Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Rui Costa vai mudar de método Maio 2, 2009

Filed under: Benfica — looking4good @ 10:43 pm
Rui Costa contratou esta época para o Benfica: Reyes, Pablo Aimar e Suazo (este emprestado pelo Inter). Mas viu-se o que deu… grandes jogadores no Benfica não funcionam.

Para a próxima época Rui Costa quer mudar de método. Está a pretender contratar para a baliza Diego Cavalieri, guarda-redes do Liverpool. Não sei nada sobre as capacidades deste guarda-redes, mas Rui Costa lá sabe porquê. Em baixo apresenta-se a esposa Cavalieri… Pode ser que assim os adeptos (da beleza do futebol) voltem em força ao Estádio da Luz!

 

Citação do Dia

Filed under: Citação do dia,Sporting — looking4good @ 10:35 pm
“Não faz sentido ter um treinador a protestar (e bem) contra a batota e um presidente a receber o principal responsável por essas batotas, como se nada fosse. São duas atitudes contraditórias. Espero que o próximo presidente do Sporting corrija isso” (Zé Diogo Quintela in A Bola de hoje)
 

Benfica perde mais uma vez

Filed under: Benfica,Liga Sagres,Nacional — looking4good @ 9:56 pm

Nacional logoBenfica logo

Nacional

3-1

Benfica


Arrumados de vez…

Já sabendo que o Sporting empatara em Coimbra o Benfica entrou em campo com uma surpresa no onze. Impossibilitado de contar com Aimar esperava-se que tivesse entrado Di Maria mas Quique preferiu tirar Ruben Amorim do meio deslocando-o para a direita e fazendo entrar Katsouranis numa constituição de equipa medrosa.

O jogo decorreu equilibrado com poucos lances de perigo. Uma perda de bola incrível da defesa encarnada proporcionou a Alonso a primeirta oportunidade, mas este rematou ao lado. O Benfica viria a ter dum lance individual de David Luís a situação de maior perigo com Bracalli a fazer uma excelente defesa. Houve ainda cabeceamentos defeituosos de Nenê pelo Nacional e Cardozo pelo Benfica em jogadas que poderiam (e deveriam) ter sido melhor concluidas pelos “goleadores”.

Na segunda parte o jogo parecia que ia pelo mesmo caminho com as equipas a demonstrarem mais medo de perder do que vontade de ganhar. Uma defesa (mais outra) de Bracalli a remate de Cardozo evitou o golo encarnado, enquanto Nené de longe também obrigara Quim a defesa com dificuldade.

Mal tinha Quique mexido na equipa, retirando Katsouranis para devolver Rúben Amorim ao meio e fazer entrar Di Maria, o Nacional adiantou-se no marcador: uma fugida pela esquerda sem oposição do meio campo encarnado e cruzamento de Alonso para Nenê no meio dos defesas (parados, sem hipótese de se fazerem ao lance) a cabecear demonstrando o motivo porque é o top goleador do campeonato.

O Benfica quiz acelerar o jogo e Nuno Gomes (58m) desperdiçou excelente ocasião para empatar. Quem não desperdiçou foi Rúben Micael que em remate de fora da área ampliou o marcador. A indefinição no resultado voltou passados quatro minutos numa assistência já em plena área de calcanhar de Carlos Martins para Reyes concluir. David Luís esteve perto de empatar ao rematar à barra (73′). Com o resultado indefinido e o Benfica a carregar passou Jorge Sousa a evidenciar o motivo porque o Benfica perde quase sempre quando ele apita. Aos jogadores do Nacional era permitido jogar andebol e fez vista grossa a Reyes carregado no limite da área.

Depois Quique fez o resto ao retirar Nuno Gomes – infeliz mas com presença na área- para entrar Urreta, em mais uma decisão incompreensível. Já em tempos de desconto o Nacional que jogava em contra-ataque marcaria o 3-1 por Miguel Fidalgo com Quim a ficar mal na fotografia ao não interceptar o cruzamento da direita…

Resta aos encarnados pensar na próxima época (e a ter de se empregarem para não perder o terceiro lugar, nesta época). Pela minha parte a primeira medida era dar um kick ao Quique, mas isso eu já teria dado logo no início da época… e se têm dúvidas basta lerem estas crónicas!

Estádio da Madeira, no Funchal
Árbitro Jorge Sousa (AF Porto)
Nacional: Bracalli; Patacas, Felipe Lopes, Maicon e Alonso; Cléber, Luís Alberto, Leandro Salino e Rúben Micael (João Aurélio, 77m); Mateus (Fabiano, 86m) e Nenê (Miguel Fidalgo, 89m).

Suplentes: Douglas, Halliche, Igor Pita e Bruno Amaro.

Treinador: Manuel Machado.

Benfica: Quim; Maxi Pereira, Miguel Vítor, Sidnei e David Luiz; Katsouranis (Di María, 55m), Rúben Amorim, Carlos Martins (Yebda, 79m) e Reyes; Nuno Gomes (Urreta, 82m) e Cardozo.

Suplentes: Moreira, Jorge Ribeiro, Binya e Balboa.
Treinador: Quique Flores.

Golos: Nenê (1-0, 57m); Rúben Micael (2-0, 64m); Reyes (2-1, 68m); Miguel Fidalgo (3-1, 90+3m).

Disciplina: Cartão amarelo para Leandro Salino (61m), Carlos Martins (70m), Miguel Vítor (86m).

 

On this day in History – May 2

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 12:39 am
 

Página Desconhecida – Adelino Fontoura

Filed under: Adelino Fontoura,poesia — looking4good @ 12:31 am

À brisa, ao sol, à serra, à flor silvestre
Ao ribeiro que corre cristalino,
Ao canto alegre e doce, matutino,
Das aventuras no arvoredo agreste;

À campina que do orvalho a manhã veste,
Eu, sem de Homero for o alto destino,
Um conto fui pedir áureo, divino,
Radiante dessa luz alva e celeste!

Com ele ornar quisera, alegremente,
O teu álbum mimoso — onde o talento
Do teu gênio se curva ao foto ingente;

Mas, não tenho de Dante o pensamento,
Não acho inspiração na luz fulgente
Pra um canto te ofertar com sentimento.

Adelino da Fontoura Chaves (n. em Axixá /Mranhão, em 30 Mar 1859; m. em Lisboa, Portugal, a 02 Maio 1884).

Ler do mesmo autor:
Atracção e Repulsa
Jornada
Celeste