Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Adeus Rui Costa… Até amanhã! Maio 11, 2008

Filed under: Benfica,Futebol,Rui Costa — looking4good @ 9:51 pm

 

Adeus Rui Costa… Até amanhã!

Filed under: Benfica,Futebol,Rui Costa — looking4good @ 9:51 pm

 

Adeus Rui Costa… Até amanhã!

Filed under: Benfica,Futebol,Rui Costa — looking4good @ 9:51 pm

 

Adeus Rui Costa… Até amanhã!

Filed under: Benfica,Futebol,Rui Costa — looking4good @ 9:51 pm

 

Liga Bwin – Última Jornada: Resultados, classificação e comentários

Filed under: football,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 6:20 pm
30ª. e Última Jornada
10 Mai Braga 2-1 Académica
10 Mai

Nacional 1-2 Belenenses
10 Mai Naval 1º. de Maio 0-2 FC Porto
11 Mai 18:00 Leixões

0-1 Marítimo
11 Mai 18:00 União de Leiria 1-1 Paços de Ferreira
11 Mai 20:15 Sporting 2-1 Boavista
11 Mai 20:15 Vitória de Guimarães 4-0 Estrela da Amadora
11 Mai 20:15 Benfica 3-0 Vitória de Setúbal

Classificação

Lugar Clube Pontos Golos
1. Porto 75 60-13
2. Sporting 55 46-28
3. Vitória de Guimarães 53 35-31
4. Benfica 52 45-21
5. Marítimo 46 39-28
6. Vitória de Setúbal 45 37-33
7 Braga 41 32-34
8. Belenenses (*) 40 35-33
9. Boavista 36 32-41
10. Nacional 35 23-28
11. Naval 1º. de Maio (**) 34 26-45
12. Académica 32 31-38
13. Estrela da Amadora 31 29-41
14. Leixões 26 27-37
15. Paços de Ferreira 25 31-49
16. União de Leiria 16 25-53
(*) Belenenses perdeu seis pontos na secretaria (três do jogo frente à Naval e três de castigo)
(**) Estão contabilizados mais três pontos do jogo contra o Belenenses

Comentários:

Acabou!!! Um campeonato em que o campeão ficou conhecido matemáticamente a cinco jogos do fim e na prática muitos jogos antes…

Confirmou-se nesta última jornada o segundo lugar para o Sporting e o terceiro que dá acesso à pré-eliminatória da Uefa para o Vitória de Guimarães, a sensação deste campeonato depois de na época passada ter estado na Liga de Honra.

O Benfica foi a desilusão. Uma época para esquecer de um clube que tem a maior massa associativa como se viu hoje na despedida de Rui Costa. Venceu claramente um Setúbal que acabou o campeonato em descida, mas que também festeja o acesso à Taça Uefa.

O Marítimo ao vencer no Estádio do Mar obteve o quinto lugar final ultrapassando os sadinos e deu a permanencia ao Paços de Ferreira que estes não souberam conquistar. Ao empatar em Leiria o Paços de Ferreira não aproveitou o desaire do Leixões, que assim permanece na Liga mesmo perdendo.

Nesta jornada os últimos oito ninguém ganhou e assim mantiveram as posições. O Braga ao vencer a Académica minimizou também as mazelas de um campeonato decepcionante e obteve um lugar na Taça Intertoto, que os seis pontos perdidos pelo Belenenses na secretaria permitiu. A equipa do Restelo fez um campeonato superior ao que o oitavo lugar final faz depreender.

Agora para a semana temos a final da Taça entre os dois primeiros do campeonato e depois… o Euro 2008.

Para o ano há mais com Trofense e Rio Ave na Liga principal.

Pelo meio da semana ficaram as decisões do Apito Final que envergonham o futebol português: coacção, corrupção, esquemas … envolvendo uma equipa que é a campeã … e que nem recorre, porque a decisão é completamente inócua! Enfim…

 

Prece – Fernando Pessoa

Filed under: Fernando Pessoa,poesia — looking4good @ 4:47 pm
O Mar foto daqui

SENHOR, a noite veio e a alma é vil
Tanta foi a tormenta e a vontade!
Restam-nos hoje, no silêncio hostil,
O mar universal e a saudade

Mas a chama, que a vida em nós criou
Se ainda há vida ainda não é finda.
O frio morto em cinzas a ocultou:
A mão do vento pode erguê-la ainda

Dá o sopro, a aragem – ou desgraça ou ânsia –,
Com que a chama do esforço se remoça,
E outra vez conquistemos a Distância –
Do mar ou outra, mas que seja nossa.

Fernando Pessoa

 

Prece – Fernando Pessoa

Filed under: Fernando Pessoa,poesia — looking4good @ 4:47 pm
O Mar foto daqui

SENHOR, a noite veio e a alma é vil
Tanta foi a tormenta e a vontade!
Restam-nos hoje, no silêncio hostil,
O mar universal e a saudade

Mas a chama, que a vida em nós criou
Se ainda há vida ainda não é finda.
O frio morto em cinzas a ocultou:
A mão do vento pode erguê-la ainda

Dá o sopro, a aragem – ou desgraça ou ânsia –,
Com que a chama do esforço se remoça,
E outra vez conquistemos a Distância –
Do mar ou outra, mas que seja nossa.

Fernando Pessoa