Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Queixa – Miguel Torga Agosto 21, 2008

Filed under: Miguel Torga,poesia — looking4good @ 11:44 pm


Coimbra, 22 de Agosto de 1988

Vida!
Que te pedi a mais
Que um mortal não mereça?
Ou queres que nenhum filho
Conheça
A plenitude?
Pude
O que me consentiste.
Mas vou triste
Do mundo.
Cavei,
Cavei,
E abri um poço sem chegar ao fundo.

Miguel Torga in Poesia Completa, Publicações Dom Quixote

 

Queixa – Miguel Torga

Filed under: Miguel Torga,poesia — looking4good @ 11:44 pm


Coimbra, 22 de Agosto de 1988

Vida!
Que te pedi a mais
Que um mortal não mereça?
Ou queres que nenhum filho
Conheça
A plenitude?
Pude
O que me consentiste.
Mas vou triste
Do mundo.
Cavei,
Cavei,
E abri um poço sem chegar ao fundo.

Miguel Torga in Poesia Completa, Publicações Dom Quixote

 

22 de Agosto Dia de cineastas : Glauber Rocha e Arthur Duarte

Filed under: Arthur Duarte,cinema,Glauber Rocha — looking4good @ 11:26 pm
Glauber_Rocha em 1981 (nascido em 14 de Março de 1939) e Arthur Duarte (nascido em 17 de Outubro de 1895) um ano depois, faleceram neste dia 22 de Agosto. Ambos realizadores de cinema o primeiro brasileiro e o segundo português, tiveram grande influência na cinematografia de cada um dos países. Praticamente despediram-se da vida na mesma cidade: Lisboa.

Glauber Rocha que vivia em Sintra, acabou por ir morrer no Rio de Janeiro depois de doença, foi o realizador entre outros de Barravento e da trilogia Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) -talvez o seu mais aclamado filmo -, Terra em transe (1967) e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969) este último que lhe valeu o prémio de melhor realizador em Cannes. É visto com um dos melhores realizadores brasileiros de todo o tempo e líder do movimento Cinema Novo.

Arthur Duarte [Arthur de Jesus Pinto Pacheco] começou a sua carreira no cinema como actor em Paris em 1925, encetando uma carreira como actor de cinema, com pequenos papéis em várias produções. Com contrato dois anos mais tarde com a empresa UFA roda algumas dezenas de filmes na Alemanha, Suiça e Áustria. Foi, porém como realizador que ficou como um marco histórico no cinema português.

A sua primeira longa metragem foi em 1938 numa adaptação do romance de Júlio Dinis Os Fidalgos da Casa Mourisca. Viria a ficar conhecido na comédia tendo realizado filmes inesquecíveis como: O Costa do Castelo(1943), A Menina da Rádio (1944), O Grande Elias, O Noivo das Caldas (1956), entre outros filmes.

Para além das longas metragens, realizou também, curtas metragens, documentários e filmes publicitários.

Relembramos uma passagem de «O Costa do Castelo» com o grande António Silva

Ver Glauber Rocha in IMDB e Educação UOL
Arthur Duarte in IMDB e in Instituto Camões

 

22 de Agosto Dia de cineastas : Glauber Rocha e Arthur Duarte

Filed under: Arthur Duarte,cinema,Glauber Rocha — looking4good @ 11:26 pm
Glauber_Rocha em 1981 (nascido em 14 de Março de 1939) e Arthur Duarte (nascido em 17 de Outubro de 1895) um ano depois, faleceram neste dia 22 de Agosto. Ambos realizadores de cinema o primeiro brasileiro e o segundo português, tiveram grande influência na cinematografia de cada um dos países. Praticamente despediram-se da vida na mesma cidade: Lisboa.

Glauber Rocha que vivia em Sintra, acabou por ir morrer no Rio de Janeiro depois de doença, foi o realizador entre outros de Barravento e da trilogia Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) -talvez o seu mais aclamado filmo -, Terra em transe (1967) e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1969) este último que lhe valeu o prémio de melhor realizador em Cannes. É visto com um dos melhores realizadores brasileiros de todo o tempo e líder do movimento Cinema Novo.

