Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Curiosidades Matemáticas Abril 3, 2009

Filed under: curiosidades matemáticas,Matemática — looking4good @ 7:16 pm

Faça a seguinte operação matemática:

13.837 x (A sua idade em anos) x 73 = ????

Pode usar a calculadora electrónica é claro. Delicie-se com o resultado!

A matemática não para de nos surpreender.

Anúncios
 

A Justiça e a matemática em Portugal Março 4, 2009

Filed under: Justiça,Matemática — looking4good @ 11:07 pm

«A fls 189 vem o Executado apresentar um requerimento intitulado de «oposição à penhora» de 1/6 do vencimento que aufere, sendo que atentas as despesas correntes que apresenta ter, o deixa numa situação de grave carencia económica.
Conclui, pedindo a isenção da penhora.
Notificado o exequente, vem este requerer a manutenção da penhora.
Foi ordenada a eleboração de um relatório sócio económico do executado, o qual se mostra junto a fls. 213
Apreciando.
O Tribunal deve ponderar entre o interesse do exequente em ver o seu direito assegurado, e o do executado em cumprir o pagamento da quantia a que se encontra vinculado, interesse esse que tem de ser proporcional.
Pese embora os factos relatados pelo executado e sendo certo que não competindo ao Tribunal restringi-lo de refazer a sua vida como entender, também não pode o Tribunal prejudicar os compromissos anteriormente por aquele assumidos.
Assim, determina o Tribunal proceder à redução da penhora do vencimento do executado para 1/5 do vencimento.
Notifique.
Lisboa, 2008-12-12»

Mais uma grande peça jurídica ilustrativa do modo como funciona a Justiça em Portugal! A penhora era de 1/6 e o Tribunal decide proceder à redução da penhora para 1/5 !!! Não há quem ensine (ao Tribunal) que 1/5 é mais do que 1/6 ?

 

A Justiça e a matemática em Portugal

Filed under: Matemática — looking4good @ 11:07 pm

«A fls 189 vem o Executado apresentar um requerimento intitulado de «oposição à penhora» de 1/6 do vencimento que aufere, sendo que atentas as despesas correntes que apresenta ter, o deixa numa situação de grave carencia económica.
Conclui, pedindo a isenção da penhora.
Notificado o exequente, vem este requerer a manutenção da penhora.
Foi ordenada a eleboração de um relatório sócio económico do executado, o qual se mostra junto a fls. 213
Apreciando.
O Tribunal deve ponderar entre o interesse do exequente em ver o seu direito assegurado, e o do executado em cumprir o pagamento da quantia a que se encontra vinculado, interesse esse que tem de ser proporcional.
Pese embora os factos relatados pelo executado e sendo certo que não competindo ao Tribunal restringi-lo de refazer a sua vida como entender, também não pode o Tribunal prejudicar os compromissos anteriormente por aquele assumidos.
Assim, determina o Tribunal proceder à redução da penhora do vencimento do executado para 1/5 do vencimento.
Notifique.
Lisboa, 2008-12-12»

Mais uma grande peça jurídica ilustrativa do modo como funciona a Justiça em Portugal! A penhora era de 1/6 e o Tribunal decide proceder à redução da penhora para 1/5 !!! Não há quem ensine (ao Tribunal) que 1/5 é mais do que 1/6 ?

 

Solução dos Problemas Matemáticos de ontem Dezembro 21, 2008

Filed under: Matemática — looking4good @ 6:16 pm
Ontem colocamos aqui no blog Dois Problemas Matemáticos

A) O HOMEM NO ELEVADOR: Um homem vive no décimo andar de um edifício. Desce todos os dias no elevador até ao rés-do-chão para ir para o trabalho. Quando regressa, no entanto, sobe no elevador até ao sétimo andar e faz o resto do percurso até ao andar em que vive (o décimo) pelas escadas. Embora o homem deteste caminhar, porque é que o faz?

B) HOMEM NUM CAMPO ABERTO COM UM EMBRULHO POR ABRIR – Num campo encontra-se um senhor estendido, sem vida. Ao seu lado está um embrulho por abrir. Não se encontra qualquer outra criatura viva no campo. Como foi que morreu?

Este tipo de problemas fazem parte do que se chama «Pensamento Lateral». É um tipo de problemas que não contém informação suficiente para se poder descobrir a solução e ás vezes admitem a construção de diferentes respostas que ultrapassam o enigma. No entanto, os especialistas afirmam que um bom problema de pensamento lateral é aquele cuja resposta é a que tem mais sentido, a mais apta e a mais satisfatória. Mais ainda: quando finalmente se consegue chegar à resposta, surge a interrogação: «Como é que não me ocorreu?

