Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Proposta de construção do Índice de Satisfação Pessoal Janeiro 5, 2009

Filed under: ensaio,opinião — looking4good @ 8:36 pm
Ano Novo, Vida Nova diz o rifão popular. Pois bem como saber se as coisas melhoram, estão estagnadas ou pioram? O Instituto Nacional de Estatística trata de saber da evolução do PIB, da taxa de desemprego, da taxa de inflação; o PSI 20 indica a evolução das acções no mercado da Euronext Lisbon, a classificação da Liga Sagres mostra como vão as coisas no futebol português, etc, etc. E como vai a sua vida?

Em 2009 já estão decorridos praticamente cinco dias, ou seja mais de 1% do ano. Como passou o início deste ano? Foi melhor ou foi pior do que o ano anterior? Não sabe? Não se lembra? Pois bem, hoje vou propôr aqui a construção de um índice de satisfação pessoal o ISP. E é bem fácil de construir.

Primeiro definimos os itens que afectam primacialmente a nossa vida e a nossa satisfação: Saúde, Emprego, Dinheiro, Amor, Paz, Relacionamento Social, Relacionamento Familiar, Ambiente, Cultura, Entretenimento, Sexo, Desporto, etc…

Cada um destes itens tem um nível digamos entre 0 e 6. Zero corresponde a um nível péssimo, seis corrresponde a óptimo ou excelente. A seguir há que estabelecer uma ponderação a atribuir a cada um dos itens / factores seleccionados. A ponderação corresponde a uma percentagem referente à importância que se atribui a esse factor na nossa vida. Naturalmente a soma das ponderações tem de somar forçosamente 100. Ou seja os 100% do todo.

Em cada final do dia (ou semana) apenas há que estabelecer a atribuição do índice – de 0 a 6 – que se atribui a cada factor, em função do que se passou no dia (semana). A multiplicação do índice atribuído vezes a percentagem da ponderação dá o peso parcelar do item para o ISP. O somatório traduz o ISP do dia (ou da semana). Uma média ao final do ano dá-nos o ISP do ano. Assim pode bem comparar com o do ano anterior e saber se a sua vida melhora ou piora. É fácil e é importante… Para além de ter uma medida objectiva (que traduz uma complexidade de factores subjectivos) a selecção dos factores e a ponderação que lhe atribui diz muito sobre o significado das coisas na sua vida.

Exemplo:

Listei abaixo dez factores, mas, podem ser dez ou… vinte. Tem é que ajustar, naturalmente a ponderação. Esta é subjectiva, en função da importância pessoal atribuída a cada factor. A totalidade da ponderação tem de dar 100%.

Índice de Satisfação Pessoal (ISP)
Factor Ponderação Nível 0-6 Índice
Saúde 24% 5 1,20
Bens Materiais 8% 4 0,32
Relacionamento Social 3% 4 0,12
Família 10% 3 0,30
Amor 10% 3 0,30
Ambiente/Natureza 3% 3 0,09
Emprego 17% 3 0,51
Paz 10% 4 0,40
Sexo 9% 3 0,27
Entretenimento 6% 1 0,06
Índice de Satisfação Pessoal (ISP) Total 3,57

3,57 pontos numa escala de 0 a 6 é simplesmente mediano. Poderia ter sido bem melhor, se o Benfica tivesse ganho – afectou o valor 1 atribuído ao entretenimento- o emprego não estivesse demasiado stressante – apenas 3 – e se depois de um jantar romântico tivesse xxxx … enfim…

Depois é só guardar a pontuação (periódica, digamos semanal) e no final do ano fazer a média.

Anúncios
 

Proposta de construção do Índice de Satisfação Pessoal

Filed under: ensaio,opinião — looking4good @ 8:36 pm
Ano Novo, Vida Nova diz o rifão popular. Pois bem como saber se as coisas melhoram, estão estagnadas ou pioram? O Instituto Nacional de Estatística trata de saber da evolução do PIB, da taxa de desemprego, da taxa de inflação; o PSI 20 indica a evolução das acções no mercado da Euronext Lisbon, a classificação da Liga Sagres mostra como vão as coisas no futebol português, etc, etc. E como vai a sua vida?

Em 2009 já estão decorridos praticamente cinco dias, ou seja mais de 1% do ano. Como passou o início deste ano? Foi melhor ou foi pior do que o ano anterior? Não sabe? Não se lembra? Pois bem, hoje vou propôr aqui a construção de um índice de satisfação pessoal o ISP. E é bem fácil de construir.

Primeiro definimos os itens que afectam primacialmente a nossa vida e a nossa satisfação: Saúde, Emprego, Dinheiro, Amor, Paz, Relacionamento Social, Relacionamento Familiar, Ambiente, Cultura, Entretenimento, Sexo, Desporto, etc…

Cada um destes itens tem um nível digamos entre 0 e 6. Zero corresponde a um nível péssimo, seis corrresponde a óptimo ou excelente. A seguir há que estabelecer uma ponderação a atribuir a cada um dos itens / factores seleccionados. A ponderação corresponde a uma percentagem referente à importância que se atribui a esse factor na nossa vida. Naturalmente a soma das ponderações tem de somar forçosamente 100. Ou seja os 100% do todo.

Em cada final do dia (ou semana) apenas há que estabelecer a atribuição do índice – de 0 a 6 – que se atribui a cada factor, em função do que se passou no dia (semana). A multiplicação do índice atribuído vezes a percentagem da ponderação dá o peso parcelar do item para o ISP. O somatório traduz o ISP do dia (ou da semana). Uma média ao final do ano dá-nos o ISP do ano. Assim pode bem comparar com o do ano anterior e saber se a sua vida melhora ou piora. É fácil e é importante… Para além de ter uma medida objectiva (que traduz uma complexidade de factores subjectivos) a selecção dos factores e a ponderação que lhe atribui diz muito sobre o significado das coisas na sua vida.

Exemplo:

Listei abaixo dez factores, mas, podem ser dez ou… vinte. Tem é que ajustar, naturalmente a ponderação. Esta é subjectiva, en função da importância pessoal atribuída a cada factor. A totalidade da ponderação tem de dar 100%.

Índice de Satisfação Pessoal (ISP)
Factor Ponderação Nível 0-6 Índice
Saúde 24% 5 1,20
Bens Materiais 8% 4 0,32
Relacionamento Social 3% 4 0,12
Família 10% 3 0,30
Amor 10% 3 0,30
Ambiente/Natureza 3% 3 0,09
Emprego 17% 3 0,51
Paz 10% 4 0,40
Sexo 9% 3 0,27
Entretenimento 6% 1 0,06
Índice de Satisfação Pessoal (ISP) Total 3,57

3,57 pontos numa escala de 0 a 6 é simplesmente mediano. Poderia ter sido bem melhor, se o Benfica tivesse ganho – afectou o valor 1 atribuído ao entretenimento- o emprego não estivesse demasiado stressante – apenas 3 – e se depois de um jantar romântico tivesse xxxx … enfim…

Depois é só guardar a pontuação (periódica, digamos semanal) e no final do ano fazer a média.