Arthur Duarte [Arthur de Jesus Pinto Pacheco] começou a sua carreira no cinema como actor em Paris em 1925, encetando uma carreira como actor de cinema, com pequenos papéis em várias produções. Com contrato dois anos mais tarde com a empresa UFA roda algumas dezenas de filmes na Alemanha, Suiça e Áustria. Foi, porém como realizador que ficou como um marco histórico no cinema português.

A sua primeira longa metragem foi em 1938 numa adaptação do romance de Júlio Dinis Os Fidalgos da Casa Mourisca. Viria a ficar conhecido na comédia tendo realizado filmes inesquecíveis como: O Costa do Castelo(1943), A Menina da Rádio (1944), O Grande Elias, O Noivo das Caldas (1956), entre outros filmes.

Para além das longas metragens, realizou também, curtas metragens, documentários e filmes publicitários.

Relembramos uma passagem de «O Costa do Castelo» com o grande António Silva

Ver Glauber Rocha in IMDB e Educação UOL
Arthur Duarte in IMDB e in Instituto Camões

 

Aí está a medalha de ouro para Portugal

Filed under: 2008 Olympic Games,Benfica,Jogos Olímpicos — looking4good @ 7:45 pm

Nélson Évora é campeão olímpico. Eis a medalha de ouro olímpica desejada. A juntar à de prata de Vanessa Fernandes, Portugal através de outro atleta que representa o Benfica vai ver amanhã em Pequim a bandeira de Portugal no mais alto ponto do mastro principal e fazer ouvir o seu hino por milhões de pessoas que acompanham as Olimpíadas de 2008.

Évora que no primeiro salto conseguira passar à sua posição em virtude do seu salto de 17,34m passou para o primeiro lugar no segundo salto com 17,51 metros. No entanto ao final dos 3 primeiros saltos o britânico Philips Idowu comandava com 17,62 m e Leevan Sands, das Bahamas era segundo com 17,59.

No 4º. salto Nélson Évora passou para o comando com o melhor salto mundial do ano 17,67 m e não viria mais a ser ultrapassado passando a ser o quarto atleta português a conseguir ouro olímpico, depois de Carlos Lopes 1984, Rosa Mota 1988 e Fernanda Ribeiro 1996.

Curioso ainda dizer que Benfica nestes Jogos Olímpicos tem mais medalhas do que o país todo. Isto porque sendo ambos os atletas portugueses medalhados do Benfica, este clube através do futebolista Di Maria, está também representado na final olímpica do futebol pela Argentina (contra a Nigéria).

 

Aí está a medalha de ouro para Portugal

Filed under: 2008 Olympic Games,Benfica,Jogos Olímpicos — looking4good @ 7:45 pm

Nélson Évora é campeão olímpico. Eis a medalha de ouro olímpica desejada. A juntar à de prata de Vanessa Fernandes, Portugal através de outro atleta que representa o Benfica vai ver amanhã em Pequim a bandeira de Portugal no mais alto ponto do mastro principal e fazer ouvir o seu hino por milhões de pessoas que acompanham as Olimpíadas de 2008.

Évora que no primeiro salto conseguira passar à sua posição em virtude do seu salto de 17,34 passou para o primeiro lugar no segundo salto com 17,51 metros. No entanto ao final dos 3 primeiros saltos o britânico Philips Idowu comandava com 17,62 m e Leevan Sands, das Bahamas era segundo com 17,59.

No 4º. salto Nélson Évora passou para o comand com o melhor salto mundial do ano 17,67 m e nãoviia mais a ser ultrapassado passando a ser o quarto atleta português a conseguir ouro olímpico, depois de Carlos Lopes 1984 Rosa Mota 1988 e Fernanda Ribeiro 1996.

Curioso ainda dizer que Benfica nestes Jogos Olímpicos tem mais medalhas do que o país todo. Isto porque sendo ambos os atletas portugueses medalhados do Benfica, este clube através do futebolista Di Maria, está também representado na final olímpica do futebol pela Argentina (contra a Nigéria).