Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Liga Sagres – 11ª. Jornada: Leixões mesmo empatando mantém o primeiro lugar Dezembro 1, 2008

Filed under: Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 11:02 pm

Resultados da 10ª. Jornada
28 Nov. 20:30 Leixões 1-1 Naval 1º. de Maio
29 Nov. 18:45 Belenenses 0-2 Marítimo
30 Nov. 16:00 Trofense 2-0 Rio Ave
30 Nov. 16:00 Paços de Ferreira 1-0 Estrela da Amadora
30 Nov. 18:00 Braga 1-0 Nacional
30 Nov. 20:15 Sporting 2-0 Vitória de Guimarães
01 Dez. 18:15 FC Porto 2-1 Académica
01 Dez. 20:30 Benfica 2-2 Vitória de Setúbal

Comentários da Jornada: O sensacional Leixões começou a jornada em dia do 101º. aniversário. A prenda não foi tão doce quanto se supunha porque a Naval 1º. de Maio chegou ao empate nos últimos minutos com um golo de Simplício, respondendo assim ao golo de Zé Manuel.

O Marítimo é que vem-se confirmando como uma das boas equipas deste campeonato e foi complicar a vida de Jaime Pacheco e do Belenenses, relegando esta equipa para uma posição que corresponde a descida de divisão. Foi, aliás, a única vitória forasteira a ganhar numa jornada com tendência de resultados favoráveis para as equipas da casa.

Por isso, no domingo tivemos quatro jogos e quatro vitórias caseiras e inda por cima sem qualquer golo dos visitantes. O Trofense obteve a segunda vitória na prova, primeiro triunfo caseiro, frente ao Rio Ave e logo por dois golos de diferença. Já o Braga triunfou com um golo tangencial frente ao Nacional da Madeira. Em jogo de aflitos uma mais por pontos e o outro por dinheiro (salários em atraso) foi o Paços de Ferreira que levou a melhor frente ao Estrela. Em Alvalade o Guimarães demonstrou a sua maior fragilidade relativamente à época passada e poucas dificuldades trouxe ao Sporting refeito da goleada frente ao Barcelona com Duarte Gomes (e principalmente o seu auxiliar) a ter tendêcia para não ver golos.

Para esta segunda feira ficaram os jogos dos outros dois grandes também em casa. O Porto confirmou a tendência caseira, vencendo por 2-1 com golos de Cristián Rodriguez (o primeiro ao serviço do clube) e Raul Meireles no início da segunda parte, tendo Cris empatado resultado que se verificava ao intervalo. Lucho ainda falhou um penalty e a Académica jogou meia hora com menos um após expulsão de Songou.

Ao encerrar a jornada o Benfica demonstrou que é capaz do melhor e do pior. O Setúbal inaugurou o marcador por Laionel mas o Benfica com quinze minutos de grande categoria no início da segunda parte virou o resultado. Depois «convidou» o Setúbal a tentar a sua sorte e este aproveitou com golo de Anderson (e frango de Quim!). E assim desperdiçou o primeiro lugr

Na próxima jornada o Benfica tem um sério teste a sua cndidatura ao título uma vez que tem uma das mais difíceis deslocações- à Madeira para defrontar o Marítimo. Aliás a próxim jornada tem um calendário deveras interessnte com várias das equipas melhor classificdas a ogarem fora contra adversários que podem colocar resistência: Leixões em Guimarães, Sporting na Amadora e Porto em Setúbal.

Lugar Clube Pontos Golos
1. Leixões 23 16-10
2. Benfica 22 18-10
3. Sporting 19 11-6
4. Marítimo 18 13-5
5 FC Porto 17 13-7
5. Nacional 17 13-10
7. Braga 16 11-5
8. Naval 1º. de Maio 12 11-11
9. Estrela Amadora 11 5-10
9. Vitória de Setúbal 11 7-10
11. Vitória de Guimarães 10 4-8
12. Académica 9 5-10
12. Paços de Ferreira 9 11-16
14. Trofense 7 8-15
14. Belenenses 7 6-14
14. Rio Ave 7 6-11

Próxima Jornada 11ª.
05 Dez. 20:30 Estrela da Amadora Sporting
06 Dez. 18:00 Nacional Belenenses
06 Dez. 18:30 Académica Paços de Ferreira
06 Dez. 20:30 Vitória de Setúbal FC Porto
07 Dez. 16:00 Rio Ave Naval 1º. de Maio
07 Dez. 19:15 Marítimo Benfica
08 Dez. 17:30 Vitória de Guimarães Leixões
08 Dez. 19:45 Trofense Braga

 

Benfica acusa a pressão e empata …

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Sagres — looking4good @ 10:34 pm

Benfica

2 – 2

V. de Setúbal
Diferença de guarda-redes explica porque o Benfica não ganhou

Depois da derrota da Grécia o Benfica tinha todas as condições para fazer esquecer a tragédia grega. Bastaria ganhar e alcançaria o comando da classificação, situação que não ocorre há mais de três anos.

