Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Porto marca três na segunda parte e ganha em Setúbal Dezembro 6, 2008

Filed under: FC Porto,Futebol,Liga Sagres,Vitoria de Setubal — looking4good @ 10:29 pm

V. de Setúbal

0-3

FC Porto

Depois do primeiro golo foi tudo fácil…

O Setúbal apresentou Hugo em vez de Sandro (expulso na Luz) enquanto o Porto apresentou a sua equipa que ultimamente tem sido titular com Fucile a lateral esquerdo pelo 3º. jogo consecutivo.

O jogo foi bastante equilibrado com um Setúbal muito pressionante e Matheus bastante bem na passagem rápida para o ataque. O Porto dispôs de uma única oportunidade para marcar durante primeira parte num cruzamento da esquerda que Lisandro ao segundo poste falhou a conclusão.

Esperavam-se dificuldades para o Porto e elas permaneceram até ao minuto 66′ quando de um pontapé de canto da esquerda apontado por Lucho, Bruno Alves de cabeça fez a bola entrar na baliza de Pedro Alves. A partir daqui o jogo foi totalmente diferente. Janício perde a bola para Hulk que se isola, o guarda-redes sadino não saíu e Hulk deu a Guarín o segundo golo.

Surgiu ainda o terceiro por Lucho a finalizar uma bola recuperada na linha final por Mariano que a colocou no centro da área para o médio argentino finalizar…

Aos 88′ Carrijo ainda atirou ao poste num lance que poderia ter dado uma feição mais consentânea ao resultado do jogo.

Um triunfo claro dos portistas, que souberam aproveitar os erros alheios e que se assumem no panorama nacional como o mais forte candidato ao título pela maior coesão que apresenta.

A arbitragem de Jorge Sousa prejudicou os sadinos ainda que não tenha havido lances de gravidade: aos 2′ um canto foi convertido em pontapé de baliza para o Porto, aos 8 uma falta sobre Matheus clara quando fazia uma transição ofensiva, não foi marcada; um fora de jogo mal tirado já quando o resultado estava 0-2, enfim…

Liga Sagres, 11.ª jornada
Estádio do Bonfim, em Setúbal
Árbitro: Jorge Sousa (Porto)

V. SETÚBAL: Pedro Alves, Janício, Anderson, Robson, Cissokho, Hugo (Elias 69′), Ricardo Chaves, Leandro Lima, Mateus, Bruno Gama (Leandro Branco 57′) e Laionel (Carrijo 69′) .

Suplentes: Bruno Vale, Elias, Bruno Ribeiro, Auri, Leandro Branco, Regula e Carrijo.

Treinador: Daúto Faquirá

FC PORTO: Helton, Fucile, Rolando, Bruno Alves, Lino, Fernando, Tomás Costa (Guarín 57′), Lucho, Rodríguez (Mariano 78′), Hulk (Tarik 82′) e Lisandro.

Suplentes: Nuno, Pedro Emanuel, Benítez, Bolatti, Guarin, Mariano, Tarik e Farías.
Treinador: Jesualdo Ferreira

Golos: Bruno Alves 66′, Guarín 68′; Lucho Gonzalez 80′

Disciplina: 6′ – Cartão amarelo para Tomás Costa por falta sobre Ricardo Chaves, a travar o contra-ataque do V. Setúbal.
31′ – Cartão amarelo para Laionel por falta sobre Rodríguez.
71′ – Cartão amarelo a Anderson por falta dura sobre Hulk.
87′ – Cartão amarelo para Fucile por falta dura sobre Cissokho.

 

Visita Infalível – Félix Pacheco (no aniversário da morte do poeta)

Filed under: Félix Pacheco,poesia — looking4good @ 8:05 pm

Ouço-lhe o surdo passo e lhe pressinto o vulto
Na meia sombra ambiente. Invisível se esgueira
De manso, a foice às mãos, calada, sorrateira,
E já pronta a oficiar na lágrima o seu culto…

Nunca avisa a quem busca e chega sem tumulto,
E passeia indecisa e incerta, a casa inteira,
Parando em cada quarto, a espreitar, agoireira…
É cedo! Exclama. E ri com o seu riso oculto…

E vai-se… E torna a vir… Parte outra vez… Regressa…
Espera um pouco e volta… E repete, freqüente,
Mas sempre silenciosa, a obrigação sem pressa…

Ninguém suspeita nada, ou receia da sorte…
Desfila e corre o tempo indiferentemente…
Mas um dia, ai de nós! Entra a visita, é a morte!

José Félix Alves Pacheco (n. em Teresina a 2 Ago. 1879; m. no Rio de Janeiro a 6 Dez. 1935)

Ler do mesmo autor Estranhas Lágrimas

 

Visita Infalível – Félix Pacheco (no aniversário da morte do poeta)

Filed under: Félix Pacheco,poesia — looking4good @ 8:05 pm

Ouço-lhe o surdo passo e lhe pressinto o vulto
Na meia sombra ambiente. Invisível se esgueira
De manso, a foice às mãos, calada, sorrateira,
E já pronta a oficiar na lágrima o seu culto…

Nunca avisa a quem busca e chega sem tumulto,
E passeia indecisa e incerta, a casa inteira,
Parando em cada quarto, a espreitar, agoireira…
É cedo! Exclama. E ri com o seu riso oculto…

E vai-se… E torna a vir… Parte outra vez… Regressa…
Espera um pouco e volta… E repete, freqüente,
Mas sempre silenciosa, a obrigação sem pressa…

Ninguém suspeita nada, ou receia da sorte…
Desfila e corre o tempo indiferentemente…
Mas um dia, ai de nós! Entra a visita, é a morte!

José Félix Alves Pacheco (n. em Teresina a 2 Ago. 1879; m. no Rio de Janeiro a 6 Dez. 1935)

Ler do mesmo autor Estranhas Lágrimas

 

Pastoreio – Joanyr de Oliveira

Filed under: Joanyr de Oliveira,poesia — looking4good @ 7:55 pm
Pastor, pintura de Dórdio Gomes

Fui pastor de destinos
soltos nas ventanias.

Fui pastor de sonhos,
de abismos e insônias.

Hoje pastoreio as horas,
colho o mel das palavras.

Pastoreio metáforas
na inocência do branco.

Pastoreio murmúrios
diluídos nos ermos

Pastoreio estribilhos
na memória e nas veias

Ovelhas não navegam
as águas de meus olhos.

Ovelhas não ruminam
o itinerário de meu verbo.

Ovelhas não buliram
a sofreguidão de meu rosto.

Hoje sem dardos e cajado
pastoreio a mim mesmo…

JOANYR DE OLIVEIRA (nasceu em Aimorés, Minas Gerais, em 6.12.33)

 

On this day in History – Dec. 06

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 1:03 am