Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Boavista venceu no Restelo Setembro 30, 2006

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 10:40 pm
Belenenses 0 – 2 Boavista
O Boavista foi vencer o Belenenses ao Restelo, infligindo a primeira derrota ao Belenenses e conseguindo coleccionar a segunda vitória após os 3-0 em casa ao Benfica.

Um golo logo no início do jogo por Linz (o austríaco soma e segue) a aproveitar uma falha da defesa da casa (Sousa) abriu caminho para a vitória dos axadrezados num jogo que esteve longe de ser um grande espectáculo. Futebol de fraca qualidade, publico em muito pequeno número e vencedor encontrado aos 36′ quando num contra-ataque os homens do Bessa chegaram ao 0-2. Linz outra vez na jogada mas desta vez para assitir José Manuel que não perdoou.

O Belenenses com as substituições operadas procurou responder e atacou a baliza de William mas não teve engenho de chegar ao golo nas poucas oportiunidades conseguidas, gerindo o Boavista o resultado e o tempo de jogo.

O árbitro não teve problemas graves para resolver.

Árbitros: Olegário Benquerença, Aux – Luís Marcelino,Venâncio Tomé

BELENENSES – Costinha; Sousa (Pinheiro 81′), Gaspar, Nivaldo e Rodrigo Alvim; Ruben Amorim e Mancuso; Cândido Costa, Roma (Dady 46′),e Silas; Manoel (Eliseu 32′).

BOAVISTA – William; Hélder Rosário, Ricardo Silva, Cissé e Mário Silva (Fernando Dinis 59′); Lucas, Tiago, Kazmierczak e José Manuel (Essame 83′); Linz e Ricardo Sousa (Grzelak aos 64′).

Fífia da defesa do Belenenses (Sousa), Linz, sem marcação, aproveita para inaugurar o marcador.

Golos: 0-1 Linz 3′; 0-2 José Manuel 37′.

Disciplina:
17′ Cartão amarelo para Gaspar (Belenenses).
28′ Cartão amarelo para William (Boavista), por falta sobre um adversário, fora da sua área de jurisdição.
33′ Cartão amarelo para Cissé (Boavista).
47′ Cartão amarelo para Ricardo Silva (Boavista), por falta dura sobre Silas.
52′ Cartão amarelo para Ricardo Sousa (Boavista).
57′ Cartão amarelo para Hélder Rosário (Boavista).

Anúncios
 

James Dean died on this day 51 years ago !

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 9:19 pm
Who doesn’t remember him acting in «East of Eden» (*) ? James Dean was nominated for two Academy Awards, for his performances in “East of Eden” and “Giant.” Although he only made three films, they were made in just over one year’s time. En route to compete in a race in Salinas, James Dean died in a highway accident on September 30, 1955 only with 24 years old (born on February 8, 1931, in Marion, Indiana). See more about his biography in James Dean.com
(*) Directed by Elia Kazan is listed in The 20 Best Movies of all time
 

James Dean died on this day 51 years ago !

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 9:19 pm
Who doesn’t remember him acting in «East of Eden» (*) ? James Dean was nominated for two Academy Awards, for his performances in “East of Eden” and “Giant.” Although he only made three films, they were made in just over one year’s time. En route to compete in a race in Salinas, James Dean died in a highway accident on September 30, 1955 only with 24 years old (born on February 8, 1931, in Marion, Indiana). See more about his biography in James Dean.com
(*) Directed by Elia Kazan is listed in The 20 Best Movies of all time
 

Congratulations – Monica Bellucci

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 8:58 pm

Image Hosted by ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.usFree Image Hosting at www.ImageShack.us
Free Image Hosting at www.ImageShack.usFree Image Hosting at www.ImageShack.us

 

Jornada 5 começa com a Naval a salvar o barco à Beira-Mar

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 12:29 am
Naval 2 – 1 Beira Mar

Dois golos nos descontos… dão vitória aos locais

O jogo que inaugurou a jornada 5 da Liga portuguesa teve um final à Hitchcock e quando os adeptos aveirenses, que festejaram a inauguração do marcador aos 86′, sofreram com o empate aos 90+3′ estavam longe de imaginar que nem um ponto levariam da Figueira da Foz.

Um segundo golo de Nei aos 90+5′ deu ao jogo um final inesperado, tornando o avançado da Naval no herói do jogo e colocando a equipa da Figueira da Foz no topo da tabela classificativa (atrás do Porto).

Nem se pode dizer que a vitória da Naval não se ajuste dado que foi a equipa que disfrutou de melhores oportunidades, mas Inácio ainda estará incrédulo como a sua equipa não conseguiu nem sequer um ponto quando avançou no marcador aos 86′ num remate forte de fora da área de André Leão que havia entrado para jogar o último quarto de hora.

Árbitro: Rui Costa

NAVAL – Taborda; Mário Sérgio, Paulão, Fernando (Léo Guerra 87′) e China; Gilmar, Orestes e Pedro Santos (Saulo 63′) ; Fajardo (Tony 75′), Nei e Lito.

BEIRA-MAR – Danrlei; Jorge Vidigal, Jorge Silva (Marco Couto 78′), Buba e Tininho; Emerson, Luciano Ratinho (André Leão 77′) e Diakité; Wegno, Jardel (Vasco Matos 65′) e Rui Lima.

Golos: 0-1 André Leão 86′, 1-1 Nei 90+3′ e 2-1 Nei 90+5

Disciplina:
59′ Cartão Amarelo para Jorge Vidigal (Beira-Mar), por demorar muito para repor a bola em jogo.
69′ Cartão Amarelo para Paulão (Naval).
87′ Cartão Amarelo para Léo Guerra (Naval), por falta sobre o guarda-redes contrário

 

O não ter tempo Setembro 29, 2006

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 3:08 pm

Deus me pede do tempo estreita conta!
É preciso dar conta a Deus do tempo;
mas, quem gastou, sem conta, tanto tempo,
Como dará sem tempo tanta conta?

Para fazer a tempo a minha conta,
dado me foi, por conta, muito tempo:
mas não cuidei na conta e foi-se o tempo…
Eis-me agora sem tempo, eis-me sem conta!

Ó vós que tendes tempo sem ter conta,
não o gasteis sem conta em passatempo:
cuidai, enquanto é tempo, em terdes conta.

Pois, se quem isto conta do seu tempo
houvesse feito a tempo apreço e conta,
não chorava sem conta o não ter tempo.

Anónimo

 

Círculo Vicioso – Machado de Assis

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 7:00 am

Bailando no ar, gemia inquieto vaga-lume:
“Quem me dera que fosse aquela loura estrela,
Que arde no eterno azul, como uma eterna vela!”
Mas a estrela, fitando a lua, com ciúme:

“Pudesse eu copiar o transparente lume,
Que, da grega coluna à gótica janela,
Contemplou, suspirosa, a fronte amada e bela”
Mas a lua, fitando o sol, com azedume:

“Mísera! tivesse eu aquela enorme, àquela
Claridade imortal, que toda a luz resume!”
Mas o sol, inclinando a rútila capela:

“Pesa-me esta brilhante auréola de nume…
Enfara-me esta azul e desmedida umbela…
Por que não nasci eu um simples vaga-lume?”

Joaquim Maria Machado de Assis (n. no Rio de Janeiro a 21 Jun 1839, m. Rio de Janeiro a 29 Set 1839).

Ler do mesmo autor, neste blog
Menina e Moça