Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica também ganhou! Março 8, 2009

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Naval 1º. de Maio — looking4good @ 10:45 pm

Naval
1-2

Benfica


Benfica preguiçoso… gosta de sofrer

Depois de ter visto Porto e Sporting derrotarem os seus adversários o Benfica partia pressionado porquer já não tem margem para falhar. Na realidade o jogo começou de feição para os encarnados que com pouco mais de dois minutos jogados na sequência de uma bola parada a bola foi afastada peladefesa da Navalç para a entrada da área onde Yebda ganhou de cabeça para um rematre de prmeira de Aimar colocado rasteiro sem hipóteses para Peiser. Que melhor início queriam os benfiquistas?

A Naval é que não atribuiu muita importância a essa desvantagem e foi aproveitando o recuo das linhas do Benfica. Mais domínio de jogo, mais tempo de posse de bola, mas verdade se diga semn criar ocasiões de perigo para Moreira. Surpreende, porém, a apatia do Benfica, com vantagem nunca conseguiu criar uma jogada de perigo que fosse até sofrer o empate aos 55′ conseguido por Marcelinho. A Naval atacava conseguiu ouma sequência de cantos e de lançamentos de linha lateral junto da área benfiquista e num deles o desvio de Luisão foi parar aos pés do avançado da Naval, que entrrara no início da segunda parte, que com um desvio ainda que frouxo foez o suficiente para bater Moreira.

Com o empate o jogo modificou-se, o Benfica subiu, Di Maria na esquerda apareceu muito activo, muma jogada individual atirou à barra de Peiser. Noutra jogada Di Maria – Cardozo o avançado encarnado fez passart a bola pelo guarda-redes da Naval mas a bola atravessando a baliza saiu ao lado sdo segundo poste. Numa bola parada – livre inexistente, poque a bola bateu na cara e não na mão do jogador da Naval- Reyes marcou largo para ao seundo poste surgir Miguel Vítor a dar para o outro poste onde Katsouranis cabeceou vitoriosamente.

Então o Benfica não cometeu os mesmos erros continuou a mandar no jogo e acabou por assegurar os três pontos que o colocam ainda na corrida à espera de um desaire portista.

A arbitragem de João Ferreira, querendo usar um estilo de deixar jogar, acabou por ter algumas falhas, mas não houve lances graves.

Liga Sagres, 21.ª jornada

NAVAL-BENFICA
Estádio José Bento Pessoa, na Figueira da Foz
Árbitro: João Ferreira (Setúbal)

Equipas oficiais
NAVAL: Peiser; Carlitos, Paulão, Diego Ângelo e Daniel Cruz; Bruno Lazaroni, Godemèche e Baradji (Dudu 80′); Davide, Simplício (Marcelinho 46′) e Marinho (Bolívia 71′).

Suplentes: Jorge Baptista, Alex Hauw, Fabrício Lopes, Gilmar, Bolívar, Dudu e Marcelinho
Treinador: Ulisses Morais

BENFICA: Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor e David Luiz; Yebda, Katsouranis, Di María (Jorge Ribeiro 89′) e Reyes (Urreta 90+2′); Aimar e Cardozo (Nuno Gomes 80′)

Suplentes: Quim, Sidnei, Jorge Ribeiro, Binya, Balboa, Urreta e Nuno Gomes

Treinador: Quique Flores

Golos: 0-1 Pablo Aimar 3′; 1-1 Marcelinho 55′; 1-2 Katsouranis 74
Disciplina:
55′ – Cartão amarelo para Daniel Cruz, por falta sobre Reyes.

 

Benfica também ganhou!

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Naval 1º. de Maio — looking4good @ 10:45 pm

Naval
1-2

Benfica


Benfica preguiçoso… gosta de sofrer

Depois de ter visto Porto e Sporting derrotarem os seus adversários o Benfica partia pressionado porquer já não tem margem para falhar. Na realidade o jogo começou de feição para os encarnados que com pouco mais de dois minutos jogados na sequência de uma bola parada a bola foi afastada peladefesa da Navalç para a entrada da área onde Yebda ganhou de cabeça para um rematre de prmeira de Aimar colocado rasteiro sem hipóteses para Peiser. Que melhor início queriam os benfiquistas?

