Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

DESTINO – Almeida Garrett Dezembro 9, 2008

Filed under: Almeida Garrett,efemerides — looking4good @ 1:12 am

Quem disse à estrela o caminho
Que ela há-de seguir no céu?
A fabricar o seu ninho
Como é que a ave aprendeu?
Quem diz à planta – «Floresce!» -
E ao mudo verme que tece
Sua mortalha de seda
Os fios quem lhos enreda?

Ensinou alguém à abelha
Que no prado anda a zumbir
Se à flor branca ou à vermelha
O seu mel há-de ir pedir?

Que eras tu meu ser, querida,
Teus olhos a minha vida,
Teu amor todo o meu bem…
Ai! não mo disse ninguém.
Como a abelha corre ao prado,
Como no céu gira a estrela,
Como a todo o ente o seu fado
Por instinto se revela,
Eu no teu seio divino
Vim cumprir o meu destino…
Vim, que em ti só sei viver,
Só por ti posso morrer.

João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett (n. no Porto a 4 de Fev. 1799; m. em Lisboa a 9 Dez. 1854)

Rosa sem Espinhos

Seus Olhos
Não te Amo

 

On this day in History – Dec. 09

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 1:06 am
 

Liga Sagres: Grandes ganham, Leixões perde e Benfica ascende à liderança Dezembro 8, 2008

Filed under: Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 9:50 pm


Resultados da 11ª. Jornada
05 Dez. 20:30 Estrela da Amadora 1-3 Sporting
06 Dez. 18:00 Nacional 4-2 Belenenses
06 Dez. 18:30 Académica 2-1 Paços de Ferreira
06 Dez. 20:30 Vitória de Setúbal 0-3 FC Porto
07 Dez. 16:00 Rio Ave 2-0 Naval 1º. de Maio
07 Dez. 19:15 Marítimo 0-6 Benfica
08 Dez. 17:30 Vitória de Guimarães 1-0 Leixões
08 Dez. 19:45 Trofense 0-0 Braga

Comentários da Jornada:

Nesta jornada aconteceu o que raramente tem acontecido nesta época os três grandes jogando fora ganharam todos. As dificuldades quse se esperavam não foram confirmadas e o Sporting, que até chegou a estar a perder, mas por poucos minutos, venceu por 3-1 na Reboleira frente ao Estrela das Amado; o Porto que ao intervalo ainda empatava frente ao Setúbal venceu por 3-0 e o Benfica cedo resolveu o jogo na Madeira (aos 17′ penalty a favor dos encarnados e expulsão do guarda-redes), obtendo o resultado mais desnivelado do campeonato 6-0, através de uma máquina goleadora que já é, que não de domínio e controlo de jogo, que não sabe fazer!

O sensacional Leixões é que sofreu a segunda derrota (primeira fora) com o Vitória de Guimarães a marcar o golo do triunfo a poucos minutos do fim por Fajardo. Um resultado que os homens de Matosinhos lamentam até porque Nilsson fez uma defesa extraordinária a remate de Wesley e Zé Manuel e atirou ao ferro da baliza de Nilsson dois lances já na segunda parte do jogo.

Por via disso o Benfica ascendeu à liderança o que não acontecia há três anos e meio. No outro lado da tabela classificativa situa-se agora o Belenenses, derrotado na Madeira com o Nacional por 4-2, mas com prejuízos evidentes perante uma péssima arbitragem de Rui Costa, árbitro que já demonstrou ter pouco jeito para estas coisas do apito. A equipa do Nacional trocou de posição com o Marítimo e ocupa o 5º. lugar da classificação. O Rio Ave aproveitou o factor casa para coleccionar o segundo triunfo no campeonato, este perante a Naval, por 2-0, com um golo em cada parte (Semedo e Livramento foram os marcadores) dando maior margem ao treinador João Eusébio…

Triunfo tangencial e conseguido bem perto do final do jogo foi o que a Académica obteve frente ao Paços de Ferreira mas que possibilitou um bom salto na classificação.

