Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Liga Sagres: Resultados, comentários e classificação à 19ª. Jornada Fevereiro 22, 2009

Filed under: Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 6:22 pm

Resultados da 19ª. Jornada
20 Fev. 21:00 Paços de Ferreira 0-2 FC Porto
21 Fev. 18:00 Rio Ave 1-0 Vitória de Setúbal
21 Fev. 20:00 Sporting 3-2 Benfica
22 Fev. 16:00 Académica 3-1 Marítimo
22 Fev. 16:00 Estrela da Amadora 1-0 Nacional
22 Fev. 18:00 Naval 1º. de Maio 1-2 Braga
22 Fev. 20:15 Vitória de Guimarães 0-1 Trofense
23 Fev. 19:45 Leixões Belenenses

Comentários: Num campeonato em que o equilíbrio tem sido a nota dominante o Porto avançou no comando para 4 pontos de avanço ao vencer em Paços de Ferreira (com mais decisões da arbitragem polémicas sempre decididas a favor dos portistas) e ficar a ver a luz verde de Alvalade num jogo em que houve Sporting demais para um Benfica a menos, frustrando os benfiquistas depois da performance convincente do Estádio do Dragão e dando esperança aos sportinguistas pelo menos até ao próximo jogo precisamente na cidade do Porto frente aos líderes. Este jogo fez brilhar Liedson (sempre o faz contra o Benfica) e pôs a nu as falhas de casting da equipa de Quique. Para além da questão do lateral esquerdo (que saudades de Léo!) , este sistema tactico, sempre de espera sem tomar a iniciativa, para o campeonato português não lembra ao diabo!

Em jogo de aflitos o factor casa decidiu a favor do Rio Ave que afundou o Setúbal com um golo tangencial que valeu três pontos.

A Académica, que tem tido fraca performance ofensiva, surpreendeu ao marcar três golos num só jogo e despachar o Marítimo para a Madeira com mais uma derrota fora. Três pontos importantes para a equipa de Coimbra derrotada que foi em Setúbal no último jogo da jornada anterior.

Nota de destaque vai também para o Estrela da Amadora. A equipa que continua com dificuldades extremas em termos de recebimento dos salários conseguiu derrrotar o sensacional Nacional com um golo que vale ouro e tanto mais de destacar quanto para a Taça de Portugal a equipa da Amadora conseguiu passaporte para as meis-finais ao ter ido a Guimarães afastar a equipa local a meio da semana.

O Guimarães é que vai de mal a pior e depois da eliminação da Taça foi derrotado em casa pelo Trofense. Cajuda vê a sua vida andar para trás e não admirará que nos próximos dias tenhamos novidades quanto a mudança no comando técnico vimaranense. Entretanto o Braga já em tempo de compensações conseguiu por João Pereira marcar o golo vitorioso em Figueira da Foz e vencer por 2-1 depois de se ter adiantado no marcador e ver-se empatado a cerca de dez minutos do fim.

A jornada completa-se amanhã com o jogo Leixões-Belenenses com a equipa de Matosinhos em cado de vitória a poder igualar Benfica e Sporting no segundo lugar.

Para a semana o Benfica corre o risco de tragédia ao receber o Leixões e o Sporting vai a casa do líder para confirmar a reentrada na discussão do titulo (se ganhar) ou ficar definitivamente afastada dele (se perder). A meio da semana temos jogos da Liga dos Campeões!

Classificação
Lugar Clube Pontos Golos
1. FC Porto 41 35-14
2. Benfica 37 32-18
2. Sporting 37 26-14
4. Leixões 34 20-12
5. Braga 32 21-12
5. Nacional 32 30-20
7. Marítimo 29 21-19
8. Vit. de Guimarães 24 19-22
8. Estrela da Amadora 24 15-21
10. Académica 21 16-20
11. Naval 1º. de Maio 20 17-24
12. Trofense 17 16-25
13. Rio Ave 16 13-23
13. Paços de Ferreira 16 23-34
13. Vitória de Setúbal 16 11-24
16. Belenenses (*) 15 15-28

(*) Leixões e Belenenses têm um jogo a menos defrontando-se amanhã no Estádio do Mar

