Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Taça de Portugal: Sem surpresa o Benfica (também) passa Dezembro 9, 2007

Filed under: Académica,Benfica,Taça de Portugal — looking4good @ 11:45 pm
Benfica logoAcadémica logo
Benfica

3-1

Académica

Cardozo com mais dois golos…

Camacho aproveitou este jogo para fazer descansar alguns jogadores e rodar outros. Buttt em vez de Quim na baliza, Edcarlos em vez de David Luís na parceria com Luisão. Katsouranis, Maxi Pereira e Rui Costa também descansaram jogando Bynia, Di Maria e Nuno Assis.

Perante um público em fraco número (o mais baixo desde a inauguração do novo estádio, em jogos oficiais) o Benfica dominou a primeira parte do jogo, perante uma Académica fraquinha que nunca incomodou a sério o reduto defensivo encarnado e com muitas dificuldades mesmo na defesa, principalmente no jogo aéreo.

Assim, o Benfica mesmo sem jogar bem criava algumas oportunidades (Edcarlos à barra aos 8′ na sequência de um canto e uma tabelinha Cardozo-Nuno Gomes-Cardozo com este a disparar por cima da barra) e por isso não estranhou o golo do Benfica aos 40′. Houve uma sequência de quatro pontapés de canto, três da direita do ataque e o quarto da esquerda. Este foi apontado por Nuno Assis e Luisão de cabeça inaugurou o marcador.

Passados poucos minutos numa jogada rápida Léo assistiu Cardozo que flectiu um pouco para a esquerda mas com tempo para rematar cruzado de pé esquerdo (pois claro) à saída de Pedro Roma, fazendo o segundo golo.

Com 2-0 ao intervalo e perante a fraca capacidade da equipa de Coimbra esperava-se uma segunda parte tranquila lá para os lados da Luz. A verdade é que Domingos Paciencia fez entrar Ivanildo ao intervalo mas mais do que isso conseguiu alterar a postura da equipa. Hélder Barbosa apareceu com algumas boas iniciativas de ataque e com o golo de N’Doye num remate de muito longe (com muitas culpas para Butt) aos 53′, a Académica passou a acreditar que o jogo ainda estava «vivo». Em contrapartida a equipa do Benfica, que já havia perdido Léo (lesionado no início da segunda parte foi substituído por Luís Filipe), perdeu o controlo do meio-campo e o 2-2 esteve para acontecer. Uma excelente jogada de Hélder Barbosa concluida com remate cruzado e a bola a bater no poste direito da baliza de Butt.

O resultado esteve em aberto até perto do final, até que outra vez na sequência de um canto da esquerda do ataque encarnado a bola foi para o outro lado recolhida por Nuno Assis que deu um toque para Nuno Gomes cruzar e pôr a bola na cabeça de Cardozo que, livre de maracação, fez de cabeça o 3-1 final.

Carlos Xistra marcou muitas faltinhas e mostrou porque nunca será um árbitro de grande categoria. Na primeira parte pareceu existir um penalty sobre Nuno Assis (empurrão de Pavlovic) e na segunda parte Cardozo ganhou a bola a um defesa, com o ataque do Benfica a ficar em situação de dois para um, mas o árbitro a considerar que tinha havido falta (inexistente) de Cardozo.

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

BENFICA – Butt; Nélson, Luisão, Edcarlos e Léo (Luís Filipe, 48 m); Nuno Assis, Petit, Binya e Di Maria (Freddy Adu, 75 m); Nuno Gomes e Cardozo (Mantorras, 87 m).

ACADÉMICA – Pedro Roma; Pedro Costa, Litos, Kaká e Vítor Vinha; Pavlovic, Paulo Sérgio (Ivanildo, 46 m) e N´Doye (Miguel Pedro, 68 m); Lito, Joeano (Gyano, 66 m) e Hélder Barbosa.

Golos: 1-0, Luisão (40 m), 2-0, Cardozo (44 m); 2-1, N´Doye (53 m), 3-1, Cardozo (85 m).