Trofense e Braga fecharam a jornada há poucos minutos com nulo. Braga dominou mais na primeira parte o Trofense respondeu bem na segunda e desperdiçou até um penalty que Eduardo defendeu a remate de Valdomiro. Destaque para a equipa de Braga que tem a melhor defesa do Campeonato com apenas 5 golos sofridos.

Na próxima jornada que se disputa apenas no fim de semana de 21 de Dezembro, o Benfica recebe o Nacional e o Porto joga em casa com o Marítimo. O Sporting recebe a Académica e o Leixões joga em Matosinhos com o Estrela da Amadora. Antes disso o Porto vai à Amadora colocar o campeonato em dia, enquanto no próximo fim de semana se disputa uma eliminatória da Taça de Portugal com o Benfica a ir a Matosinhos defrontar o Leixões.

Lugar Clube Pontos Golos
1. Benfica 25 24-10
2. Leixões 23 16-11
3. Sporting 22 14-7
4. FC Porto (*) 20 16-7
4. Nacional 20 17-12
6. Braga 17 11-5
6. Marítimo 17 13-11
8. Vitória de Guimarães 13 8-11
9. Naval 1º. de Maio 12 11-13
9. Académica 12 7-11
11. Vitória de Setúbal 11 7-13
11. Est. da Amadora (*) 11 6-13
13. Rio Ave 10 8-11
14. Paços de Ferreira 9 12-18
15. Trofense 8 8-15
16. Belenenses 7 8-18


Próxima Jornada 12ª.
05 Dez. 20:30 Braga - Rio Ave
06 Dez. 18:00 Belenenses - Trofense
06 Dez. 18:30 Benfica - Nacional
06 Dez. 20:30 FC Porto - Marítimo
07 Dez. 16:00 Paços de Ferreira - Vitória de Setúbal
07 Dez. 19:15 Sporting - Académica
08 Dez. 17:30 Leixões - Estrela da Amadora
08 Dez. 19:45 Naval 1º. de Maio - Vitória de Guimarães

 

Horas Rubras – Florbela Espanca (na passagem do 114º aniversário de nascimento e 78º do desaparecimento da poetisa)

Filed under: efemerides,Florbela Espanca,poesia — looking4good @ 2:53 am
Beijo imagem daqui

Horas profundas, lentas e caladas,
Feitas de beijos sensuais e ardentes,
De noites de volúpia, noites quentes
Onde há risos de virgens desmaiadas…

Oiço as olaias rindo desgrenhadas…
Tombam astros em fogo, astros dementes,
E do luar os beijos languescentes
São pedaços de prata pelas estradas…

Os meus lábios são brancos como lagos…
Os meus braços são leves como afagos.
Vestiu-os o luar de sedas puras…

Sou chama e neve branca e misteriosa…
E sou, talvez na noite voluptuosa,
Ó meu Poeta, o beijo que procuras!

Florbela Espanca (n. Vila Viçosa, 8 Dec. 1894; m. Matosinhos 8 Dec 1930)

Ler neste blog da mesma autora:
Tarde de Mais
Ser poeta é
Amar!
Se tu viesses ver-me hoje à tardinha
Cantigas leva-as o vento

Nothingandall associa-se à iniciativa do Interlúdio, relembrando Florbela

 

On this day in History – Dec. 08

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 12:13 am
 

Benfica goleador na Madeira ascende ao primeiro lugar (esperando pelo jogo do Leixões amanhã) Dezembro 7, 2008

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Maritimo — looking4good @ 9:34 pm
Marítimo

0 – 6

Benfica

Início avassalador reduziu Marítimo a dez e depois foi fácil…

O Benfica com Moreira em vez de Quim na baliza jogava uma partida muito importante para as suas aspirações, depois de já ter assistido ao triunfo do Sporting (frente ao Estrela da Amadora) e do Porto (em Setúbal).
O Benfica entrou bem no jogo, dispôs aos 6′ de uma grande oportunidade por Suazo que inclusivé passou Marcos e atirou para a baliza mas com Van der Linden em recuperação a tocar na bola evitando o 0-1. Pouco depois Ruben Amorim rematou à entrada da área para grande defesa de Marcos para canto. Aos 16′ livre marcado rápido, Suazo isola-se chega primeiro à bola e Marcos que saíra da baliza derrubou o avançado hondurenho do Benfica: penalty e expulsão do guarda-redes da equipa local, saindo Manú para a entrada do guarda-redes suplente. Reyes marcou o penalty com a bola ainda a bater no poste mas a saltar para o fundo da baliza.