Próxima Jornada – 20ª.
27 Fev. 21:00 Benfica Leixões
28 Fev. 16:00 Paços de Ferreira Rio Ave
28 Fev. 17:30 Nacional Académica
28 Fev. 20:30 FC Porto Sporting
01 Mar. 16:00 Trofense Estrela da Amadora
01 Mar. 16:00 Belenenses Naval 1º. de Maio
01 Mar. 20:00 Marítimo Vitória de Setúbal
02 Mar. 19:45 Braga Guimarães

 

Se ao menos soubesses tudo o que eu não disse – Joaquim Pessoa (no dia do 61º aniversário)

Filed under: Joaquim Pessoa,poesia — looking4good @ 4:00 am
Despedida Despedida imagem daqui

Se ao menos soubesses tudo o que eu não disse
ou se ao menos me desses as mãos como quem beija
e não partisses, assim, empurrando o vento
com o coração aflito, sufocado de segredos;
se ao menos percebesses que eram nossos
todos os bancos de todos os jardins;
se ao menos guardasses nos teus gestos essa bandeira de lirismo
que ambos empunhamos na cidade clandestina
Quando as manhas cheiravam a óleo e a flores
e o inverno espreitava ainda nas esquinas como uma criança tremendo;
se ao menos tivesses levado as minhas mãos para tocar os teus dedos
para guardar o teu corpo;
se ao menos tivesses quebrado o riso frio dos espelhos
onde o teu rosto se esconde no meu rosto
e a minha boca lembra a tua despedida,
talvez que, hoje, meu amor, eu pudesse esquecer
essa cor perdida nos teus olhos.

Joaquim Pessoa (nasceu no Barreiro em 22 de Fevereiro de 1948)

 

À Tarde – Manuel Laranjeira

Filed under: Manuel Laranjeira,poesia — looking4good @ 3:38 am
Ao Entardecer Entardecer imagem daqui

A tarde lenta cai. E cai também
Uma melancolia venenosa,
Meu Deus! que se não sabe de onde vem…

E vem como uma sombra vagarosa
Que chovesse dum céu crepuscular…
Vem subindo da terra dolorosa
Como um grande dilúvio de pesar,
Como um olhar de dor silenciosa
Que tentasse subir para as estrelas
E ficasse disperso pelo ar…

E vem do fundo de alma… Perscrutasse
A gente o coração pr’a sentir bem
Que é lá no fundo de alma que a dor nasce
E é de lá sobretudo que ela vem…

De lá! De lá do fundo! Bem do fundo
De nós mesmos… E, lenta, vem subindo
Aos olhos que a reflectem, reflectindo
Na nossa dor a dor de todo o mundo!

Dolorosamente
A tarde exausta morre de cansaço
E parece que sofre a natureza…
Anda uma luz de cinza pelo espaço
E lentamente
Envolve as coisas todas de tristeza…

E a tarde cai nos olhos e entristece-os…
E toda a melancolia,
De lá do fundo de alma aonde está,
Vem-nos subindo aos olhos e escurece-os…

Os olhos escurecem e dir-se-ia
Que é de lá
Que a tristeza das coisas irradia…

A tristeza das coisas… Afinal,
Ó tristeza das coisas, tu existes
Dentro de nós, em nossas almas tristes
Como um eco da dor universal!

Ó silêncio das coisas, é ouvindo
O próprio coração que te escutamos!
E as lágrimas das coisas vão caindo
… E somos nós que as choramos!

Sim, nós!… Quem sofre e chora, somos nós!
Um choro de cobardes e vencidos,
Nessa hora de sombra em que, transidos,
Olhamos em redor… e estamos sós!

Sós! Todos sós! Ó almas solitárias,
Vede a tristeza da tarde!
É vendo-a que a noss’alma desolada
Se sente mais sòzinha, abandonada,
E o nosso coração é mais cobarde…

É vendo a claridade agonizar,
Como um olhar voluptuoso e triste,
Que sentimos subir-nos surdamente
Aos olhos o desejo de chorar
Baixinho, docemente,
Sobre o peito de alguém… que não existe!

E, quando sobre o mar
Cai a noite do céu pesadamente,
A gente, sem querer… põe-se a chorar!

MANUEL Fernandes LARANJEIRA (nasceu na Vila da Feira (Douro Litoral) a 17 de Agosto de 1877 e suicidou-se em Espinho a 22 de Fevereiro de 1912).

Ler do mesmo autor: A Tristeza de Viver; Vendo a Morte

 

On This Day in History – Feb. 22

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 12:06 am