Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Boavista completa 105 anos de vida. Parabéns! Agosto 1, 2008

Filed under: Boavista,Dia,efemerides — looking4good @ 12:48 am

O Boavista Futebol Clube está de parabéns pela passagem do seu 105º. aniversário já que foi fundado em 1 de Agosto de 1903.

A atravessar uma fase muito delicada da sua existência, quer pelo resultado das conclusões do Apito Final, que implicam a descida de divisão, quer pelas dívidas acumuladas, ontem o Boavista Futebol Clube – Futebol, Sad clube requereu junto do IAPMEI a abertura de um pediu Procedimento Extrajudicial de Conciliação procurando ultrapassar as graves dificuldades por que passa e que o impedem de inscrever jogadores.

Deixamos ao histórico Boavista os nossos parabéns e deixamos votos que consiga ultrapassar esta crise!
Anúncios
 

Boavista completa 105 anos de vida. Parabéns!

Filed under: Boavista,Dia,efemerides — looking4good @ 12:48 am

O Boavista Futebol Clube está de parabéns pela passagem do seu 105º. aniversário já que foi fundado em 1 de Agosto de 1903.

A atravessar uma fase muito delicada da sua existência, quer pelo resultado das conclusões do Apito Final, que implicam a descida de divisão, quer pelas dívidas acumuladas, ontem o Boavista Futebol Clube – Futebol, Sad clube requereu junto do IAPMEI a abertura de um pediu Procedimento Extrajudicial de Conciliação procurando ultrapassar as graves dificuldades por que passa e que o impedem de inscrever jogadores.

Deixamos ao histórico Boavista os nossos parabéns e deixamos votos que consiga ultrapassar esta crise!
 

Grande jogo do Benfica mas fica a zero no Bessa Abril 7, 2008

Filed under: arbitragem,Benfica,Boavista,football,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 12:23 am

Boavista logoBenfica logo

Boavista

0-0

Benfica

Jehle e Baptista os maiores artistas…

O Benfica fez uma das melhores exibições dos últimos tempos e um jogo parecido como este só o da época passada na Luz também contra o Boavista em que William fez a melhor exibição da sua vida desportiva, Também o resultado foi de 0-0 mas o Benfica não teve razões de queixa de penalties.

O Benfica fez os primeiros vinte minutos de boa categoria a dominar mas depois do Boavista ter beneficiado de um penalty justo por falta de Edcarlos (sem velocidade chegou atrasado e não se conteve derrubando o adversário num lance que não augurava uma situação iminente de golo), que Quim defendeu, o Boavista equilibrou o jogo até ao intervalo.

Na segunda parte o domínio do Benfica acentuou-se e na parte final então foi asfixiante. Contudo, Di Maria falhou dois golos (ou foi Jehle que os evitou com grandes defesas), um defesa Moisés evitou acrobaticamente que a bola entrasse na baliza; numa só jogada Jehle faz duas defesas e o mesmo jogador do Boavista faz duas faltas consecutivas sobre Petit e Léo, num lance em que a bola esteve quase um minuto ininterruptamente a ser jogada na área do Boavista com o árbitro a fazer vista grossa…

Já em periodo de descontos Edcarlos atira à barra e noutro lance um defesa corta a bola com o braço para outro penalty não assinalado! Pelo meio um contra-ataque do Boavista com quatro avançados para dois defesas que os homens do Bessa não souberam concretizar.

Depois de:

i) Este mesmo árbitro ter assinalado a 15 segundos do fim do tempo de desconto no Restelo um penalty inexistente a favor do Porto que lhes deu a vitória – só para comemorarem mais cedo?
ii) Na semana passada o árbitro do Benfica-Paços de Ferreira não ter assinalado um penalty contra o Paços de Ferreira e depois marcar um inventado contra o Benfica iii) Na sexta feira o Guimarães ter sido beneficiado em Paços de Ferreira com um fora de jogo mal assinalado (resultado em 0-0) que dava golo e um penalty não assinalado a favor do Paços de Ferreira.
iv) Em Alvalade ter sido anulado um golo ao Braga inacreditavelmente sem qualquer justificação
v) O árbitro ter assinalado um penalty a favor do Boavista justo e não marcar um penalty duplo… e um outro penalty!!!