Porém o Benfica acusou a pressão. Com um futebol directo, os encarnados desperdiçaram algumas oportunidades (Suazo de cabeça ao lado, Pedro Alves a fazer excelente defesa a remate de Katsouranis, Rúben Amorim à barra já quando perdia 1-0) e o Setúbal com jogadores de boa técnica no meio campo e ataque não facilitava a vida aos encarnados e colocou-se mesmo em vantagem aos 35′ por Laionel que só teve de empurrar uma bola mal defendida por Quim a remate de Bruno Gama.

No início da segunda parte o Benfica entrou a todo o gás e em quinze minutos virou o jogo. Primeiro Katsouranis no centro da área fez o empate aproveitando um primeiro remate de Suazo mal conseguido e aos 59′ uma grande jogada deu o 2-1. Jorge Ribeiro cruza da esquerda, Cardozo assiste Suazo para remate rasteiro. Pelo meio ainda um remate de longe de Suazo à barra. Vibrava a torcida encarnada, mas o Benfica já a ganhar desligou. Faquirá mexeu na equipa e o Benfica demonstrou as suas limitações: a de uma equipa que não sabe conter a bola e controlar os tempos de jogo.

Aos 79′ deu-se o caso do jogo. Sandro que já tinha um amarelo fez uma falta feia sobre Reyes, Jorge Ribeiro prosseguiu com a bola, o árbitro dá o sinal da lei da vantgem com os dois braços paralelos dirigidos em sentido da baliza do Setúbal, deu-se o cruzamento, Suazo marcou, mas o árbitro apitou para marcar a falta anterior! Um absurdo, tanto maior quanto não exibiu o segundo cartão amarelo ao jogador setubalense.

Nos últimos minutos o Setúbal procurou a sorte. Ganhou dois pontapés de canto, no primeiro Robson atirou ao lado; no segundo depois da bola ter sido afastada da área encarnada cheia de jogadores, Anderson consegue um pontapé de bicicleta e Quim deixou a bola entrar junto à barra. Dois franguinhos de Quim e o Setúbal empatou o jogo…

Ficha do Jogo:
Estádio da Luz, em Lisboa
Árbitro: Vasco Santos (AF Porto)

BENFICA: Quim; Maxi Pereira, Miguel Vítor, Sidnei e Jorge Ribeiro (David Luiz, 86); Ruben Amorim, Carlos Martins (Yebda, 77), Katsouranis e Reyes; Cardozo (Urreta, 81) e Suazo

Suplentes: Moreira, Balboa, Mantorras e Makukula

V. SETÚBAL: Pedro Alves; Janício, Robson, Anderson e Cissokho; Sandro e Ricardo Chaves (Leandro Branco, 63); Leandro Lima, Mateus e Bruno Gama (Leandro Carrijo, 74); Laionel (Elias, 55)

Suplentes: Bruno Vale, Hugo, Bruno Ribeiro e Auri

Marcadores: 0-1, Laionel (35); 1-1, Katsouranis (48); 2-1, Suazo (59); 2-2, Anderson (90+1)

Disciplina: Cartão amarelo para Ricardo Chaves (60), Sandro (75 e 90+4). Cartão vermelho para Sandro (90+4)

 

Os Dias – Pedro Tamem

Filed under: Pedro Tamen,poesia — looking4good @ 2:05 pm

Naquele tempo, viver era a melhor coisa do mundo.

Quando nascia o sol as pessoas viam

e os homens eram crianças para além dos montes.

Era uma planície, grande como convém a todas as planícies

e plana porque tudo estava certo.

Naquele tempo tínhamos sido criados e éramos iguais às

ervas e às flores.

Tu,

tão perfeita que impossível não seres,

tão erguida como um riso de andorinha,

tu estavas ao meu lado, naturalmente fresca,

e não havia motivos nem razões porque sabíamos tudo.

A nossa teologia era o beijo da criança mais próxima

e o deitarmo-nos na terra como folhas da mesma planta,

gratos, reduzidos, conscientes.

Olhando para cima, o céu abria-se e todos os Anjos

vinham sentar-se no rebordo

e riam como nós pequenas gargalhadas.

Eu cantava canções mais belas do que não tendo palavras

e ouvias-me em silêncio e de olhos abertos, exatamente

como a todos os sons.

Pedro Mário Alles Tamen (n. em 1 Dez 1934 em Lisboa)

Ler do mesmo autor neste blog:

 

World AIDS Day

Filed under: Day,Health — looking4good @ 4:06 am

 

On this day in History – Dez. 01

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 1:03 am