Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

SONETO MUDADO – Constâncio Alves Julho 16, 2007

Filed under: Constâncio Alves,poesia — looking4good @ 5:38 pm

Eras em plena mocidade, quando
Da nossa casa, um dia, te partiste;
E eu, coitado, sem mãe, pequeno e triste,
Fiquei por esta vida caminhando.

Assim — no meu amor teu rosto brando
Do tempo à ação maléfica resiste,
E o meu é, hoje, como nunca o viste,
Tanto o passar da idade o foi mudando.

Tão velho estou, que já me não conheces;
Nem poderias ver no que te chora
Esse a quem ensinaste tantas preces.

E tão moça ainda estás que (se memora
A saudade o teu vulto) — me apareces
Como se fosses minha filha agora.

António Constâncio Alves (n. em Salvador, BA, a 16 de Jul de 1862; m. no Rio de Janeiro, RJ, a 13 de Fev. de 1933).

Anúncios