Disciplina: Cartão amarelo a Kaká, Litos, Edcarlos, Pavlovic, Binya e Luís Filipe.

Anúncios
 

Taça de Portugal: Sem surpresa o Benfica (também) passa

Filed under: Académica,Benfica,Taça de Portugal — looking4good @ 11:45 pm
Benfica logoAcadémica logo
Benfica

3-1

Académica

Cardozo com mais dois golos…

Camacho aproveitou este jogo para fazer descansar alguns jogadores e rodar outros. Buttt em vez de Quim na baliza, Edcarlos em vez de David Luís na parceria com Luisão. Katsouranis, Maxi Pereira e Rui Costa também descansaram jogando Bynia, Di Maria e Nuno Assis.

Perante um público em fraco número (o mais baixo desde a inauguração do novo estádio, em jogos oficiais) o Benfica dominou a primeira parte do jogo, perante uma Académica fraquinha que nunca incomodou a sério o reduto defensivo encarnado e com muitas dificuldades mesmo na defesa, principalmente no jogo aéreo.

Assim, o Benfica mesmo sem jogar bem criava algumas oportunidades (Edcarlos à barra aos 8′ na sequência de um canto e uma tabelinha Cardozo-Nuno Gomes-Cardozo com este a disparar por cima da barra) e por isso não estranhou o golo do Benfica aos 40′. Houve uma sequência de quatro pontapés de canto, três da direita do ataque e o quarto da esquerda. Este foi apontado por Nuno Assis e Luisão de cabeça inaugurou o marcador.

Passados poucos minutos numa jogada rápida Léo assistiu Cardozo que flectiu um pouco para a esquerda mas com tempo para rematar cruzado de pé esquerdo (pois claro) à saída de Pedro Roma, fazendo o segundo golo.

Com 2-0 ao intervalo e perante a fraca capacidade da equipa de Coimbra esperava-se uma segunda parte tranquila lá para os lados da Luz. A verdade é que Domingos Paciencia fez entrar Ivanildo ao intervalo mas mais do que isso conseguiu alterar a postura da equipa. Hélder Barbosa apareceu com algumas boas iniciativas de ataque e com o golo de N’Doye num remate de muito longe (com muitas culpas para Butt) aos 53′, a Académica passou a acreditar que o jogo ainda estava «vivo». Em contrapartida a equipa do Benfica, que já havia perdido Léo (lesionado no início da segunda parte foi substituído por Luís Filipe), perdeu o controlo do meio-campo e o 2-2 esteve para acontecer. Uma excelente jogada de Hélder Barbosa concluida com remate cruzado e a bola a bater no poste direito da baliza de Butt.

O resultado esteve em aberto até perto do final, até que outra vez na sequência de um canto da esquerda do ataque encarnado a bola foi para o outro lado recolhida por Nuno Assis que deu um toque para Nuno Gomes cruzar e pôr a bola na cabeça de Cardozo que, livre de maracação, fez de cabeça o 3-1 final.

Carlos Xistra marcou muitas faltinhas e mostrou porque nunca será um árbitro de grande categoria. Na primeira parte pareceu existir um penalty sobre Nuno Assis (empurrão de Pavlovic) e na segunda parte Cardozo ganhou a bola a um defesa, com o ataque do Benfica a ficar em situação de dois para um, mas o árbitro a considerar que tinha havido falta (inexistente) de Cardozo.

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

BENFICA – Butt; Nélson, Luisão, Edcarlos e Léo (Luís Filipe, 48 m); Nuno Assis, Petit, Binya e Di Maria (Freddy Adu, 75 m); Nuno Gomes e Cardozo (Mantorras, 87 m).

ACADÉMICA – Pedro Roma; Pedro Costa, Litos, Kaká e Vítor Vinha; Pavlovic, Paulo Sérgio (Ivanildo, 46 m) e N´Doye (Miguel Pedro, 68 m); Lito, Joeano (Gyano, 66 m) e Hélder Barbosa.

