Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica ganhou o Torneio de Guimarães Agosto 4, 2008

Filed under: Benfica,Futebol,Vitória de Guimarães — looking4good @ 8:45 pm

Benfica com a primeira vitória da pré-epoca!

Ao fim da tarde princípio da noite disputou-se em Guimarães o jogo decisivo do Torneio organizado pela equipa vimaranense. Aos locais, depois de triunfarem na passada sexta-feira por 2-1 frente ao Paris Saint-Germain bastava um empate porque os encarnados no jogo com os parisienses evitaram a derrota in-extremis: depois de terem estado a perder por 2-0 conseguiram o empate com golos e Makukula e Cardozo.

As equipas apareceram com as equipas mais próximas do seu melhor em termos de constituição, com Quique Flores a inventar menos no que respeita ao Benfica. apostando na dupla Luisão-Sidney no centro defensivo face a Sereno-Moreno no Guimarães, Léo na esquerda e Miguel Vítor (surpresa) na direita. Katsouranis, Carlos Martins, Urretavizcaya na esquerda e Ruben Amorim na direita, Aimar e Cardozo na frente.

O Guimarães começou ao ataque com Desmarets a marcar livres com bons centros e a criar perigo obrigando cedo Moreira a aplicar-se. No primeiros dez minutos o número de remates e de pontapés de canto do Vitória já eram superiores à estatistica de algumas equipas no final dos jogos. A verdade é que o Benfica uma ou outra vez soltou-se no contra-ataque e ganhou vantagem após assistencia de Ruben Amorim para Urretavizcaya, Sereno foi à queima a bola foi tocada pelo benfiquista e depois o inevitável penalty clássico que Cardozo converteu (13′).

Poucos minutos depois (aos 21′) os mesmos intervenientes Urretaviscaya-Ruben Amorim- Cardozo e a bola de novo no fundo da baliza com um defesa vimaranense a fazer auto golo, após remate cruzado do paraguaio

O Vitória baixou bastante animicamente mas na segunda parte voltou a controlar o tempo de posse de bola, uma grande superioridade no número de cantos 12-1, mas baixa eficácia no jogo aéreo ofensivo onde aliás pôs muitos problemas aos encarnados. na segunda parte as equipas mudaram signoficativamente, o Vitória chegou ao 1-2 de penalty ainda com 20 minutos para jogar, mas não conseguiu evitar a derrota.

Apesar de tudo não há motivos para os benfiquistas embandeirarem em arco – grandes dificuldades em controlar a posse de bola- e este Vitória tambem dificilmente conseguirá chegar à Liga dos Campeões… mas quem sabe?!

Os jogadores principalmente na segunda parte quiseram obrigar o árbitro a mostrar uns amarelos, que se conteve e decidiu bem a nosso ver nos penalties.

———————————————
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
Hora: 19.15
Árbitro: Jorge Sousa (Porto)

V. GUIMARÃES
Nilson, Andrezinho, Sereno, Momha (Luciano 46′), Moreno, Fajardo (Jean Coral 35′), Flávio Meireles (Wenio 65′), João Alves, Carlitos (Martins 46′), Douglas (Roberto 59′) e Desmarets.

Suplentes:
Nuno Santos, Serginho, Luciano, Paulo Henrique, Roberto, Wénio, Gregory, Danilo, Diogo, Tiago, Marquinho, Jean Coral.

Treinador: Manuel Cajuda.

BENFICA
Moreira, Miguel Vítor, Luisão (Binya 46′), Sidnei, Léo, Katsouranis, Ruben Amorim (Nélson 69′), Carlos Martins (Fellipe Bastos 74′), Urreta, Aimar e Cardozo (Nuno Gomes 61′).

 

Benfica ganhou o Torneio de Guimarães

Filed under: Benfica,Futebol,Vitória de Guimarães — looking4good @ 8:45 pm

Benfica com a primeira vitória da pré-epoca!

Ao fim da tarde princípio da noite disputou-se em Guimarães o jogo decisivo do Torneio organizado pela equipa vimaranense. Aos locais, depois de triunfarem na passada sexta-feira por 2-1 frente ao Paris Saint-Germain bastava um empate porque os encarnados no jogo com os parisienses evitaram a derrota in-extremis: depois de terem estado a perder por 2-0 conseguiram o empate com golos e Makukula e Cardozo.

As equipas apareceram com as equipas mais próximas do seu melhor em termos de constituição, com Quique Flores a inventar menos no que respeita ao Benfica. apostando na dupla Luisão-Sidney no centro defensivo face a Sereno-Moreno no Guimarães, Léo na esquerda e Miguel Vítor (surpresa) na direita. Katsouranis, Carlos Martins, Urretavizcaya na esquerda e Ruben Amorim na direita, Aimar e Cardozo na frente.

O Guimarães começou ao ataque com Desmarets a marcar livres com bons centros e a criar perigo obrigando cedo Moreira a aplicar-se. No primeiros dez minutos o número de remates e de pontapés de canto do Vitória já eram superiores à estatistica de algumas equipas no final dos jogos. A verdade é que o Benfica uma ou outra vez soltou-se no contra-ataque e ganhou vantagem após assistencia de Ruben Amorim para Urretavizcaya, Sereno foi à queima a bola foi tocada pelo benfiquista e depois o inevitável penalty clássico que Cardozo converteu (13′).

