Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

O Tejo é mais belo… Outubro 31, 2004

Filed under: Alberto Caeiro,Fernando Pessoa,poesia — looking4good @ 4:46 pm

O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia,
Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia
Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia.

O Tejo tem grandes navios
E navega nele ainda,
Para aqueles que vêem em tudo o que lá não está,
A memória das naus.

O Tejo desce de Espanha
E o Tejo entra no mar em Portugal.
Toda a gente sabe isso.
Mas poucos sabem qual é o rio da minha aldeia
E para onde ele vai
E donde ele vem.
E por isso porque pertence a menos gente,
É mais livre e maior o rio da minha aldeia.

Pelo Tejo vai-se para o Mundo.
Para além do Tejo há a América
E a fortuna daqueles que a encontram.
Ninguém nunca pensou no que há para além
Do rio da minha aldeia.

O rio da minha aldeia não faz pensar em nada.
Quem está ao pé dele está só ao pé dele.

7-3-1914 Alberto Caeiro (um dos heterónimos
de Fernando Pessoa)

Anúncios
 

Dai-me rosas e lírios

Filed under: Fernando Pessoa,Futebol — looking4good @ 1:44 am

Dai-me rosas e lírios,
Dai-me flores, muitas flores
Quaisquer flores, logo que sejam muitas…
Não, nem sequer muitas flores, falai-me apenas

Em me dardes muitas flores,
Nem isso… Escutai-me apenas pacientemente quando vos peço
Que me deis flores…
Sejam essas as flores que me deis…

Ah, a minha tristeza dos barcos que passam no rio,
Sob o céu cheio de sol!
A minha agonia da realidade lúcida!
Desejo de chorar absolutamente como uma criança

Com a cabeça encostada aos braços cruzados em cima da mesa,
E a vida sentida como uma brisa que me roçasse o pescoço,
Estando eu a chorar naquela posição.

O homem que apara o lápis à janela do escritório
Chama pela minha atenção com as mãos do seu gesto banal.
Haver lápis e aparar lápis e gente que os apara à janela, é tão estranho!
É tão fantástico que estas coisas sejam reais!
Olho para ele até esquecer o sol e o céu.
E a realidade do mundo faz-me dor de cabeça.

A flor caída no chão.
A flor murcha (rosa branca amarelecendo)
Caída no chão…
Qual é o sentido da vida?

Fernando Pessoa

 

O binómio de Newton

Filed under: Fernando Pessoa — looking4good @ 1:00 am

O binómio de Newton é tão belo como a Vénus de Milo.
O que há é pouca gente para dar por isso.

Fernando Pessoa

 

Nacional – Porto 2-2 Outubro 30, 2004

Filed under: FC Porto,Futebol,Nacional — looking4good @ 10:16 pm
O FC Porto acaba de desperdiçar dois pontos num jogo em que aos 90 minutos vencia por 2-0!
Ao primeiro minuto ficou a ganhar, num livre directo de Diego (em que Derlei estava posição de fora de jogo – mais um lance polémico: importunou ou não Hilário?) e nos últimos cinco minutos de desconto desperdiçou a vantagem que McCarthy aos 51′ havia incrementado. Dois pontapés de canto deram os dois golos do empate, sendo o primeiro marcado na própria baliza por Flávio Meireles e o segundo por Adriano, intervalados por uma bola ao poste na baliza do Nacional, por Luís Fabiano. Mais do que as consequências matemáticas, este resultado sendo também consequência dum nível deficiente do Porto, que se exibiu com pouca consistencia, poderá ter efeitos no aspecto da confiança que já não tem sido grande. O FC do Porto é uma equipa que não consegue controlar e gerir a bola, típica do seu estilo de jogo no passado recente, revelando insuficiencia qualitativa para um campeão europeu e vamos a ver se é suficiente para campeão nacional… . Se o quizer ser terá de melhorar. O jogo foi geralmente fraco, e o resultado tem de se dizer, apesar da surpresa pelo modo como ocorreu, é justo. A arbitragem foi fraca, com imensos cartões amarelos distribuidos
Em Penafiel o Sporting venceu por 3-0 num campo em deficientes condições devido à chuva, e em que 0 2-0 aos 73′ por Custódio, pôs fim à reacção do Penafiel ao 1º golo de Liedson aos 48′ na sequencia de um livre marcado por Rochemback, vindo ainda Liedson a marcar o 3º golo aos 89′.
Na próxima semana, no Porto, teremos Porto-Sporting após uma jornada europeia pelo meio, e veremos se o Sporting, que parece estar a melhorar consegue confirmar a subida ou se o Porto não vai deixar cair por terra o seu favoritismo caseiro.
 