Golos: 1-0, Luisão (40 m), 2-0, Cardozo (44 m); 2-1, N´Doye (53 m), 3-1, Cardozo (85 m).

Disciplina: Cartão amarelo a Kaká, Litos, Edcarlos, Pavlovic, Binya e Luís Filipe.

 

Taça de Portugal: Sem surpresa o Benfica (também) passa

Filed under: Académica,Benfica,Taça de Portugal — looking4good @ 11:45 pm
Benfica logoAcadémica logo
Benfica

3-1

Académica

Cardozo com mais dois golos…

Camacho aproveitou este jogo para fazer descansar alguns jogadores e rodar outros. Buttt em vez de Quim na baliza, Edcarlos em vez de David Luís na parceria com Luisão. Katsouranis, Maxi Pereira e Rui Costa também descansaram jogando Bynia, Di Maria e Nuno Assis.

Perante um público em fraco número (o mais baixo desde a inauguração do novo estádio, em jogos oficiais) o Benfica dominou a primeira parte do jogo, perante uma Académica fraquinha que nunca incomodou a sério o reduto defensivo encarnado e com muitas dificuldades mesmo na defesa, principalmente no jogo aéreo.

Assim, o Benfica mesmo sem jogar bem criava algumas oportunidades (Edcarlos à barra aos 8′ na sequência de um canto e uma tabelinha Cardozo-Nuno Gomes-Cardozo com este a disparar por cima da barra) e por isso não estranhou o golo do Benfica aos 40′. Houve uma sequência de quatro pontapés de canto, três da direita do ataque e o quarto da esquerda. Este foi apontado por Nuno Assis e Luisão de cabeça inaugurou o marcador.

Passados poucos minutos numa jogada rápida Léo assistiu Cardozo que flectiu um pouco para a esquerda mas com tempo para rematar cruzado de pé esquerdo (pois claro) à saída de Pedro Roma, fazendo o segundo golo.

Com 2-0 ao intervalo e perante a fraca capacidade da equipa de Coimbra esperava-se uma segunda parte tranquila lá para os lados da Luz. A verdade é que Domingos Paciencia fez entrar Ivanildo ao intervalo mas mais do que isso conseguiu alterar a postura da equipa. Hélder Barbosa apareceu com algumas boas iniciativas de ataque e com o golo de N’Doye num remate de muito longe (com muitas culpas para Butt) aos 53′, a Académica passou a acreditar que o jogo ainda estava «vivo». Em contrapartida a equipa do Benfica, que já havia perdido Léo (lesionado no início da segunda parte foi substituído por Luís Filipe), perdeu o controlo do meio-campo e o 2-2 esteve para acontecer. Uma excelente jogada de Hélder Barbosa concluida com remate cruzado e a bola a bater no poste direito da baliza de Butt.

O resultado esteve em aberto até perto do final, até que outra vez na sequência de um canto da esquerda do ataque encarnado a bola foi para o outro lado recolhida por Nuno Assis que deu um toque para Nuno Gomes cruzar e pôr a bola na cabeça de Cardozo que, livre de maracação, fez de cabeça o 3-1 final.

Carlos Xistra marcou muitas faltinhas e mostrou porque nunca será um árbitro de grande categoria. Na primeira parte pareceu existir um penalty sobre Nuno Assis (empurrão de Pavlovic) e na segunda parte Cardozo ganhou a bola a um defesa, com o ataque do Benfica a ficar em situação de dois para um, mas o árbitro a considerar que tinha havido falta (inexistente) de Cardozo.

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

BENFICA – Butt; Nélson, Luisão, Edcarlos e Léo (Luís Filipe, 48 m); Nuno Assis, Petit, Binya e Di Maria (Freddy Adu, 75 m); Nuno Gomes e Cardozo (Mantorras, 87 m).

ACADÉMICA – Pedro Roma; Pedro Costa, Litos, Kaká e Vítor Vinha; