Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica em casa repete o zero-zero Fevereiro 2, 2008

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Nacional — looking4good @ 11:23 pm

Benfica

0-0

Nacional

Não se percebe a péssima primeira parte…

O Eusébio não faz anos todas as semanas! Semana passada pediu como prenda uma vitória frente ao Guimarães e o Benfica fez na primeira parte a melhor exibição da época. Depois do Porto ter perdido com o Sporting, e a desvantagem dos encarnados ter-se reduzido para oito pontos, o mínimo que se exigia era que a equipa do Benfica desde o início tomasse a iniciativa de «pegar» no jogo. Mas o que aconteceu foi que o Benfica começou o jogo a ver o Nacional a jogar, a trocar a bola e a dispôr das melhores oportunidades de golo do jogo.

Quim fez uma grande defesa a evitar o golo do Nacional, enquanto os encarnados não alinhavam três toques seguidos na bola. Nuno Gomes lesionou-se(mais uma lesão muscular) e foi substituído por Christian Rodriguez.

Na segunda parte a réplica do Nacional em termos de discutir a vitória no jogo durou mais vinte minutos. Maxi Pereira em remate de fora da área fez brilhar o guarda-redes do Nacional e com as substituições os encarnados empurraram o Nacional para a baliza que dese então só se interessaram em deixar passar o tempo (só numa ocasião perderam-se os quatro minutos que o árbitro concedeu no fim). Noutra rábula, um jogador do Nacional (Fábio Coentrão?) caiu em zona defensiva, os colegas partiram para uma jogada de perigo, continuaram-na até à finalização com Quim a defender e só depois o árbitro interrompe para a assistência do jogador do Nacional.

A entrada de Mantorras desestabilizou a equipa do Nacional mas não se percebeu a opção por sair Di Maria que estava a ser um dos mais dinâmicos. Cardozo ainda viu um remate com selo de golo ser desviado pelo corpo de um defesa para a bola acabar por sair por cima da barra, e assim foi mais um zero do Benfica. Na primeira parte foi ainda pior do que zero, foi mesmo negativo.

O Benfica que se cuide e lute para o segundo lugar porque a jogar desta maneira, sem mostrar organização de jogo, com bolas paradas invariavelmente desperdiçadas sem perigo e a jogar como o fez na primeira parte, vai parar ao quarto lugar.

A arbitragem esteve anestesiada com a qualidade fraca do jogo e parecia que não queria mostrar cartões. Depois o primeiro (tinha de ser) foi para um benfiquista Di Maria (por simular uma falta), mas ficaram vários outros por mostrar: Luisão, Patacas, e um outro que fez falta sobre Christian Rodriguez e que o árbitro deu a lei da vantagem mas sem mostrar o cartão amarelo depois. Mas com Benquerença o tal que não viu o frango de Vítor Baía no remate de meio-campo de Petit, também não podemos esperar mais…

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Olegário Benquerença, Aux – José Cardinal e Valter Oliveira

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Luisão, Edcarlos e Nélson (Léo 67′); Maxi Pereira, Katsouranis, Petit e Di Maria (Mantorras 79′); Nuno Gomes (Christian Rodriguez 39′) e Cardozo

NACIONAL – Bracalli; Patacas, Ricardo Fernandes, Fernando Cardozo e Alonso; Cléber e Edson; Juninho (Adriano 68′), Juliano e Fábio Coentrão (Pateiro 74′); Rodrigo (Lipatin 63′).

76′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por simular «penalty».
79′ Cartão amarelo para Adriano (Nacional).

 

Benfica em casa repete o zero-zero

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Nacional — looking4good @ 11:23 pm

Benfica

0-0

Nacional

Não se percebe a péssima primeira parte…

O Eusébio não faz anos todas as semanas! Semana passada pediu como prenda uma vitória frente ao Guimarães e o Benfica fez na primeira parte a melhor exibição da época. Depois do Porto ter perdido com o Sporting, e a desvantagem dos encarnados ter-se reduzido para oito pontos, o mínimo que se exigia era que a equipa do Benfica desde o início tomasse a iniciativa de «pegar» no jogo. Mas o que aconteceu foi que o Benfica começou o jogo a ver o Nacional a jogar, a trocar a bola e a dispôr das melhores oportunidades de golo do jogo.

Quim fez uma grande defesa a evitar o golo do Nacional, enquanto os encarnados não alinhavam três toques seguidos na bola. Nuno Gomes lesionou-se(mais uma lesão muscular) e foi substituído por Christian Rodriguez.

Na segunda parte a réplica do Nacional em termos de discutir a vitória no jogo durou mais vinte minutos. Maxi Pereira em remate de fora da área fez brilhar o guarda-redes do Nacional e com as substituições os encarnados empurraram o Nacional para a baliza que dese então só se interessaram em deixar passar o tempo (só numa ocasião perderam-se os quatro minutos que o árbitro concedeu no fim). Noutra rábula, um jogador do Nacional (Fábio Coentrão?) caiu em zona defensiva, os colegas partiram para uma jogada de perigo, continuaram-na até à finalização com Quim a defender e só depois o árbitro interrompe para a assistência do jogador do Nacional.

