilhão Atlântico, em Lisboa. E se em 19 de Julho de 2008 cantou e encantou, e eu não me empenhei em estar presente, desta vez pode não vir a encantar mas se Deus quiser estarei lá, porque já comprei os bilhetes!
 

A Semana (IV) Junho 7, 2009

Filed under: Actualidade,opinião,política — looking4good @ 3:09 pm
A semana política nacional foi marcada com a campanha para as eleições europeias que hoje decorrem. Campanha que decorreu de forma pouco elevada e marcada mais pelo confronto BPN – Freeport do que com o lançamento de ideias ou esclarecimentos sobre a Europa onde queiramos ou não estamos integrados. Certamente o actual enquadramento sócio-económico associado a esta situação de crise política permanente em que o país se encontra mergulhado irá conduzir a elevadas taxas de abstenção e digo eu a uma anormal taxa de votos em branco. Afinal esta classe política não tem sabido merecer a confiança dos portugueses… Mas deixemos a análise dos resultados para os comentadores políticos mais para logo.

Como sintoma disto mesmo (classe política que não tem sabido merecer a confiança dos portugueses) tivemos também o abandono do cargo do Provedor de Justiça Nascimento Rodrigues. “Não seria já curial forçar mais a minha consciência” referiu o ex-provedor na carta de renúncia, acusando a Assembleia da Republica de incompetencia total.

Airbus 330Em termos internacionais a semana ficou marcada pela instabilidade política cada vez mais acentuada na Guiné-Bissau com o assassinato de Baciro Dabó candidato às eleições presidenciais e de Hélder Proença, que certamente porá em causa a realização das eleições na data anunciada. Os ex-ministros guineenses eram próximos de Nino Vieira, também ele assassinado no passado dia 2 de Março e pelo acidente aéreo internacional do voo AF 447 do Rio de Janeiro para Paris-Charles de Gaulle com o desaparecimento no mar do Airbus 330-200 da Air France, sem explicação encontrada.

Na ligação eleições-futebol nada melhor do que passar para o triunfo da lista de continuidade liderada por Bettencourt com uma vitória esmagadora com mais de 89% dos votos. De resto no desporto a semana concluiu-se com um milagre da vitória da selecção de Portugal frente à Albânia após mais uma má exibição mas que permite a Portugal continuar a sonhar com o segundo lugar depois da Dinamarca ter assegurado o primeiro ao ir vencer à Suécia. Faltam quatro jogos para Portugal e para o apuramento ser conseguido Portugal terá de vencer pelo menos três desses jogos e não perder nenhum com a Hungria (Dinamarca fora, duplo confronto com a Hungria e jogo em casa frente a Malta). Mantém-se o impasse formal sobre o treinador no Benfica mas toda a gente sabe que Quique não continuará – e apenas uma questão de euros – e a inabilidade encarnada foi posta mais uma vez em evidência com o “desvio” de Alvaro Pereira para o FC Porto.Benfica campeão 2009 em basquetebol Em hóquei em Patins o Porto sagrou-se campeão (oitava vez consecutiva!) enquanto no basquetebol foi o Benfica que voltou aos triunfos 14 anos depois (4-0 à Ovarense no play-off final). Na Taça do Mundo do Judo disputada no nosso país duas medalhas de ouro – Telma Monteiro e Joana Ramos – e uma de bronze – Leandra Freitas – para as cores portuguesas.

A próxima semana com feriados nacionais a 10 e 11 e lisboeta (Santo António) a doze promete ser mais uma a contribuir para o acentuar da quebra do PIB… Mas os portugueses também merecem descansar…
 

Revelações indiscretas de Jesualdo… Junho 1, 2009

Filed under: Actualidade,Cartoon,Futebol,Humor — looking4good @ 10:22 pm
Photobucket

Ah! Ah! Ah! O Comunicado foi posto agora link pdf. com varios dias de atraso.