Que dizer? É tudo por acaso. Apenas infelizes coincidências? Acham que as declarações de Chalana são exageradas?

 

Grande jogo do Benfica mas fica a zero no Bessa

Filed under: arbitragem,Benfica,Boavista,football,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 12:23 am

Boavista logoBenfica logo

Boavista

0-0

Benfica

Jehle e Baptista os maiores artistas…

O Benfica fez uma das melhores exibições dos últimos tempos e um jogo parecido como este só o da época passada na Luz também contra o Boavista em que William fez a melhor exibição da sua vida desportiva, Também o resultado foi de 0-0 mas o Benfica não teve razões de queixa de penalties.

O Benfica fez os primeiros vinte minutos de boa categoria a dominar mas depois do Boavista ter beneficiado de um penalty justo por falta de Edcarlos (sem velocidade chegou atrasado e não se conteve derrubando o adversário num lance que não augurava uma situação iminente de golo), que Quim defendeu, o Boavista equilibrou o jogo até ao intervalo.

Na segunda parte o domínio do Benfica acentuou-se e na parte final então foi asfixiante. Contudo, Di Maria falhou dois golos (ou foi Jehle que os evitou com grandes defesas), um defesa Moisés evitou acrobaticamente que a bola entrasse na baliza; numa só jogada Jehle faz duas defesas e o mesmo jogador do Boavista faz duas faltas consecutivas sobre Petit e Léo, num lance em que a bola esteve quase um minuto ininterruptamente a ser jogada na área do Boavista com o árbitro a fazer vista grossa…

Já em periodo de descontos Edcarlos atira à barra e noutro lance um defesa corta a bola com o braço para outro penalty não assinalado! Pelo meio um contra-ataque do Boavista com quatro avançados para dois defesas que os homens do Bessa não souberam concretizar.

Depois de:

i) Este mesmo árbitro ter assinalado a 15 segundos do fim do tempo de desconto no Restelo um penalty inexistente a favor do Porto que lhes deu a vitória – só para comemorarem mais cedo?
ii) Na semana passada o árbitro do Benfica-Paços de Ferreira não ter assinalado um penalty contra o Paços de Ferreira e depois marcar um inventado contra o Benfica iii) Na sexta feira o Guimarães ter sido beneficiado em Paços de Ferreira com um fora de jogo mal assinalado (resultado em 0-0) que dava golo e um penalty não assinalado a favor do Paços de Ferreira.
iv) Em Alvalade ter sido anulado um golo ao Braga inacreditavelmente sem qualquer justificação
v) O árbitro ter assinalado um penalty a favor do Boavista justo e não marcar um penalty duplo… e um outro penalty!!!

Que dizer? É tudo por acaso. Apenas infelizes coincidências? Acham que as declarações de Chalana são exageradas?

 

Grande jogo do Benfica mas fica a zero no Bessa

Filed under: arbitragem,Benfica,Boavista,football,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 12:23 am

Boavista logoBenfica logo

Boavista

0-0

Benfica

Jehle e Baptista os maiores artistas…

O Benfica fez uma das melhores exibições dos últimos tempos e um jogo parecido como este só o da época passada na Luz também contra o Boavista em que William fez a melhor exibição da sua vida desportiva, Também o resultado foi de 0-0 mas o Benfica não teve razões de queixa de penalties.

O Benfica fez os primeiros vinte minutos de boa categoria a dominar mas depois do Boavista ter beneficiado de um penalty justo por falta de Edcarlos (sem velocidade chegou atrasado e não se conteve derrubando o adversário num lance que não augurava uma situação iminente de golo), que Quim defendeu, o Boavista equilibrou o jogo até ao intervalo.