A entrada de Mantorras desestabilizou a equipa do Nacional mas não se percebeu a opção por sair Di Maria que estava a ser um dos mais dinâmicos. Cardozo ainda viu um remate com selo de golo ser desviado pelo corpo de um defesa para a bola acabar por sair por cima da barra, e assim foi mais um zero do Benfica. Na primeira parte foi ainda pior do que zero, foi mesmo negativo.

O Benfica que se cuide e lute para o segundo lugar porque a jogar desta maneira, sem mostrar organização de jogo, com bolas paradas invariavelmente desperdiçadas sem perigo e a jogar como o fez na primeira parte, vai parar ao quarto lugar.

A arbitragem esteve anestesiada com a qualidade fraca do jogo e parecia que não queria mostrar cartões. Depois o primeiro (tinha de ser) foi para um benfiquista Di Maria (por simular uma falta), mas ficaram vários outros por mostrar: Luisão, Patacas, e um outro que fez falta sobre Christian Rodriguez e que o árbitro deu a lei da vantagem mas sem mostrar o cartão amarelo depois. Mas com Benquerença o tal que não viu o frango de Vítor Baía no remate de meio-campo de Petit, também não podemos esperar mais…

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Olegário Benquerença, Aux – José Cardinal e Valter Oliveira

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Luisão, Edcarlos e Nélson (Léo 67′); Maxi Pereira, Katsouranis, Petit e Di Maria (Mantorras 79′); Nuno Gomes (Christian Rodriguez 39′) e Cardozo

NACIONAL – Bracalli; Patacas, Ricardo Fernandes, Fernando Cardozo e Alonso; Cléber e Edson; Juninho (Adriano 68′), Juliano e Fábio Coentrão (Pateiro 74′); Rodrigo (Lipatin 63′).

76′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por simular «penalty».
79′ Cartão amarelo para Adriano (Nacional).

 

Benfica em casa repete o zero-zero

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Nacional — looking4good @ 11:23 pm

Benfica

0-0

Nacional

Não se percebe a péssima primeira parte…

O Eusébio não faz anos todas as semanas! Semana passada pediu como prenda uma vitória frente ao Guimarães e o Benfica fez na primeira parte a melhor exibição da época. Depois do Porto ter perdido com o Sporting, e a desvantagem dos encarnados ter-se reduzido para oito pontos, o mínimo que se exigia era que a equipa do Benfica desde o início tomasse a iniciativa de «pegar» no jogo. Mas o que aconteceu foi que o Benfica começou o jogo a ver o Nacional a jogar, a trocar a bola e a dispôr das melhores oportunidades de golo do jogo.

Quim fez uma grande defesa a evitar o golo do Nacional, enquanto os encarnados não alinhavam três toques seguidos na bola. Nuno Gomes lesionou-se(mais uma lesão muscular) e foi substituído por Christian Rodriguez.

Na segunda parte a réplica do Nacional em termos de discutir a vitória no jogo durou mais vinte minutos. Maxi Pereira em remate de fora da área fez brilhar o guarda-redes do Nacional e com as substituições os encarnados empurraram o Nacional para a baliza que dese então só se interessaram em deixar passar o tempo (só numa ocasião perderam-se os quatro minutos que o árbitro concedeu no fim). Noutra rábula, um jogador do Nacional (Fábio Coentrão?) caiu em zona defensiva, os colegas partiram para uma jogada de perigo, continuaram-na até à finalização com Quim a defender e só depois o árbitro interrompe para a assistência do jogador do Nacional.

A entrada de Mantorras desestabilizou a equipa do Nacional mas não se percebeu a opção por sair Di Maria que estava a ser um dos mais dinâmicos. Cardozo ainda viu um remate com selo de golo ser desviado pelo corpo de um defesa para a bola acabar por sair por cima da barra, e assim foi mais um zero do Benfica. Na primeira parte foi ainda pior do que zero, foi mesmo negativo.

O Benfica que se cuide e lute para o segundo lugar porque a jogar desta maneira, sem mostrar organização de jogo, com bolas paradas invariavelmente desperdiçadas sem perigo e a jogar como o fez na primeira parte, vai parar ao quarto lugar.

A arbitragem esteve anestesiada com a qualidade fraca do jogo e parecia que não queria mostrar cartões. Depois o primeiro (tinha de ser) foi para um benfiquista Di Maria (por simular uma falta), mas ficaram vários outros por mostrar: Luisão, Patacas, e um outro que fez falta sobre Christian Rodriguez e que o árbitro deu a lei da vantagem mas sem mostrar o cartão amarelo depois. Mas com Benquerença o tal que não viu o frango de Vítor Baía no remate de meio-campo de Petit, também não podemos esperar mais…

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Olegário Benquerença, Aux – José Cardinal e Valter Oliveira

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Luisão, Edcarlos e Nélson (Léo 67′); Maxi Pereira, Katsouranis, Petit e Di Maria (Mantorras 79′); Nuno Gomes (Christian Rodriguez 39′) e Cardozo

NACIONAL – Bracalli; Patacas, Ricardo Fernandes, Fernando Cardozo e Alonso; Cléber e Edson; Juninho (Adriano 68′), Juliano e Fábio Coentrão (Pateiro 74′); Rodrigo (Lipatin 63′).

