Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

USA is obstructing progress in Bali Dezembro 13, 2007

Filed under: environment,politics,USA — looking4good @ 8:52 pm
«My own country, the United States, is principally responsible for obstructing progress here in Bali. We all know that» – said Al Gore, 2007 Nobel Peace Prize, this Thursday, speeching at the UN Climate Change Conference in Nusa Dua, Indonesia.
Anúncios
 

Joy (That Indescribable Feeling That Wells Up Inside Us)

Filed under: Inspirational — looking4good @ 8:43 pm


Joy is different from happiness although to many, they may mean the same. Happiness is contingent upon the realization of a cherished goal or want. Happiness is an external manifestation of that feeling of elation over a positive development in one’s life.

We may be happy because we hit the jackpot in a lottery, or we landed a big business deal, or our child won in a spelling bee contest in school, and so many other positive developments in our lives that give us that feeling of wellness and exuberance inside.

Not so with joy. Joy is from the Creator. It is the feeling of indescribable joy that is not contingent on any external circumstances or situations in one’s life. One may be in the most miserable and dangerous situation in life and still be in the state of indescribable or overflowing joy. Why? Because indescribable or overflowing joy is anchored on the firm hope and faith of the believer in the promise of His Creator.

Have you ever thought about the reasons why the early Christians exuded that indescribable joy even though they were persecuted, crucified and fed to the lions by their Roman tormentors?

The frenzied mob that flocked the Coliseum during those times were awestruck by the stoic faith and calm in the faces of those Christian martyrs as they were mauled to death by lions, or were burned alive at the cross, or were mercilessly slaughtered by war toughened gladiators.

Expecting that the victims would be so hysterical and fight their tormentors to preserve their own lives, the audience were treated to a sight seemingly out of this world.

The Christians were looking up to heaven and were singing praise and worship to their Creator. Why? Because they were clinging to that cherished hope that they will be with their Creator in His blissful abode after their impending demise.

If we are at peace with our Creator and we know that we are walking in His will, then we have that same indescribable and overflowing joy in our hearts. No matter what the circumstances may be, we may be living in the most wretched situation, yet that same indescribable and overflowing joy will remain in our hearts until we see the day of our eventual deliverance and return to the bosom of our Creator.

Joy To The World

Posted by Mel Avila Alarilla
Philippines
Spiritual/Inspirational

 

Ensino reprodutor de ignorância: o que eles não sabem

Filed under: Actualidade,opinião — looking4good @ 8:00 pm
«O ensino é um reprodutor de ignorância. Quando se contacta com um jovem com o ensino secundário, ele não sabe fazer contas, não sabe falar, não sabe escrever, não sabe pensar. E isto é o produto da escola portuguesa» – Prof. Medina Carreira.

Talvez… senhor Professor! Mas o jovem sabe mandar SMS, sabe mandar emails, sabe o nome de todas as discotecas da moda, sabe o nome dos jogos online mais vendidos, sabe fazer «download» de filmes que ainda não estrearam, sabe quais os «chats» que estão a dar, sabem os modelos mais modernos de MP3 … e sabe isso tudo … talvez porque não seja ensinado nas escolas.

Sabe ainda que mesmo não sabendo aquilo que o senhor professor sabe que ele não sabe, sabe mais do que muitos (até licenciados) que não sabendo que não sabem, expõem a sua ignorância e se vê afinal que não sabem mais do que uma criança de dez anos (como se tem visto no programa da TV…)!
 

Penelope

Filed under: Music — looking4good @ 2:44 am

boomp3.com

 

Faz hoje 20 anos que o Porto ganhou a Taça Intercontinental em Tóquio

Filed under: efemerides,FC Porto,Futebol — looking4good @ 2:03 am
Pois é! E pode ver hoje no Canal Memória da RTP às 24 horas a reposição do jogo. Entretanto fique com a lembrança resumida de como foi:
FC Porto-Peñarol, 2-1 (a.prolgto.)

Taça Intercontinental, Toyota Cup
Tóquio, Estádio Nacional, 13 de Dezembro, 1987
Espectadores: cerca de 80.000

FC Porto: Mlynarczyk; João Pinto, Lima Pereira, Geraldão e Inácio; J. Magalhães, André, Sousa, Rui Barros (Quim, 61);Gomes e Madjer.

Treinador: Tomislav Ivic.

Peñarol: Pereira; Rotti, Trasante, Herrean (Gonsalves, 95), Domínguez, Perdomo, Da Silva, Aguirre, Vidal, Cabrera (Matosas, 46), Viera.

Treinador: Óscar Tabarez.

Golos: 1-0 Gomes 42, 1-1 Viera 80; 1-1 Madjer 110′

 

Faz hoje 20 anos que o Porto ganhou a Taça Intercontinental em Tóquio

Filed under: efemerides,FC Porto,Futebol — looking4good @ 2:03 am
Pois é! E pode ver hoje no Canal Memória da RTP às 24 horas a reposição do jogo. Entretanto fique com a lembrança resumida de como foi:
FC Porto-Peñarol, 2-1 (a.prolgto.)

Taça Intercontinental, Toyota Cup
Tóquio, Estádio Nacional, 13 de Dezembro, 1987
Espectadores: cerca de 80.000

FC Porto: Mlynarczyk; João Pinto, Lima Pereira, Geraldão e Inácio; J. Magalhães, André, Sousa, Rui Barros (Quim, 61);Gomes e Madjer.

Treinador: Tomislav Ivic.

Peñarol: Pereira; Rotti, Trasante, Herrean (Gonsalves, 95), Domínguez, Perdomo, Da Silva, Aguirre, Vidal, Cabrera (Matosas, 46), Viera.

Treinador: Óscar Tabarez.

Golos: 1-0 Gomes 42, 1-1 Viera 80; 1-1 Madjer 110′

 

Pelicano – Adélia Prado

Filed under: Adélia Prado,poesia — looking4good @ 1:48 am

Navio da Armada Portuguesa «Creoula» daqui

Um dia vi um navio de perto.
Por muito tempo olhei-o
com a mesma gula sem pressa com que olho Jonathan:
primeiro as unhas, os dedos, seus nós.
Eu amava o navio.
Oh! eu dizia. Ah, que coisa é um navio!
Ele balançava de leve
como os sedutores meneiam.
À volta de mim busquei pessoas:
olha, olha o navio
e dispus-me a falar do que não sabia
para que enfim tocasse
no onde o que não tem pés
caminha sobre a massa das águas.
Uma noite dessas, antes de me deitar
vi – como vi o navio – um sentimento.
Travada de interjeições, mutismos,
vocativos supremos balbuciei:
Ó Tu! e Ó Vós!
– a garganta doendo por chorar –
Me ocorreu que na escuridão da noite
eu estava poetizada,
um desejo supremo me queria
Ó Misericórdia, eu disse
e pus minha boca no jorro daquele peito.
Ó amor, e me deixei afagar,
a visão esmaecendo-se,
lúcida, ilógica,
verdadeira como um navio.

in Poesia Brasileira do Séc. XX (Dos Modernistas à Actualidade), Jorge Henrique Bastos, Antígona

Adélia Prado (n. Divinópolis, 13 de Dez de 1935, ~).

Ler da mesma autora neste blog: Poema Começado do Fim