Adaptado de Barba e Cabelo de 01.06.2009 de A Bola, por Luis Afonso

 

A Semana (III) – As instituições democráticas não ficam bem na fotografia Maio 30, 2009

Filed under: Actualidade,opinião,política — looking4good @ 1:22 am
Tenho de reconhecer que este impasse na eleição do Provedor de Justiça que se arrasta há muitos, muitos meses, atinge a credibilidade das instituições democráticas” diz o Presidente da República. Para além deste assunto lamentável que exterioriza a incapacidade do poder político fazer o seu trabalho (mínimo) e resolver os seus problemas a semana foi caracterizada pelo início da campanha eleitoral para as eleições europeias. E parafraseando o Presidente da República também aqui o tom da campanha é bem revelador de que “as instituições democráticas não ficam bem na fotografia”. A campanha “atingiu um nível indigno“. Esta campanha vai ser um duelo entre “a roubalheira do caso BPN” e “o caso Freeport”. Saber quem ganha? Não… saber quem perde menos será mais adequado dizer…

É obvio que os portugueses têm problemas que cheguem, suficientemente agravados pelo estado que estes politicos colocaram, por acção ou omissão, o país e provavelmente vão deixar as urnas não desertas mas com um nível de abstenção que, prognostico eu, será provavelmente o mais alto de sempre.

BPN logo

Neste quadro lamentável se insere ainda a demissão voluntária (mas bem tardia) do Conselheiro de Estado Dias Loureiro, depois das primeiras declarações oficiais na Comissão Parlamentar de Inquerito do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais Oliveira e Costa.

Mudando de tema, a meio da semana o Barcelona, que não merecera chegar à final da Champions e não o conseguiria se já se tivesse adoptado os meios técnicos audio-visuais como meio de regulação das arbitragens, venceu categoricamente a final. Foi uma derrota avassaladora de Sir Alex Ferguson e uma vitória de Messi que até marcou de cabeça sobre Ronaldo que, todavia, tinha começado bastante bem o jogo.Michelle Brito

Ainda em termos desportivos merece destaque a nossa “americana” Michelle Brito que só caiu na terceira ronda de Roland Garros tendo batido cinco adversários (três no qualifying), enquanto amanhã no Jamor se disputa a final da Taça de Portugal na qual o FC Porto é mais do que favorito a conquistar a dobradinha frente ao estreante Paços de Ferreira.

No campo das efemérides destaque para os 125 anos do Jardim Zoológico de Lisboa e para os 20 anos da Fundação de Serralves (e 10 do Museu de Arte Contemporânea), na cidade do Porto e que é um motivo de orgulho da cidade quanto à possibilidade de sucesso num casamento entre o Estado e a sociedade civil. Durante este fim-de-semana realiza-se o Serralves em Festa, um dos maiores festivais de expressão artística contemporânea da Europa.

Em jeito de conclusão é caso para dizer que o tempo aqueceu metereologica e politicamente… mas o melhor é ficar a descansar ou fazer uma visita cultural ao Zoo ou ao Museu de Serralves.

 

O novo treinador do Benfica: casamento ou (apenas) namoro? Maio 12, 2009

Filed under: Actualidade,Benfica,opinião — looking4good @ 11:26 pm

Benfica logo

“O Benfica não sendo já uma «rapariga nova» cheia de virtudes é ainda a mais mediática e continua cheia de charme. É por isso apetecível para muitos treinadores que queiram «namorar». Aparecem, ganham publicidade e dinheiro, dão umas voltas e quando se depararem dificuldades mais sérias de relacionamento, pois …«foi muito bom, mas não estou para te aturar mais… adeus!». Ora o Benfica, tem actualmente várias dificuldades e não precisa de (mais) um treinador para namorar. Precisa é de um treinador que esteja interessado em «casar» mesmo. Que procure um relacionamento sério e estável… que esteja disposto a conceder em alguma coisa…mas que ao mesmo tempo tenha capacidade de organização, de planeamento e especialmente tenha capacidade de persuasão para moldar a «noiva» naquilo que ela tem por mais sérios defeitos nomeadamente a vaidade, como se ainda fosse a Miss Portugal e Miss Universo, no auge das suas capacidades físicas… (entenda-se o maior clube, com as melhores estruturas, com maior influência no meio, etc… que já não tem).

É por isto tudo que a escolha do próximo treinador do Benfica assume importância fundamental. É que o charme também se pode desvanecer… e não há tempo a perder.

Por outro lado isto de casar em segundas núpcias com a mesma pessoa, geralmente, dá mau resultado. Foi assim com Camacho, temo que o seja com Eriksson… O Benfica precisa de um treinador conquistador…mas que para «casar» com o Benfica tenha de abdicar de alguma coisa : sinal de compromisso estável”.

