Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Dia da Poesia no Brasil e no Nothingandall Março 14, 2009

Filed under: poesia — looking4good @ 1:40 am

Hoje (que também é o dia do Pi) comemora-se no Brasil o Dia Nacional da Poesia pois foi nesta data que nasceu o grande poeta brasileiro Castro Alves.

«António Frederico de CASTRO ALVES nasceu em Muritiba (BA) a 14 de Março de 1847 e morreu, tuberculoso, em São Salvador (BA) a 6 de Julho de 1871. Matriculou-se na Faculdade de Direito do Recife (1864), donde transitou para a de São Paulo (1868). Em 1867, viveu uma ligação dramática com a actriz portuguesa Eugénia Câmara, verificando-se o rompimento no ano seguinte. Um acidente de caça provocou-lhe a amputação de um pé. Em 1868, contraiu uma lesão pulmonar e, em 1869, regressou a Salvador da Bahia. Republicano e abolicionista, a sua poesia, que acusa influências de Lord Byron e Victor Hugo, é social e humanitária e o seu tom declamatório e teatral, histriónico e altissonante, fez dele o poeta nacional»*.

De Castro Alves já divulgámos aqui neste blog Boa Noite, O Adeus de Teresa; Adormecida. Hoje deixamos em post separado o Beijo Eterno

Quero um beijo sem fim,
Que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!
Ferve-me o sangue. Acalma-o com teu beijo,
Beija-me assim!
O ouvido fecha ao rumor
Do mundo, e beija-me, querida!

De José Maria do Amaral, nascido no Rio de Janeiro faz hoje 197 anos republicamos um soneto cuja primeira quadra é

Passaste como a estrela matutina,
Que se some na luz pura da aurora;
Da vida só viveste aquela hora
Em que a existência em flor luz sem neblina.

(ler aqui completo) e ainda Tristezas de Minha Alma Tão Sentidas

Hoje completa-se 27 anos sobre a morte de João José Cochofel, poeta português nascido em Coimbra de que já deixámos no blog Tarde

Teus olhos húmidos eram lagos
em que nosso desejo se mirava.
Tua boca entreaberta era a mensagem
do teu corpo moço que se dava.

Pode ler ainda Sensibilidade ; Os Dias Íntimos

Tenha um dia poético, não esquecendo que hoje sendo o dia do todo o dia é de poesia, mas hoje ainda é mais!…

*Nota biobliográfica de Castro Alves extraída de «A Circulatura do Quadrado – Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria É a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe – Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004).

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s