Instantes Outubro 29, 2004

Filed under: Jorge Luis Borges — looking4good @ 1:18 pm

Si pudiera vivir nuevamente mi vida.
En la próxima, trataría de cometer más errores,
No intentaría ser tan perfecto;
Me relajaría más.
Seria más tonto de lo que he sido,
De hecho, tomaría muy pocas cosas con seriedad;
Seria menos higiénico.
Correría más riesgos, haría mas viajes,
Contemplaría más atardeceres,
Subiría mas montañas, nadaría mas ríos.
Iría a más lugares donde nunca he ido,
Comería más helados y menos habas,
Tendría más problemas reales y menos imaginarios.

Yo fui una de esas personas que vivió sensata
Y prolíficamente cada minuto de su vida,
Claro que tuve momentos de alegría.
Pero si pudiera volver atrás, trataría de tener
Solamente buenos momentos.
Por si no lo saben, de eso esta hecha la vida, solo de
Momentos; no te pierdas el de ahora.
Yo era uno de esos que nunca iban a ninguna parte
Sin un termómetro, una bolsa de agua caliente,
Un paraguas y un paracaídas, si pudiera volver a vivir
Viajaría más liviano.
Si pudiera volver a vivir, comenzaría a andar descalzo a
Principios de la primavera, y seguiría así hasta concluir
El otoño. Daría mas vueltas en calesita, contemplaría
Mas amaneceres y jugaría con mas niños,
Si tuviera otra vez la vida por delante.
Pero ya ven,
Tengo ochenta y cinco años y se que me estoy muriendo.

Este poema é atribuido a Jorge Luis Borges mas erradamente. Em pesquisas na net consta que a autora é americana de nome Nadine Stair, no entanto, coloca-se esta informação sob reservas

 

Sistólico ou diastólico ( na TSF ) Outubro 28, 2004

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 12:25 pm
É com expectativa, interesse e quase sempre com agrado que ouço as crónicas de Fernando Alves – “Sinais” – na TSF. E recomendo-as vivamente. Hoje ouvi e não entendi. Sei que tinha a ver com o Ministro dos Assuntos Parlamentares e com o caso Marcelo. Falou-se em “tiros nos pés” e em “pressão respiratória” . Fui ao dicionário.

Ao contrário da notícia ou opinião escrita que se pode reler e até em diversas ocasiões, porventura com estados de espírito diferentes, na rádio , em princípio, não se pode reouvir. Talvez também um pouco por isso, mas certamente mais por minha incapacidade de conversão da linguagem utilizada, não percebi. Talvez, quem sabe, ainda que seja uma possibilidade remota, uma alma benemérita que leia este comentário, me possa auxiliar.

Entretanto, fico à espera da próxima crónica. E recomendo-a.

 

Taça de Portugal : Porto perde em Guimarães Outubro 27, 2004

Filed under: FC Porto,Futebol,Vitória de Guimarães — looking4good @ 9:28 pm
O destaque desta eliminatória da Taça vai naturalmente para a derrota do FC Porto (finalista vencido na última edição) frente ao Vitória de Guimarães, ao perder por 1-2 e demonstrando para quem tinha dúvidas que está a muita distância da equipa dominadora de ano passado. A maior distancia do que Mourinho na Inglaterra ou Deco em Barcelona. Nuno Assis foi o melhor jogador em campo. A arbitragem mais uma vez esteve muito mal. Ainda na 1ª parte Bosingwa deveria ter visto o 2º. cartão amarelo; depois já na 2ª. parte com 1-0 a favor dos vimaranenses não marcou um penalty por falta de Seitaridis (mais um jogador que parece gozar de estatuto especial); já com 2-0 no marcador não age disciplinarmente contra Flávio Meireles numa entrada sobre Costinha que mais parecia “full-contact” e colocando-o mesmo KO. Esperemos para ver o que diz o Presidente do Conselho de Arbitragem.

Nos outros jogos a surpresa maior foi a eliminação do Gil Vicente face ao Odivelas da 2ª Divisão B ao perder por 2-1. De registar ainda a vitória do Estrela da Amadora (da 2ª Divisão de Honra) frente ao primodivisionário Estoril, em casa deste (0-1). De resto as equipas de escalão superior ganharam, mesmo o Nacional frente ao Desp. Aves, eliminatória decidida no desempate por grandes penalidades após 1-1 e com alguns a fazer exibições medíocres como o caso do Benfica frente ao Oriental (3-1). O Sporting já havia vencido a Naval por 3-1 ontem (chegando a ter algumas dificuldades na 2ª. parte quando a Naval fez 1-1) enquanto o Boavista em jogo que se antevia difícil conseguiu saborosa vitória fora frente ao Alverca ex-primodivisionário por 1-0.

Interessante a excelente réplica da equipa da ilha do Pico, Madalena, que jogando com a União de Leiria recuperou de 0-4 para 3-4 e ainda teve uma oportunidade ( bola no poste), em cima do final do jogo, que a poderia levar ao prolongamento.

Registemos ainda o resultado mais desnivelado que foi conseguido pelo Penafiel (9-0) frente aos Nazarenos.