Na segunda parte o domínio do Benfica acentuou-se e na parte final então foi asfixiante. Contudo, Di Maria falhou dois golos (ou foi Jehle que os evitou com grandes defesas), um defesa Moisés evitou acrobaticamente que a bola entrasse na baliza; numa só jogada Jehle faz duas defesas e o mesmo jogador do Boavista faz duas faltas consecutivas sobre Petit e Léo, num lance em que a bola esteve quase um minuto ininterruptamente a ser jogada na área do Boavista com o árbitro a fazer vista grossa…

Já em periodo de descontos Edcarlos atira à barra e noutro lance um defesa corta a bola com o braço para outro penalty não assinalado! Pelo meio um contra-ataque do Boavista com quatro avançados para dois defesas que os homens do Bessa não souberam concretizar.

Depois de:

i) Este mesmo árbitro ter assinalado a 15 segundos do fim do tempo de desconto no Restelo um penalty inexistente a favor do Porto que lhes deu a vitória – só para comemorarem mais cedo?
ii) Na semana passada o árbitro do Benfica-Paços de Ferreira não ter assinalado um penalty contra o Paços de Ferreira e depois marcar um inventado contra o Benfica iii) Na sexta feira o Guimarães ter sido beneficiado em Paços de Ferreira com um fora de jogo mal assinalado (resultado em 0-0) que dava golo e um penalty não assinalado a favor do Paços de Ferreira.
iv) Em Alvalade ter sido anulado um golo ao Braga inacreditavelmente sem qualquer justificação
v) O árbitro ter assinalado um penalty a favor do Boavista justo e não marcar um penalty duplo… e um outro penalty!!!

Que dizer? É tudo por acaso. Apenas infelizes coincidências? Acham que as declarações de Chalana são exageradas?

 

Empate no derby da Invicta Março 1, 2008

Filed under: Boavista,FC Porto,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 11:30 pm

Boavista

0 – 0


Porto

Porto de poupanças … esteve mais perto de ganhar

O Porto apresentou-se no Estádio do Bessa condicionado pelo jogo da Liga dos Campeões da próxima semana e Jesualdo Ferreira fez descansar Lisandro, Bosingwa, Pedro Emanuel, Raul Meireles, Tarik Sektioui e… Quaresma, todos ausentes do onze inicial, sebém que alguns deles estivessem no banco.

O Porto começou forte o jogo e dispõs ainda antes de completados 2 minutos de uma grande oportunidade com uma excelente jogada culminada com remate forte de Fucile mas com Marcelão a desviar a bola de cabeça evitando o que já parecia o primeiro golo do jogo.

A partir do primeiro quarto de hora o Boavista equilibrou o jogo tirando partido da velocidade de alguns dos seus jogadores (Zé Kalanga, Laiomel, Mateus…).

Na segunda parte Jesualdo foi fazendo entrar alguns dos cracks e Quaresma esteve em grande evidência com jogadas desiquilibradoras. Numa delas atirou a bola à quina da barra e poste esquerdo da baliza de Peter Jehle. O Boavista procurou responder nos lances de bola parada tendo criado perigo na sequencia de um canto apontado por Jorge Ribeiro. A superioridade do Porto acentuou-se após a expulsão (segundo cartão amarelo) de Diakité ainda faltava um quarto de hora de jogo e chegou a marcar um golo num remate de cabeça após livre de Quaresma mas o assistente Bertino Miranda assinalou fora de jogo (milimétrico) de Stepanov, o jogador que finalizou a jogada; Raul Meireles não gostou da decisão e excedeu-se em protestos vendo o cartão amarelo.

Os últimos minutos foram de sufoco para o Boavista que, porém, conseguiu segurar o nulo repetindo-se, assim, no derby da invicta, o resultado verificado ontem no derby minhoto. Falta agora o derby lisboeta amanhã.

Estádio do Bessa, no Porto

Árbitro: Duarte Gomes (AF Lisboa) Aux – Bertino Miranda, Pedro Garcia

BOAVISTA – Peter Jehle; Gilberto Silva, Moisés, Marcelão e Brayan Angulo; Fleurival, Diakité e Jorge Ribeiro (Bruno Pinheiro, 87′); Zé Kalanga (Luís Loureiro, 78′), Laionel (Hussaine, 67′) e Mateus.