A Naval é que não atribuiu muita importância a essa desvantagem e foi aproveitando o recuo das linhas do Benfica. Mais domínio de jogo, mais tempo de posse de bola, mas verdade se diga semn criar ocasiões de perigo para Moreira. Surpreende, porém, a apatia do Benfica, com vantagem nunca conseguiu criar uma jogada de perigo que fosse até sofrer o empate aos 55′ conseguido por Marcelinho. A Naval atacava conseguiu ouma sequência de cantos e de lançamentos de linha lateral junto da área benfiquista e num deles o desvio de Luisão foi parar aos pés do avançado da Naval, que entrrara no início da segunda parte, que com um desvio ainda que frouxo foez o suficiente para bater Moreira.

Com o empate o jogo modificou-se, o Benfica subiu, Di Maria na esquerda apareceu muito activo, muma jogada individual atirou à barra de Peiser. Noutra jogada Di Maria – Cardozo o avançado encarnado fez passart a bola pelo guarda-redes da Naval mas a bola atravessando a baliza saiu ao lado sdo segundo poste. Numa bola parada – livre inexistente, poque a bola bateu na cara e não na mão do jogador da Naval- Reyes marcou largo para ao seundo poste surgir Miguel Vítor a dar para o outro poste onde Katsouranis cabeceou vitoriosamente.

Então o Benfica não cometeu os mesmos erros continuou a mandar no jogo e acabou por assegurar os três pontos que o colocam ainda na corrida à espera de um desaire portista.

A arbitragem de João Ferreira, querendo usar um estilo de deixar jogar, acabou por ter algumas falhas, mas não houve lances graves.

Liga Sagres, 21.ª jornada

NAVAL-BENFICA
Estádio José Bento Pessoa, na Figueira da Foz
Árbitro: João Ferreira (Setúbal)

Equipas oficiais
NAVAL: Peiser; Carlitos, Paulão, Diego Ângelo e Daniel Cruz; Bruno Lazaroni, Godemèche e Baradji (Dudu 80′); Davide, Simplício (Marcelinho 46′) e Marinho (Bolívia 71′).

Suplentes: Jorge Baptista, Alex Hauw, Fabrício Lopes, Gilmar, Bolívar, Dudu e Marcelinho
Treinador: Ulisses Morais

BENFICA: Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor e David Luiz; Yebda, Katsouranis, Di María (Jorge Ribeiro 89′) e Reyes (Urreta 90+2′); Aimar e Cardozo (Nuno Gomes 80′)

Suplentes: Quim, Sidnei, Jorge Ribeiro, Binya, Balboa, Urreta e Nuno Gomes

Treinador: Quique Flores

Golos: 0-1 Pablo Aimar 3′; 1-1 Marcelinho 55′; 1-2 Katsouranis 74
Disciplina:
55′ – Cartão amarelo para Daniel Cruz, por falta sobre Reyes.

 

Liga Sagres: 21ª Jornada – Grandes ganham deixando na frente tudo na mesma

Filed under: Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 7:38 pm

Resultados da 21ª. Jornada
06 Mar. 20:30 Rio Ave 2-2 Marítimo
07 Mar. 19:00 Sporting 2-0 Paços de Ferreira
07 Mar. 21:00 Leixões 1-4 FC Porto
08 Mar. 16:00 Guimarães 3-1 Belenenses
08 Mar. 16:00 Académica 1-0 Trofense
08 Mar. 18:00 Estrela da Amadora 2-2 Braga
08 Mar. 19:45 Naval 1º. de Maio 1-2 Benfica
09 Mar. 19:45 Vitória de Setúbal Nacional

Comentários: O jogo grande da Jornada com o líder Porto a deslocar-se a Matosinhos consistiu numa demonstração da grande superioridade do Porto que venceu com facilidade, ao contrário do que se previa. A equipa sensação do campeonato ofereceu os dois primeiros golos aos portistas que partiram para uma goleada amenizada perto do fim com um golo de Diogo Valente.

