Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

E mais umas medalhas foram à vela Agosto 19, 2008

Filed under: 2008 Olympic Games,Jogos Olímpicos,Portugal — looking4good @ 6:19 pm

Mais uma grande decepção nos trouxe os resultados do dia (da madrugada!) das Olimpíadas de Pequim. Naide Gomes falhou a qualificação no comprimento ao fazer uma marca fraquinha num salto com várias deficiências técnicas na corrida (uma corrida entrecortada com passinhos curtos), porque os dois primeiros saltos bem longos, que lhe dariam a qualificação, foram nulos por ter pisado a linha de chamada. Uma falta de adaptação à pista rápida é a explicação possível. A atleta do Sporting era uma das mais fortes esperanças a uma medalha (até de ouro vejam lá!), porque tinha a melhor marca mundial do ano.

Também Gustavo Lima partia para a «medal race» no 3º. lugar e até com possibilidades de chegar à medalha de prata mas a regata não lhe correu de feição, com a ausência de vento, e terminou ultrapassado na classificação por um italiano que lhe arrebatou a medalha de bronze. Decepcionado disse que vai abandonar a modalidade.

Também quem vai abandonar porque a A culpa não pode morrer solteira é o Presidente do Comité Olímpico Português, Vicente de Moura.

As expectativas – de quatro medalhas – talvez nem fossem muito elevadas a priori, mas os Jogos Olimpicos são provas em que uma qualquer falha corresponde ao fracasso, pelo que ninguém pode ter a certeza de nada (excepção feita a supercampeões como o campeão jamaicano nos 100m ou o nadador recordista Michael Phelps). Também já houve edições de Jogos Olímpicos em que ganhámos medalhas sem ter expectativas… Por isso… é desporto.

O que torna o panaroma desanimador, para não dizer de desalento são as explicações (?) estapafúrdias que uma (grande) parte dos atletas dão para os fracassos: «não tenho explicação», «de manhã só estou bem na caminha», «até me senti bem no final», «senti-me como um espectador não como um atleta», «estas provas não são para mim», etc, etc, prova de que a preparação para os jogos não é só a componente técnica, a componente psicológica e todo o enquadramento competitivo devia ter sido equacionado … e ao que parece… não foi.

Salvou-se a Vanessa e ainda temos esperança numa segunda medalha de Nélson Évora. Se tal acontecer ficamos a 50% do prometido em termos de medalhas. Mas que já houve factos muito lamentáveis…

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s