FC PORTO – Helton; Fucile, Stepanov, João Paulo e Marek Cech; Lucho Gonzalez (Ricardo Quaresma, 46′), Paulo Assunção (Raul Meireles, 77′), Kazmierczak e Mariano Gonzalez; Adriano e Farias (Tarik Sektioui, 70′).

Resultado final: 0-0

Disciplina: Cartão amarelo a Adriano (10′), Diakité (25′), Lucho Gonzalez (27′), Luís Loureiro (82′), Raul Meireles (86′), Tarik Sektioui (90′) e Hussaine (90′); cartão vermelho (segundo amarelo) a Diakité (76 m).

 

Empate no derby da Invicta

Filed under: Boavista,FC Porto,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 11:30 pm

Boavista

0 – 0


Porto

Porto de poupanças … esteve mais perto de ganhar

O Porto apresentou-se no Estádio do Bessa condicionado pelo jogo da Liga dos Campeões da próxima semana e Jesualdo Ferreira fez descansar Lisandro, Bosingwa, Pedro Emanuel, Raul Meireles, Tarik Sektioui e… Quaresma, todos ausentes do onze inicial, sebém que alguns deles estivessem no banco.

O Porto começou forte o jogo e dispõs ainda antes de completados 2 minutos de uma grande oportunidade com uma excelente jogada culminada com remate forte de Fucile mas com Marcelão a desviar a bola de cabeça evitando o que já parecia o primeiro golo do jogo.

A partir do primeiro quarto de hora o Boavista equilibrou o jogo tirando partido da velocidade de alguns dos seus jogadores (Zé Kalanga, Laiomel, Mateus…).

Na segunda parte Jesualdo foi fazendo entrar alguns dos cracks e Quaresma esteve em grande evidência com jogadas desiquilibradoras. Numa delas atirou a bola à quina da barra e poste esquerdo da baliza de Peter Jehle. O Boavista procurou responder nos lances de bola parada tendo criado perigo na sequencia de um canto apontado por Jorge Ribeiro. A superioridade do Porto acentuou-se após a expulsão (segundo cartão amarelo) de Diakité ainda faltava um quarto de hora de jogo e chegou a marcar um golo num remate de cabeça após livre de Quaresma mas o assistente Bertino Miranda assinalou fora de jogo (milimétrico) de Stepanov, o jogador que finalizou a jogada; Raul Meireles não gostou da decisão e excedeu-se em protestos vendo o cartão amarelo.

Os últimos minutos foram de sufoco para o Boavista que, porém, conseguiu segurar o nulo repetindo-se, assim, no derby da invicta, o resultado verificado ontem no derby minhoto. Falta agora o derby lisboeta amanhã.

Estádio do Bessa, no Porto

Árbitro: Duarte Gomes (AF Lisboa) Aux – Bertino Miranda, Pedro Garcia

BOAVISTA – Peter Jehle; Gilberto Silva, Moisés, Marcelão e Brayan Angulo; Fleurival, Diakité e Jorge Ribeiro (Bruno Pinheiro, 87′); Zé Kalanga (Luís Loureiro, 78′), Laionel (Hussaine, 67′) e Mateus.

FC PORTO – Helton; Fucile, Stepanov, João Paulo e Marek Cech; Lucho Gonzalez (Ricardo Quaresma, 46′), Paulo Assunção (Raul Meireles, 77′), Kazmierczak e Mariano Gonzalez; Adriano e Farias (Tarik Sektioui, 70′).

Resultado final: 0-0

Disciplina: Cartão amarelo a Adriano (10′), Diakité (25′), Lucho Gonzalez (27′), Luís Loureiro (82′), Raul Meireles (86′), Tarik Sektioui (90′) e Hussaine (90′); cartão vermelho (segundo amarelo) a Diakité (76 m).