O Sporting venceu com tranquilidade o Paços de Ferreira com um triunfo também a desenhar-se cedo após falhanço de Pedrinha que deu uma jogada em que Liedson isolado viu o remate facilitado pelo guarda-redes Coelho.

O Benfica é que começando a ganhar muito cedo (logo aos 3′ por Aimar) demonstrou uma preguiça inacreditável. Foi recuando, recuando até sofrer o golo do empate. A sorte é que ainda faltava muito tempo. Após o empate veio para a frente dispôs de duas oportunidades uma por Di Maria que atirou à barra e outra por Cardozo e viria a conseguir o golo da vitória por Katsouranis na sequência de um livre marcado por Reyes. O goal-average frente ao Porto é que se vai deteriorando e agora o avanço dos portistas é de oito golos, o que sgnifica que o atraso na classificação sendo na teoria de dois pontos é na prática de três.

A jornada começara na sexta-feira com um empate entre Rio Ave e Marítimo em que o resultado é muito lisonjeiro para a equipa da Madeira, mas que permite, pelo menos à condiçãom tirar o rio Ave de posição de descida. Isto porque o Belenenses foi derrotado em Guimarães que regressou aos triunfos antes de visitar a Luz e o Setúbal só joga amanhã.

Em jogo de aflitos a Académica venceu em casa tangencialmente o Trofense e respira melhor passando para o 10º. lugar na classificação enquanto o Estrela da Amadora com problemas nos salários dá em campo o exemplo aos dirigentes. O Braga teve de suar para conseguir empatar o jogo mas depois de sofrer o 2-2 ainda foi o Estrela que num livre directo, ao cair do pano, atirou a bola ao poste.

Na próxima jornada os três candidatos ao título jogam todos em casa com o Benfica a ter o adversário mais forte – o Guimarães. O Porto recebe a Naval e o Sporting o Rio Ave. Não admira que os grandes voltem todos a ganhar o que nãoi tem sido hábito suceder. Realce ainda para o derby madeirense na Choupana. Pelo meio fica a segunda mão dos Oitavos de Final da Champions.

Classificação
Lugar Clube Pontos Golos
1. FC Porto 45 39-15
2. Benfica 43 36-20
3. Sporting 41 28-14
4. Braga 36 24-14
5. Nacional (*) 35 33-21
5. Leixões 35 24-20
7. Marítimo 33 27-21
8. Vitória de Guimarães 27 22-24
9. Estrela da Amadora 26 18-24
10. Académica 24 18-23
11. Naval 1º. de Maio 23 20-27
12. Paços de Ferreira 19 25-36
13. Trofense 18 17-27
14. Rio Ave 17 15-27
15. Vitória de Setúbal (*) 16 12-29
15. Belenenses 16 19-35

(*) Vitória de Setúbal e Nacional têm um jogo a menos defrontando-se amanhã em casa dos «sadinos»

Próxima Jornada – 22ª.
13 Mar. 20:30 Paço de Ferreira Leixões
14 Mar. 18:45 Benfica Vitória de Guimarães
14 Mar. 21:00 Sporting Rio Ave
15 Mar. 16:00 Trofense Vitória de Setúbal
15 Mar. 16:00 Belenenses Estrela da Amadora
15 Mar. 18:00 Braga Académica
15 Mar. 20:15 Porto Naval 1º. de Maio
16 Mar. 19:45 Nacional Marítimo

 

Liga Sagres: 21ª Jornada – Grandes ganham deixando na frente tudo na mesma

Filed under: Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 7:38 pm

Resultados da 21ª. Jornada
06 Mar. 20:30 Rio Ave 2-2 Marítimo
07 Mar. 19:00 Sporting 2-0 Paços de Ferreira
07 Mar. 21:00 Leixões 1-4 FC Porto
08 Mar. 16:00 Guimarães 3-1 Belenenses
08 Mar. 16:00 Académica 1-0 Trofense
08 Mar. 18:00 Estrela da Amadora 2-2 Braga
08 Mar. 19:45 Naval 1º. de Maio 1-2 Benfica
09 Mar. 19:45 Vitória de Setúbal Nacional

Comentários: O jogo grande da Jornada com o líder Porto a deslocar-se a Matosinhos consistiu numa demonstração da grande superioridade do Porto que venceu com facilidade, ao contrário do que se previa. A equipa sensação do campeonato ofereceu os dois primeiros golos aos portistas que partiram para uma goleada amenizada perto do fim com um golo de Diogo Valente.

