Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica passa à 5ª. eliminatória da Taça Novembro 10, 2008

Filed under: Benfica,Taça de Portugal — looking4good @ 10:37 pm
Aves logoBenfica logo Benfica

3-0

Desp. Aves

Golo cedo tudo facilitou…

Quique Flores depois do susto passado com o Penafiel não facilitou e poucas alterações fez no onze. Moreira na baliza, Léo a lateral esquerdo (em vez de Jorge Ribeiro) e Bynia (em vez de Karagounis), os restantes elementos fazem parte dos titulares ianda que dentro de uma certa rotação do plantel.

As esperanças do Aves de complicar a vida dos encarnados (hoje a jogarem de camisola branca) esfumaram-se cedo porque ainda antes de completados três minutos o Benfica inaugurou o marcador. Canto da esquerda de Carlos Martins a bola baixou rapidamente mas Yebda de cabeça foi lá levantá-la fazendo sobtrevoar a cabeça de um jogador do Desp. das Aves postado junto do poste.

O Benfica trocava a bola demonstrava muita facilidade a entrar na defesa ddo Aves face à ausencia de pressão do meio-campo e o 2-0 surgiu também de cabeça na sequência de um livre também marcado por Carlos Martins. Tudo resolvido. Aimar de calcanhar, um pouco por acaso, isolou Maxi Pereira que entrou bem para fazer o 3-0. Então mal se imaginaria que seria o último golo do encontro.

O Desp. das Aves rectificou algumas coisas ao intervalo e na segunda parte deu boa réplica, estando perto de fazer o 3-1. O Benfica nesta segunda parte voltou a demonstrar falta de articulação, muitos passes errados e fracas exibições dos suplentes entrados (Urreta e Balboa), com a excepção a ser de David Luís que procurou até integrar-se em jogadas ofensivas demonstrando vontade. Cardozo esteve bastante mal nas finalizações e apenas Aimar parecia nas (poucas) vezes em jogo de outra galáxia.

A arbitragem de Elmano Santos num jogo tão fácil teve ainda assim vários erros: amarelos em excesso e falta de rigor na aplicação da lei da vantagem, mas não houve lances polémicos.

Na próxima sexta-feira realiza-se o sorteio da 5ª. eliminatória onde também estará o nacional que, em casa, derrotou o Braga por 1-0.

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Elmano Santos (AF Madeira)

BENFICA – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei (David Luiz, 67 m) e Léo; Carlos Martins (Balboa, 72 m), Yebda, Binya e Aimar; Suazo (Urreta, 58 m) e Cardozo.

DESP. AVES – Rui Faria; Nuno Mendes, Sérgio Carvalho (Rui Miguel, 46 m), Sérgio Nunes e Pedro Geraldo (Leandro, 46 m); Vinicius; Romeu Ribeiro, Gouveia e Ruben Lima; Sami (Romeu Torres, 71 m) e Robert.

Golos: 1-0, Yebda (3 m); 2-0, Luisão (19 m); 3-0, Maxi Pereira (30 m).

Cartão amarelo a Sérgio Carvalho, Sani, Gouveia, Suazo e Leandro.

 

Benfica passa à 5ª. eliminatória da Taça

Filed under: Benfica,Taça de Portugal — looking4good @ 10:37 pm
Aves logoBenfica logo Benfica

3-0

Desp. Aves

Golo cedo tudo facilitou…

Quique Flores depois do susto passado com o Penafiel não facilitou e poucas alterações fez no onze. Moreira na baliza, Léo a lateral esquerdo (em vez de Jorge Ribeiro) e Bynia (em vez de Karagounis), os restantes elementos fazem parte dos titulares ianda que dentro de uma certa rotação do plantel.

As esperanças do Aves de complicar a vida dos encarnados (hoje a jogarem de camisola branca) esfumaram-se cedo porque ainda antes de completados três minutos o Benfica inaugurou o marcador. Canto da esquerda de Carlos Martins a bola baixou rapidamente mas Yebda de cabeça foi lá levantá-la fazendo sobtrevoar a cabeça de um jogador do Desp. das Aves postado junto do poste.

O Benfica trocava a bola demonstrava muita facilidade a entrar na defesa ddo Aves face à ausencia de pressão do meio-campo e o 2-0 surgiu também de cabeça na sequência de um livre também marcado por Carlos Martins. Tudo resolvido. Aimar de calcanhar, um pouco por acaso, isolou Maxi Pereira que entrou bem para fazer o 3-0. Então mal se imaginaria que seria o último golo do encontro.

O Desp. das Aves rectificou algumas coisas ao intervalo e na segunda parte deu boa réplica, estando perto de fazer o 3-1. O Benfica nesta segunda parte voltou a demonstrar falta de articulação, muitos passes errados e fracas exibições dos suplentes entrados (Urreta e Balboa), com a excepção a ser de David Luís que procurou até integrar-se em jogadas ofensivas demonstrando vontade. Cardozo esteve bastante mal nas finalizações e apenas Aimar parecia nas (poucas) vezes em jogo de outra galáxia.

A arbitragem de Elmano Santos num jogo tão fácil teve ainda assim vários erros: amarelos em excesso e falta de rigor na aplicação da lei da vantagem, mas não houve lances polémicos.

Na próxima sexta-feira realiza-se o sorteio da 5ª. eliminatória onde também estará o nacional que, em casa, derrotou o Braga por 1-0.