O Marítimo ainda respondeu com Marcinho em jogada individual a ter oportunidade de empatar (32′) mas o remate rasteiro e na diagonal saiu ao lado. Nos últimos minutos da primeira parte o Benfica voltou à carga atacante e já depois de uma excelente jogada de Ruben Amorim perto da linha de fundo do lado esquerdo do ataque encarnado ter sido solucionada por defesa de Brunio Grassi, na sequência de um canto do mesmo lado, Katsouranis desviou para Suazo ao segundo poste marcar de cabeça. Com 2-0 ao intervalo e com os funchalenses em inferioridade numérica o jogo estaria decidido.

O início da segunda parte foi fraco com os jogadores a entrarem em quesílias escusadas. Num pontapé de canto da esquerda, Luisão apareceu a finalizar no miolo da área com o pé e aí o jogo seguiu a tendência da goleada. A capacidade de resistência do Marítimo terminou e na tentativa de marcar o golo de honra acabou por descurar as linhas defensivas, aproveitando os encarnados para jogadas de contra-ataque. Uma jogada com passe de Nuno Gomes para Suazo para a meia direita foi desenvolvida por este de forma inapelável terminando com um belíssimo golo do avançado emprestado pelo Inter à equipa encarnada.

As substituições encarnadas deram uma ambição maior à equipa em termos de golos e face ao KO total do Marítimo o Benfica ainda aumentou a goleada com um «bis» de Nuno Gomes: o primeiro após uma jogada na área com Katsouranis a ir à linha final dar para Balboa assistir Nuno Gomes, o sexto com David Luís a integrar-se no ataque pelo lado esquerdo a desenvolver a jogada individualmente até à linha de fundo e a fazer a assistência que foi 3/4 de golo.

Um triunfo muito facilitado pela inferioridade numérica do Marítimo mas que consagra o Benfica como a equipa mais goleadora do campeonato.

Soares Dias mostrou amarelos a mais mas no lance do minuto 17′ analisou bem a situação.

Ficha do jogo:
Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

Marítimo – Marcos; João Guilherme, Fernando Cardozo e Van der Linden; Paulo Jorge, Bruno (João Luiz, 65 m), Olberdam e Miguelito; Marcinho; Manu (Bruno Grassi, 19 m) e Djalma (Babá, 58 m).

Suplentes não utilizados: Briguel, Luis Olim, Vítor Júnior e Bruno Fogaça.

Benfica – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Katsouranis e Binya (Yebda, 58 m); Ruben Amorim (Balboa, 67 m), Aimar e Reyes; David Suazo.

Suplentes não utilizados: Moretto, Miguel Vítor, Urreta e Cardozo.

Golos: 0-1 por Reyes (20 m, g.p.); 0-2 por Suazo (42 m); 0-3 por Luisão (65 m); 0-4 por Suazo (85 m); 0-5 por Nuno Gomes (86 m); 0-6 por Nuno Gomes (90+2 m).

Disciplina: cartão amarelo a Luisão (35 m), Ruben Amorim (43 m), Binya (45+4 m), Reyes (49 m), Fernando Cardozo (50 m), David Luiz (55 m), Katsouranis (60 m) e Moreira (75 m); cartão vermelho a Marcos (16 m).