O Sporting venceu com tranquilidade o Paços de Ferreira com um triunfo também a desenhar-se cedo após falhanço de Pedrinha que deu uma jogada em que Liedson isolado viu o remate facilitado pelo guarda-redes Coelho.

O Benfica é que começando a ganhar muito cedo (logo aos 3′ por Aimar) demonstrou uma preguiça inacreditável. Foi recuando, recuando até sofrer o golo do empate. A sorte é que ainda faltava muito tempo. Após o empate veio para a frente dispôs de duas oportunidades uma por Di Maria que atirou à barra e outra por Cardozo e viria a conseguir o golo da vitória por Katsouranis na sequência de um livre marcado por Reyes. O goal-average frente ao Porto é que se vai deteriorando e agora o avanço dos portistas é de oito golos, o que sgnifica que o atraso na classificação sendo na teoria de dois pontos é na prática de três.

A jornada começara na sexta-feira com um empate entre Rio Ave e Marítimo em que o resultado é muito lisonjeiro para a equipa da Madeira, mas que permite, pelo menos à condiçãom tirar o rio Ave de posição de descida. Isto porque o Belenenses foi derrotado em Guimarães que regressou aos triunfos antes de visitar a Luz e o Setúbal só joga amanhã.

Em jogo de aflitos a Académica venceu em casa tangencialmente o Trofense e respira melhor passando para o 10º. lugar na classificação enquanto o Estrela da Amadora com problemas nos salários dá em campo o exemplo aos dirigentes. O Braga teve de suar para conseguir empatar o jogo mas depois de sofrer o 2-2 ainda foi o Estrela que num livre directo, ao cair do pano, atirou a bola ao poste.

Na próxima jornada os três candidatos ao título jogam todos em casa com o Benfica a ter o adversário mais forte – o Guimarães. O Porto recebe a Naval e o Sporting o Rio Ave. Não admira que os grandes voltem todos a ganhar o que nãoi tem sido hábito suceder. Realce ainda para o derby madeirense na Choupana. Pelo meio fica a segunda mão dos Oitavos de Final da Champions.

Classificação
Lugar Clube Pontos Golos
1. FC Porto 45 39-15
2. Benfica 43 36-20
3. Sporting 41 28-14
4. Braga 36 24-14
5. Nacional (*) 35 33-21
5. Leixões 35 24-20
7. Marítimo 33 27-21
8. Vitória de Guimarães 27 22-24
9. Estrela da Amadora 26 18-24
10. Académica 24 18-23
11. Naval 1º. de Maio 23 20-27
12. Paços de Ferreira 19 25-36
13. Trofense 18 17-27
14. Rio Ave 17 15-27
15. Vitória de Setúbal (*) 16 12-29
15. Belenenses 16 19-35

(*) Vitória de Setúbal e Nacional têm um jogo a menos defrontando-se amanhã em casa dos «sadinos»

Próxima Jornada – 22ª.
13 Mar. 20:30 Paço de Ferreira Leixões
14 Mar. 18:45 Benfica Vitória de Guimarães
14 Mar. 21:00 Sporting Rio Ave
15 Mar. 16:00 Trofense Vitória de Setúbal
15 Mar. 16:00 Belenenses Estrela da Amadora
15 Mar. 18:00 Braga Académica
15 Mar. 20:15 Porto Naval 1º. de Maio
16 Mar. 19:45 Nacional Marítimo

 

ADEUS – João de Deus, na passagem do 179º aniversário

Filed under: João de Deus,poesia — looking4good @ 3:13 am

A ti que em astros desenhei nos céus,
A ti que em nuvens desenhei nos ares,
A ti que em ondas desenhei nos mares,
A ti, bom anjo, o derradeiro adeus!