O texto acima foi escrito por mim e colocado neste blog faz hoje precisamente um ano. É com tristeza que o repito com toda a actualidade, infelizmente. Que desta vez saibam ao menos escolher o noivo (entenda-se o novo treinador).

 

Notícias da Semana (II) – Financiamento dos partidos, crise e sucesso invisível Maio 9, 2009

Filed under: Actualidade,opinião,política — looking4good @ 8:21 pm
Foi preciso haver uma lei sobre o modo como os partidos políticos podem ganhar dinheiro para que todos eles se pusessem de acordo. Pouca vergonha já escrevera aqui. «A nova lei do financiamento dos partidos é um atentado ao funcionamento das instituições democráticas» disse João Cravinho. Também de outros quadrantes figuras de peso nos respectivos partidos discordaram publicamente mas pelos vistos essas figuras não têm peso relevante na formação da vontade dos respectivos partidos quando se trata de votar na Assembleia coisas que lhes interessam. É apenas, mais uma forma de querer passar uma imagem de «politicamente correcto» enganando os portugueses.

No contexto da maior crise económica mundial desde a Grande Depressão de 1930, Portugal vive um periodo recessivo que se antevê como o mais profundo e prolongado das últimas décadas. Pois, apesar da deterioração significativa do enquadramento externo da economia portuguesa, e das suas próprias especificidades onde persistem algumas fragilidades que condicionam a produtividade dos factores, das previsões de descida do produto em 2009 de 3,5% (pelo menos digo eu…) e do aumento do desemprego, as bolsas esta semana tiveram subidas constantes e acentuadas.
Ao ciclo desvalorização dos activos, redução do valor das garantias, registo de imparidades, piores resultados, parece contrapôr-se agora uma espiral virtual. Subida das cotações, reversões dos ajustamentos, melhores resultados, dividendos, valorização das garantias perante as entidades financiadoras, melhores condições de crédito. Assim seja! É ainda cedo mas ao que parece há já quem aposte que os mercados bolsistas estão a ficar «bull» quando, pelo contrário, a situação económica real ainda sofre severas consequências da crise financeira. Vamos a ver se se trata de uma reversão temporária de quedas demasiado fortes ou se já é um sentimento positivo que associado aos níveis baixos das taxas de juro, recomendam a assumpção de maiores riscos.

Riscos graves e severos passará o Benfica se acreditar que este Benfica de Quique teve «sucesso invisível». Que sucesso? Invisível? É absolutamente inacreditável o discurso do treinador espanhol. Ao princípio era a comparação com a época passada. Ao fugir o título era o apuramento para a Champions. Com este perdido e com as comparações falaciosas com a época passada a também já nada de relevantemente positivo trazer ao reinado espanhol do Benfica admitiu, pela primeira vez, que no final da época pode conversar sem traumas (será que agora já tem algum convite?). Agora surgiu o fantasmagórico «sucesso invisível» do Benfica. É tão invisível, de facto que nenhum adepto se apercebe dele!

Eu não vejo nada que o Benfica tenha ganho com Quique. Não sabe ler o jogo, as substituições (quase) sempre dão mau resultado e qualquer treinador do «tacticamente anárquico» futebol português dá banhos de futebol ao Benfica de Quique. Dá é uma forma de dizer, porque se fazem pagar e bem com os pontos que retiram ao clube de que sou adepto. Não vejo resultados, não vejo «crescimento» nos jogadores, e não vejo a disciplina tactica de que ele se arroga ao criticar o futebol português. Também não vejo consistência num projecto, porque jogadores que entraram este ano, vão sair, ou porque não há dinheiro ou porque não renderam e outros tantos virão de novo.

Para fim de crónica o «sucesso invisível» do Benfica teve hoje mais uma demonstração com o Benfica a empatar em casa com o Trofense, com quem tinha perdido na primeira volta. Como o mais certo é que a equipa do Norte vá para a segunda divisão e por lá se perca… daqui por umas décadas as estatísticas demonstrarão que o Trofense em jogos oficiais tem vantagem sobre o Benfica. Nessa altura ninguém se lembrará de Quique…