Poucos minutos depois (aos 21′) os mesmos intervenientes Urretaviscaya-Ruben Amorim- Cardozo e a bola de novo no fundo da baliza com um defesa vimaranense a fazer auto golo, após remate cruzado do paraguaio

O Vitória baixou bastante animicamente mas na segunda parte voltou a controlar o tempo de posse de bola, uma grande superioridade no número de cantos 12-1, mas baixa eficácia no jogo aéreo ofensivo onde aliás pôs muitos problemas aos encarnados. na segunda parte as equipas mudaram signoficativamente, o Vitória chegou ao 1-2 de penalty ainda com 20 minutos para jogar, mas não conseguiu evitar a derrota.

Apesar de tudo não há motivos para os benfiquistas embandeirarem em arco – grandes dificuldades em controlar a posse de bola- e este Vitória tambem dificilmente conseguirá chegar à Liga dos Campeões… mas quem sabe?!

Os jogadores principalmente na segunda parte quiseram obrigar o árbitro a mostrar uns amarelos, que se conteve e decidiu bem a nosso ver nos penalties.

———————————————
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
Hora: 19.15
Árbitro: Jorge Sousa (Porto)

V. GUIMARÃES
Nilson, Andrezinho, Sereno, Momha (Luciano 46′), Moreno, Fajardo (Jean Coral 35′), Flávio Meireles (Wenio 65′), João Alves, Carlitos (Martins 46′), Douglas (Roberto 59′) e Desmarets.

Suplentes:
Nuno Santos, Serginho, Luciano, Paulo Henrique, Roberto, Wénio, Gregory, Danilo, Diogo, Tiago, Marquinho, Jean Coral.

Treinador: Manuel Cajuda.

BENFICA
Moreira, Miguel Vítor, Luisão (Binya 46′), Sidnei, Léo, Katsouranis, Ruben Amorim (Nélson 69′), Carlos Martins (Fellipe Bastos 74′), Urreta, Aimar e Cardozo (Nuno Gomes 61′).

 

D. Sebastião … Foi há 430 anos !…

Filed under: efemerides — looking4good @ 6:20 am
Portrait of King Sebastian by Cristóvão de Moraes

Faz hoje 430 anos que aconteceu a Batalha de Alcácer Kibir e o desaparecimento do nosso Rei D. Sebastião. Como se sabe Portugal acabaria nas mãos dos espanhóis, face à ausencia de descendencia do jovem rei, mas nós temos remédio para tudo. Com o Sebastianismo (será que já acabou?) a sociedade portuguesa ganhou a esperança redentora num salvador que trouxesse conforto às famílias e dignidade ao reino. A verdade é que os espanhóis foram postos a andar em 1640 do domínio político… (parece que andam por aí noutros domínios!).

«No mais é esperar por D. Sebastião, quer venha, quer não.»
 

D. Sebastião … Foi há 430 anos !…

Filed under: efemerides — looking4good @ 6:20 am
Portrait of King Sebastian by Cristóvão de Moraes

Faz hoje 430 anos que aconteceu a Batalha de Alcácer Kibir e o desaparecimento do nosso Rei D. Sebastião. Como se sabe Portugal acabaria nas mãos dos espanhóis, face à ausencia de descendencia do jovem rei, mas nós temos remédio para tudo. Com o Sebastianismo (será que já acabou?) a sociedade portuguesa ganhou a esperança redentora num salvador que trouxesse conforto às famílias e dignidade ao reino. A verdade é que os espanhóis foram postos a andar em 1640 do domínio político… (parece que andam por aí noutros domínios!).

«No mais é esperar por D. Sebastião, quer venha, quer não.»
 

A cor do cabelo – Delfim Guimarães

Filed under: Delfim Guimarães,poesia — looking4good @ 12:19 am
foto: Bébé daqui

Para ficar arquivado
No álbum da sua infância
Rescendente de fragrância
Um caracol foi cortado
Ao seu cabelo anelado.
Quando mais tarde, a distância
Bébé recordar a estância
Mais bela do seu passado
É natural que folheie
Este livro, e então se enleie
Num profundo meditar…
Como a côr do seu cabelo
Mudou tanto… foi o gelo
Do inverno que a fez mudar!

Delfim de Brito Guimarães (n. no Porto, em 4 de Agosto de 1872; m. na Amadora em 6 de Julho de 1933).

Ler do mesmo autor A Hora da Partida
 

A cor do cabelo – Delfim Guimarães

Filed under: Delfim Guimarães,poesia — looking4good @ 12:19 am
foto: Bébé daqui

Para ficar arquivado
No álbum da sua infância
Rescendente de fragrância
Um caracol foi cortado
Ao seu cabelo anelado.
Quando mais tarde, a distância
Bébé recordar a estância
Mais bela do seu passado
É natural que folheie
Este livro, e então se enleie
Num profundo meditar…
Como a côr do seu cabelo
Mudou tanto… foi o gelo
Do inverno que a fez mudar!

Delfim de Brito Guimarães (n. no Porto, em 4 de Agosto de 1872; m. na Amadora em 6 de Julho de 1933).

Ler do mesmo autor A Hora da Partida
 

On this day in History – Aug 04

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 12:07 am