Parto! Se um dia (que é possivel flôr!)
Vires ao longe negrejar um vulto,
Sou eu que aos olhos d'esta gente oculto
O nosso imenso desgraçado amor.

Talvez as feras ao ouvir meus ais,
As brutas selvas, as montanhas brutas,
Côncavas rochas, solitárias grutas,
Mais se condoam, se comovam mais!

E lá daquelas solidões se aqui
Chegar gemido que uma pedra estale,
Que um cedro vibre, que um carvalho abale,
Sou eu que o solto por amor de ti...

De ti, que em folha que varrer o ar,
Em rama, em sombra que bandeie a aragem,
De fito sempre nessa cara imagem
Verei, sorrindo, sentirei passar!

De ti que em astros desenhei nos céus!
De ti que em nuvens desenhei nos ares!
De ti que em ondas desenhei nos mares,
E a quem envio o derradeiro adeus!

in 366 poemas que falam de amor, uma antologia organizada por Vasco da Graça Moura, Quetzal Editores

João de Deus de Nogueira Ramos (João de Deus), nascido em 8 de Março de 1830 em São Bartolomeu de Messines (Silves) e falecido em Lisboa em 11 de Janeiro de 1896.

Ler do mesmo autor:
De Dia a Estrela de Alva Empalidece
A Cigarra e a Formiga
A vida
Agora

 

ADEUS – João de Deus, na passagem do 179º aniversário

Filed under: João de Deus,poesia — looking4good @ 3:13 am

A ti que em astros desenhei nos céus,
A ti que em nuvens desenhei nos ares,
A ti que em ondas desenhei nos mares,
A ti, bom anjo, o derradeiro adeus!

Parto! Se um dia (que é possivel flôr!)
Vires ao longe negrejar um vulto,
Sou eu que aos olhos d'esta gente oculto
O nosso imenso desgraçado amor.

Talvez as feras ao ouvir meus ais,
As brutas selvas, as montanhas brutas,
Côncavas rochas, solitárias grutas,
Mais se condoam, se comovam mais!

E lá daquelas solidões se aqui
Chegar gemido que uma pedra estale,
Que um cedro vibre, que um carvalho abale,
Sou eu que o solto por amor de ti...

De ti, que em folha que varrer o ar,
Em rama, em sombra que bandeie a aragem,
De fito sempre nessa cara imagem
Verei, sorrindo, sentirei passar!

De ti que em astros desenhei nos céus!
De ti que em nuvens desenhei nos ares!
De ti que em ondas desenhei nos mares,
E a quem envio o derradeiro adeus!

in 366 poemas que falam de amor, uma antologia organizada por Vasco da Graça Moura, Quetzal Editores

João de Deus de Nogueira Ramos (João de Deus), nascido em 8 de Março de 1830 em São Bartolomeu de Messines (Silves) e falecido em Lisboa em 11 de Janeiro de 1896.

Ler do mesmo autor:
De Dia a Estrela de Alva Empalidece
A Cigarra e a Formiga
A vida
Agora

 

A Mulher Inspiradora – Rabindranath Tagore (no Dia Internacional da Mulher)

Filed under: Dia Internacional da Mulher,poesia,Rabindranath Tagore — looking4good @ 2:00 am
Logo from here

Mulher, não és só obra de Deus;
os homens vão-te criando eternamente
com a formosura dos seus corações,
e os seus anseios
vestiram de glória a tua juventude.

Por ti o poeta vai tecendo
a sua imaginária tela de oiro:
o pintor dá às tuas formas,
dia após dia,
nova imortalidade.

Para te adornar, para te vestir,
para tornar-te mais preciosa,
o mar traz as suas pérolas,
a terra o seu oiro,
sua flor os jardins do Verão.

Mulher, és meio mulher,
meio sonho.

Rabindranath Tagore (tradução de Manuel Simões)