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Elmano Santos (AF Madeira)

BENFICA – Moreira; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei (David Luiz, 67 m) e Léo; Carlos Martins (Balboa, 72 m), Yebda, Binya e Aimar; Suazo (Urreta, 58 m) e Cardozo.

DESP. AVES – Rui Faria; Nuno Mendes, Sérgio Carvalho (Rui Miguel, 46 m), Sérgio Nunes e Pedro Geraldo (Leandro, 46 m); Vinicius; Romeu Ribeiro, Gouveia e Ruben Lima; Sami (Romeu Torres, 71 m) e Robert.

Golos: 1-0, Yebda (3 m); 2-0, Luisão (19 m); 3-0, Maxi Pereira (30 m).

Cartão amarelo a Sérgio Carvalho, Sani, Gouveia, Suazo e Leandro.

 

November 10: Bloggers Unite to Reunite Refugees

Filed under: Bloggers,Human Rights — looking4good @ 10:35 pm

Bloggers Unite – blogging for hope chose November 10 for a global blog iniciative designed to harness expression in support of human rights and issues in need of highlight.

Nothingandall is glad joining to this iniciative because Refugees is a cause who deserves attention for people worried about Human rights around the world. United Nations High Commissioner for Refugees (UNHCR), counted 8,400,000 refugees worldwide at the beginning of 2006, but there are many more people (estimates around 40,000,000) , including internally displaced persons, who remain within the same national borders.

See more about Refugees

 

November 10: Bloggers Unite to Reunite Refugees

Filed under: Bloggers,Human Rights — looking4good @ 10:35 pm

Bloggers Unite – blogging for hope chose November 10 for a global blog iniciative designed to harness expression in support of human rights and issues in need of highlight.

Nothingandall is glad joining to this iniciative because Refugees is a cause who deserves attention for people worried about Human rights around the world. United Nations High Commissioner for Refugees (UNHCR), counted 8,400,000 refugees worldwide at the beginning of 2006, but there are many more people (estimates around 40,000,000) , including internally displaced persons, who remain within the same national borders.

See more about Refugees

 

O Dorminhoco do Vale – Arthur Rimbaud

Filed under: Arthur Rimbaud,poesia — looking4good @ 2:24 am
Ribeira de Alge imagem daqui

Era um recanto verde onde um ribeiro canta,
prendendo às ervas seus farrapos de cristal
e rebrilhando ao sol que, loiro, se levanta.
Era um pequeno e verde e luminoso vale.

Sobre a erva, um soldado, a boca aberta, inclina
a fronte nua sobre os verdes agriões,
Dorme. E sobre o seu leito estende-se a neblina
e vai chorar a luz seus macios clarões.

Os pés nos juncos, face pálida e risonha,
parece uma criança adormecida; e sonha…
Aquece-o, Terra-Mãe! E acalenta-o com jeito!

Mãos sobre o seio, em cruz, dorme tranqüilamente;
nem os beijos da luz, nem os perfumes sente…
E dois cravos de sangue abrem-lhe sobre o peito.

Trad. de Rodrigo Solano

Jean Nicolas Arthur Rimbaud (b. in Charlevill, France 20 October 1854; d. in Marseille on 10 November 1891)

in «A Circulatura do Quadrado – Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria é a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe – Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004.
 

O Dorminhoco do Vale – Arthur Rimbaud

Filed under: Arthur Rimbaud,poesia — looking4good @ 2:24 am
Ribeira de Alge imagem daqui

Era um recanto verde onde um ribeiro canta,
prendendo às ervas seus farrapos de cristal
e rebrilhando ao sol que, loiro, se levanta.
Era um pequeno e verde e luminoso vale.

Sobre a erva, um soldado, a boca aberta, inclina
a fronte nua sobre os verdes agriões,
Dorme. E sobre o seu leito estende-se a neblina
e vai chorar a luz seus macios clarões.

Os pés nos juncos, face pálida e risonha,
parece uma criança adormecida; e sonha…
Aquece-o, Terra-Mãe! E acalenta-o com jeito!

Mãos sobre o seio, em cruz, dorme tranqüilamente;
nem os beijos da luz, nem os perfumes sente…
E dois cravos de sangue abrem-lhe sobre o peito.

Trad. de Rodrigo Solano

Jean Nicolas Arthur Rimbaud (b. in Charlevill, France 20 October 1854; d. in Marseille on 10 November 1891)

in «A Circulatura do Quadrado – Alguns dos Mais Belos Sonetos de Poetas cuja Mátria é a Língua Portuguesa. Introdução, coordenação e notas de António Ruivo Mouzinho. Edições Unicepe – Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto, 2004.
 

Le Dormeur du val – Arthur Rimbaud

Filed under: Arthur Rimbaud,poetry — looking4good @ 2:15 am

C’est un trou de verdure, où chante une rivière
Accrochant follement aux herbes des haillons
D’argent; où le soleil, de la montagne fière,
Luit: c’est un petit val qui mousse de rayons.

Un soldat jeune, bouche ouverte, tête nue,
Et la nuque baignant dans le frais cresson bleu,
Dort; il est étendu dans l’herbe, sous la nue,
Pâle dans son lit vert ou la lumière pleut.

Les pieds dans les glaïeuls, il dort. Souriant comme
Sourirait un enfant malade, il fait un somme:
Nature, berce-le chaudement: il a froid.

Les parfums ne font pas frissonner sa narine.
Il dort dans le soleil, la main sur sa poitrine
Tranquille. Il a deux trous rouges au côté droit.

Jean Nicolas Arthur Rimbaud (b. in Charlevill, France 20 October 1854; d. in Marseille on 10 November 1891)