Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Ribeirinho faleceu há 25 anos! Fevereiro 7, 2009

Filed under: cinema,efemerides,Ribeirinho — looking4good @ 1:15 am
Francisco Carlos Lopes Ribeiro, o Ribeirinho, morreu em Lisboa faz hoje 25 anos (n. em Lisboa a 21 de Setembro de 1911). Grande actor, proporcionou-nos momentos inolvidáveis de boa disposição e bem estar conjuntamente com outros grandes actores, nomeadamente António Silva e Vasco Santana

Recordemo-lo nesta passagem de «O Pátio das Cantigas»

«Das duas uma: ou és um anjo, ou és um demónio ou estiveste a fazer poucochinho do Rufino»

Ribeirinho e Maria da Graça no Pátio das Cantigas

Anúncios
 

Beautiful movie stars Barbara Stanwyck and Audrey Hepburn died on this day Janeiro 20, 2009

Barbara Stanwick dies at her home in Santa Monica, California on Jan 20, 1990 (born in New York City on July 16, 1907). American actress. Stanwyck starred in almost a hundred films during her career and received four nominations for the Academy Award for Best Actress: Stella Dallas (1937), Ball of Fire (1941), Double Indemnity (1944), and Sorry, Wrong Number (1948). In her best films (such as The Lady Eve) she often mixed a worldly toughness (a husky voice, an earthy sense of humor) with heartbreaking vulnerability, particularly in her early Pre-Code films.

Barbara Stanwyck high resolution picturePhoto: Barbara Stanwick

Audrey Hepburn dies on Jan 20, 1993, in Switzwerland (b. in Brussels, Belgium, on May 4, 1929). Film and theatre actress, Audrey Hepburn was one of the leading Hollywood actresses during the 1950s and 1960s. She won an Academy Award for her paper as Princess Ann in Roman Holiday (1953) and received four more Academy Award nominations, including one for her iconic performance as Holly Golightly in Breakfast at Tiffany’s (1961). In 1964, she played Eliza Doolittle in My Fair Lady, the critically acclaimed film adaptation of the play. In the 1970s and 1980s Audrey Hepburn starred in few films and instead devoted her time to her children. From 1988 until her death in 1993, she served as a UNICEF Goodwill Ambassador and was honored with the Presidential Medal of Freedom for her work.

Photo: Audrey Hepburn

This is a republishing of this post

 

Sugestão de serão Dezembro 27, 2008

Filed under: cinema,Fado — looking4good @ 2:37 pm

Foto de Carlos do Carmo

Sem futebol, pode disfrutar em casa (por causa da crise!) de um bom serão familiar televisivo com a programação da RTP 1. Para além do filme «Charlie e a Fábrica de Chocolate» (Charlie and the Chocolate Factory, realizado por Tim Burton e que está previsto para as 21 horas, pode assistir, logo a seguir, ao espectáculo que Carlos do Carmo apresentou, no Pavilhão Atlântico, no passado dia 20 de Novembro, a propósito dos seus 45 anos de carreira e que contou como convidados com Mariza, Camané, Carminho, Gil do Carmo, Bernardo Sasseti e a cantora basca Maria Berasarte.
 

Manoel de Oliveira – Centenário do mais «jovem» cineasta em actividade Dezembro 11, 2008

Filed under: cinema,efemerides,Manoel de Oliveira — looking4good @ 10:08 am
Manoel de Oliveira faz 100 anos. Desde Douro faina fluvial (o seu primeiro filme em 1931) e Aniki-Bóbó (a sua primeira longa metragem e apontado como pioneiro do neo-realismo em Portugal) a Singularidades de Uma Rapariga Loura (em produção), Manoel de Oliveira tem uma carreira excepcional, internacionalmente reconhecida, ainda que em Portugal o espectador comum não partilhe (por via dos longos planos fixos e sem grande acção, de que os seus filmes são impregnados) entusiasmadamente os encómios da crítica especializada.

Nascido no Porto, a 11 de Dezembro de 1908, Oliveira, doutorado honoris causa pela Univerdidade do Algarve, um dos maiores cineastas do mundo pode ser apontado como um expoente da cultura portuguesa, com uma marca singular na história do cinema, porque usando as suas próprias palavras «Qualquer coisa que eu filme, deixa de ser o que é para se tornar o que eu filmo».

A Zon Lusomundo lançou uma edição especial (e numerada) que nesta época natalícia pode constituir uma oferta excepcional.

Mais sobre Manoel de Oliveira

 

22 de Agosto Dia de cineastas : Glauber Rocha e Arthur Duarte Agosto 21, 2008

Filed under: Arthur Duarte,cinema,Glauber Rocha — looking4good @ 11:26 pm
Glauber_Rocha em 1981 (nascido em 14 de Março de 1939) e Arthur Duarte (nascido em 17 de Outubro de 1895) um ano depois, faleceram neste dia 22 de Agosto. Ambos realizadores de cinema o primeiro brasileiro e o segundo português, tiveram grande influência na cinematografia de cada um dos países. Praticamente despediram-se da vida na mesma cidade: Lisboa.