As soluções aos problemas colocados são as seguintes:

A) O HOMEM NO ELEVADOR: Pois o que se passa é que o homem é um anão. Para descer consegue carregar no botão do rés do chão, mas para subir o máximo que consegue é chegar ao botão do sétimo andar e por isso tem de fazer o resto do trajecto até ao décimo pelas escadas!

B) HOMEM NUM CAMPO ABERTO COM UM EMBRULHO POR ABRIR: Pois o homem saltara de um avião com um pára-quedas que não se abriu e por isso morreu. O pára-quedas é o embrulho que está por abrir ao lado do corpo!…

in Matemática… estás aí? de Adrien Paenza, Dom Quixote

 

Dois Problemas Matemáticos Dezembro 20, 2008

Filed under: Matemática — looking4good @ 2:33 pm
A) O HOMEM NO ELEVADOR: Um homem vive no décimo andar de um edifício. Desce todos os dias no elevador até ao rés-do-chão para ir para o trabalho. Quando regressa, no entanto, sobe no elevador até ao sétimo andar e faz o resto do percurso até ao andar em que vive (o décimo) pelas escadas. Embora o homem deteste caminhar, porque é que o faz?

B) HOMEM NUM CAMPO ABERTO COM UM EMBRULHO POR ABRIR – Num campo encontra-se um senhor estendido, sem vida. Ao seu lado está um embrulho por abrir. Não se encontra qualquer outra criatura viva no campo. Como foi que morreu?

in Matemática… estás aí, de Adrian Paenza, Edições Dom Quixote

Bem… para que possam pensar um pouquinho deixo aqui estes desafios. Podem deixar as vossas sugestões de resposta nos comentários. Amanhã publicarei aqui as soluções.

Ver ainda:
Curiosidades Matemáticas VII
(Mais) Poesia Matemática
Curiosidades Matemáticas VI
Curiosidades matemáticas V
Curiosidades Matemáticas IV
How difficult is teaching Mathematics
Curiosidades Matemáticas III
Curiosidades Matemáticas II
Poesia Matemática
Curiosidades Matemáticas I

 

Curiosidades Matemáticas (VII): O Quadrado Mágico de Pacioli Setembro 28, 2008

Filed under: curiosidades matemáticas,Matemática — looking4good @ 1:59 am
Vejam só esta preciosidade. Abaixo está representado uma matriz composta por 4 linhas e 4 colunas (4×4) – no fundo na linguagem vulgar um quadrado – composta, portanto por dezasseis elementos. Esse quadrado está preenchido pelos números de 1 a 16 sem repetições.
16 3 2 13
5 10 11 8
9 6 7 12
4 15 14 1
Agora reparem que a soma dos números de cada linha soma 34 (por ex. 16+3+2+13=34)

Igual soma 34 se atinge em qualquer das colunas (por ex. 16+5+9+4 = 34)

Mas a diagonal (16+10+7+1 ) também totaliza 34 ! E a soma dos elementos da outra diagonal (4+6+11+13) também dá 34!

Não querem ficar por aqui? Pois muito bem se dividirmos a matriz 4×4 (o quadrado grande) em submatrizes 2×2 (em quatro mini-quadrados), sem alterar a sua disposição, vem como segue:

16 3
5 10
2 13
11 8
9 6
4 15
7 12
14 1
Pois não é que em qualquer dos casos a soma dos elementos que compõem cada (mini) quadrado é … 34 ? (p. ex. 16+3+5+10 = 34)
 

Curiosidades Matemáticas (VII): O Quadrado Mágico de Pacioli

Filed under: curiosidades matemáticas,Matemática — looking4good @ 1:59 am
Vejam só esta preciosidade. Abaixo está representado uma matriz composta por 4 linhas e 4 colunas (4×4) – no fundo na linguagem vulgar um quadrado – composta, portanto por dezasseis elementos. Esse quadrado está preenchido pelos números de 1 a 16 sem repetições.
16 3 2 13
5 10 11 8
9 6 7 12
4 15 14 1
Agora reparem que a soma dos números de cada linha soma 34 (por ex. 16+3+2+13=34)

Igual soma 34 se atinge em qualquer das colunas (por ex. 16+5+9+4 = 34)

Mas a diagonal (16+10+7+1 ) também totaliza 34 ! E a soma dos elementos da outra diagonal (4+6+11+13) também dá 34!

Não querem ficar por aqui? Pois muito bem se dividirmos a matriz 4×4 (o quadrado grande) em submatrizes 2×2 (em quatro mini-quadrados), sem alterar a sua disposição, vem como segue:

16 3
5 10
2 13
11 8
9 6
4 15
7 12
14 1
Pois não é que em qualquer dos casos a soma dos elementos que compõem cada (mini) quadrado é … 34 ? (p. ex. 16+3+5+10 = 34)