 

Benfica goleador na Madeira ascende ao primeiro lugar (esperando pelo jogo do Leixões amanhã)

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres,Maritimo — looking4good @ 9:34 pm
Marítimo

0 – 6

Benfica

Início avassalador reduziu Marítimo a dez e depois foi fácil…

O Benfica com Moreira em vez de Quim na baliza jogava uma partida muito importante para as suas aspirações, depois de já ter assistido ao triunfo do Sporting (frente ao Estrela da Amadora) e do Porto (em Setúbal).
O Benfica entrou bem no jogo, dispôs aos 6′ de uma grande oportunidade por Suazo que inclusivé passou Marcos e atirou para a baliza mas com Van der Linden em recuperação a tocar na bola evitando o 0-1. Pouco depois Ruben Amorim rematou à entrada da área para grande defesa de Marcos para canto. Aos 16′ livre marcado rápido, Suazo isola-se chega primeiro à bola e Marcos que saíra da baliza derrubou o avançado hondurenho do Benfica: penalty e expulsão do guarda-redes da equipa local, saindo Manú para a entrada do guarda-redes suplente. Reyes marcou o penalty com a bola ainda a bater no poste mas a saltar para o fundo da baliza.

O Marítimo ainda respondeu com Marcinho em jogada individual a ter oportunidade de empatar (32′) mas o remate rasteiro e na diagonal saiu ao lado. Nos últimos minutos da primeira parte o Benfica voltou à carga atacante e já depois de uma excelente jogada de Ruben Amorim perto da linha de fundo do lado esquerdo do ataque encarnado ter sido solucionada por defesa de Brunio Grassi, na sequência de um canto do mesmo lado, Katsouranis desviou para Suazo ao segundo poste marcar de cabeça. Com 2-0 ao intervalo e com os funchalenses em inferioridade numérica o jogo estaria decidido.

O início da segunda parte foi fraco com os jogadores a entrarem em quesílias escusadas. Num pontapé de canto da esquerda, Luisão apareceu a finalizar no miolo da área com o pé e aí o jogo seguiu a tendência da goleada. A capacidade de resistência do Marítimo terminou e na tentativa de marcar o golo de honra acabou por descurar as linhas defensivas, aproveitando os encarnados para jogadas de contra-ataque. Uma jogada com passe de Nuno Gomes para Suazo para a meia direita foi desenvolvida por este de forma inapelável terminando com um belíssimo golo do avançado emprestado pelo Inter à equipa encarnada.

As substituições encarnadas deram uma ambição maior à equipa em termos de golos e face ao KO total do Marítimo o Benfica ainda aumentou a goleada com um «bis» de Nuno Gomes: o primeiro após uma jogada na área com Katsouranis a ir à linha final dar para Balboa assistir Nuno Gomes, o sexto com David Luís a integrar-se no ataque pelo lado esquerdo a desenvolver a jogada individualmente até à linha de fundo e a fazer a assistência que foi 3/4 de golo.

Um triunfo muito facilitado pela inferioridade numérica do Marítimo mas que consagra o Benfica como a equipa mais goleadora do campeonato.

Soares Dias mostrou amarelos a mais mas no lance do minuto 17′ analisou bem a situação.

Ficha do jogo:
Estádio dos Barreiros, no Funchal

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto)

Marítimo – Marcos; João Guilherme, Fernando Cardozo e Van der Linden; Paulo Jorge, Bruno (João Luiz, 65 m), Olberdam e Miguelito; Marcinho; Manu (Bruno Grassi, 19 m) e Djalma (Babá, 58 m).

Suplentes não utilizados: Briguel, Luis Olim, Vítor Júnior e Bruno Fogaça.

Benfica – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Katsouranis e Binya (Yebda, 58 m); Ruben Amorim (Balboa, 67 m), Aimar e Reyes; David Suazo.

Suplentes não utilizados: Moretto, Miguel Vítor, Urreta e Cardozo.

Golos: 0-1 por Reyes (20 m, g.p.); 0-2 por Suazo (42 m); 0-3 por Luisão (65 m); 0-4 por Suazo (85 m); 0-5 por Nuno Gomes (86 m); 0-6 por Nuno Gomes (90+2 m).

Disciplina: cartão amarelo a Luisão (35 m), Ruben Amorim (43 m), Binya (45+4 m), Reyes (49 m), Fernando Cardozo (50 m), David Luiz (55 m), Katsouranis (60 m) e Moreira (75 m); cartão vermelho a Marcos (16 m).

 

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.