Glauber Rocha que vivia em Sintra, acabou por ir morrer no Rio de Janeiro depois de doença, foi o realizador entre outros de Barravento e da trilogia Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) -talvez o seu mais aclamado filmo -, Terra em transe (1967) e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969) este último que lhe valeu o prémio de melhor realizador em Cannes. É visto com um dos melhores realizadores brasileiros de todo o tempo e líder do movimento Cinema Novo.

Arthur Duarte [Arthur de Jesus Pinto Pacheco] começou a sua carreira no cinema como actor em Paris em 1925, encetando uma carreira como actor de cinema, com pequenos papéis em várias produções. Com contrato dois anos mais tarde com a empresa UFA roda algumas dezenas de filmes na Alemanha, Suiça e Áustria. Foi, porém como realizador que ficou como um marco histórico no cinema português.

A sua primeira longa metragem foi em 1938 numa adaptação do romance de Júlio Dinis Os Fidalgos da Casa Mourisca. Viria a ficar conhecido na comédia tendo realizado filmes inesquecíveis como: O Costa do Castelo(1943), A Menina da Rádio (1944), O Grande Elias, O Noivo das Caldas (1956), entre outros filmes.

Para além das longas metragens, realizou também, curtas metragens, documentários e filmes publicitários.

Relembramos uma passagem de «O Costa do Castelo» com o grande António Silva

Ver Glauber Rocha in IMDB e Educação UOL
Arthur Duarte in IMDB e in Instituto Camões

 

22 de Agosto Dia de cineastas : Glauber Rocha e Arthur Duarte

Filed under: Arthur Duarte,cinema,Glauber Rocha — looking4good @ 11:26 pm
Glauber_Rocha em 1981 (nascido em 14 de Março de 1939) e Arthur Duarte (nascido em 17 de Outubro de 1895) um ano depois, faleceram neste dia 22 de Agosto. Ambos realizadores de cinema o primeiro brasileiro e o segundo português, tiveram grande influência na cinematografia de cada um dos países. Praticamente despediram-se da vida na mesma cidade: Lisboa.

Glauber Rocha que vivia em Sintra, acabou por ir morrer no Rio de Janeiro depois de doença, foi o realizador entre outros de Barravento e da trilogia Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) -talvez o seu mais aclamado filmo -, Terra em transe (1967) e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969) este último que lhe valeu o prémio de melhor realizador em Cannes. É visto com um dos melhores realizadores brasileiros de todo o tempo e líder do movimento Cinema Novo.

Arthur Duarte [Arthur de Jesus Pinto Pacheco] começou a sua carreira no cinema como actor em Paris em 1925, encetando uma carreira como actor de cinema, com pequenos papéis em várias produções. Com contrato dois anos mais tarde com a empresa UFA roda algumas dezenas de filmes na Alemanha, Suiça e Áustria. Foi, porém como realizador que ficou como um marco histórico no cinema português.

A sua primeira longa metragem foi em 1938 numa adaptação do romance de Júlio Dinis Os Fidalgos da Casa Mourisca. Viria a ficar conhecido na comédia tendo realizado filmes inesquecíveis como: O Costa do Castelo(1943), A Menina da Rádio (1944), O Grande Elias, O Noivo das Caldas (1956), entre outros filmes.

Para além das longas metragens, realizou também, curtas metragens, documentários e filmes publicitários.

Relembramos uma passagem de «O Costa do Castelo» com o grande António Silva

Ver Glauber Rocha in IMDB e Educação UOL
Arthur Duarte in IMDB e in Instituto Camões

 

Remembering Ingmar Bergman on his 90th birthday Julho 14, 2008

Filed under: cinema,Ingmar Bergman — looking4good @ 12:28 am
Ernst Ingmar Bergman born in Upsala, Sweden on July 14, 1918 (d. July 30, 2007 in Fårö, Sweden). He was a Swedish film, stage, and opera director. He depicted bleakness and despair as well as comedy and hope in his explorations of the human condition. He is recognized as one of the greatest and most influential filmmakers of modern cinema. In his 40-year career, Bergman made about 50 films – and made a star of his muse, actress Liv Ullmann. Nine-time Academy Award-nominated, only as Best Foreign Language Picture his films won for three times. Anyway his career brought a plenty of awards and nominations.

The Seventh Seal (Det sjunde inseglet), Wild Strawberries (Smultronstället), Persona, The Virgin Spring in 1961; Through a Glass Darkly in 1962, Cries and Whispers (Viskningar och rop – 1972), Fanny and Alexander (Fanny och Alexander), and the comedy Smiles of a Summer Night are some of the best known Bergman films.

Ingmar Bergman in IMDB
Ingmar Bergman in Wikipedia