76′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por simular «penalty».
79′ Cartão amarelo para Adriano (Nacional).

 

Benfica em casa repete o zero-zero

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Nacional — looking4good @ 11:23 pm

Benfica

0-0

Nacional

Não se percebe a péssima primeira parte…

O Eusébio não faz anos todas as semanas! Semana passada pediu como prenda uma vitória frente ao Guimarães e o Benfica fez na primeira parte a melhor exibição da época. Depois do Porto ter perdido com o Sporting, e a desvantagem dos encarnados ter-se reduzido para oito pontos, o mínimo que se exigia era que a equipa do Benfica desde o início tomasse a iniciativa de «pegar» no jogo. Mas o que aconteceu foi que o Benfica começou o jogo a ver o Nacional a jogar, a trocar a bola e a dispôr das melhores oportunidades de golo do jogo.

Quim fez uma grande defesa a evitar o golo do Nacional, enquanto os encarnados não alinhavam três toques seguidos na bola. Nuno Gomes lesionou-se(mais uma lesão muscular) e foi substituído por Christian Rodriguez.

Na segunda parte a réplica do Nacional em termos de discutir a vitória no jogo durou mais vinte minutos. Maxi Pereira em remate de fora da área fez brilhar o guarda-redes do Nacional e com as substituições os encarnados empurraram o Nacional para a baliza que dese então só se interessaram em deixar passar o tempo (só numa ocasião perderam-se os quatro minutos que o árbitro concedeu no fim). Noutra rábula, um jogador do Nacional (Fábio Coentrão?) caiu em zona defensiva, os colegas partiram para uma jogada de perigo, continuaram-na até à finalização com Quim a defender e só depois o árbitro interrompe para a assistência do jogador do Nacional.

A entrada de Mantorras desestabilizou a equipa do Nacional mas não se percebeu a opção por sair Di Maria que estava a ser um dos mais dinâmicos. Cardozo ainda viu um remate com selo de golo ser desviado pelo corpo de um defesa para a bola acabar por sair por cima da barra, e assim foi mais um zero do Benfica. Na primeira parte foi ainda pior do que zero, foi mesmo negativo.

O Benfica que se cuide e lute para o segundo lugar porque a jogar desta maneira, sem mostrar organização de jogo, com bolas paradas invariavelmente desperdiçadas sem perigo e a jogar como o fez na primeira parte, vai parar ao quarto lugar.

A arbitragem esteve anestesiada com a qualidade fraca do jogo e parecia que não queria mostrar cartões. Depois o primeiro (tinha de ser) foi para um benfiquista Di Maria (por simular uma falta), mas ficaram vários outros por mostrar: Luisão, Patacas, e um outro que fez falta sobre Christian Rodriguez e que o árbitro deu a lei da vantagem mas sem mostrar o cartão amarelo depois. Mas com Benquerença o tal que não viu o frango de Vítor Baía no remate de meio-campo de Petit, também não podemos esperar mais…

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Olegário Benquerença, Aux – José Cardinal e Valter Oliveira

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Luisão, Edcarlos e Nélson (Léo 67′); Maxi Pereira, Katsouranis, Petit e Di Maria (Mantorras 79′); Nuno Gomes (Christian Rodriguez 39′) e Cardozo

NACIONAL – Bracalli; Patacas, Ricardo Fernandes, Fernando Cardozo e Alonso; Cléber e Edson; Juninho (Adriano 68′), Juliano e Fábio Coentrão (Pateiro 74′); Rodrigo (Lipatin 63′).

76′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por simular «penalty».
79′ Cartão amarelo para Adriano (Nacional).

 

Porque não entregam já as faixas ?

Filed under: arbitragem,Futebol — looking4good @ 7:49 pm
Futebol ou vigarice?

Um tropeço do Porto e logo os galões são puxados para não haver dúvidas. Em casa contra o último e um penalty não assinalado a favor do Leiria e o primeiro golo em claro fora de jogo. E assim vão cantando e rindo …
 

Reconstituição – Elisa Lucinda

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 2:18 pm

Tive de repente
saudade da bebida que eu estava bebendo…
tive saudade e tentei me lembrar que gosto faltava,
qual era a bebida…
Fui procurando entre copos e móveis
e dei com sua boca.

A saudade era dela
A bebida era o beijo.

Elisa Lucinda dos Campos Gomes (n. em Vitória a 2 de Fev. 1958; ~)

 

Reconstituição – Elisa Lucinda

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 2:18 pm

Tive de repente
saudade da bebida que eu estava bebendo…
tive saudade e tentei me lembrar que gosto faltava,
qual era a bebida…
Fui procurando entre copos e móveis
e dei com sua boca.

A saudade era dela
A bebida era o beijo.

Elisa Lucinda dos Campos Gomes (n. em Vitória a 2 de Fev. 1958; ~)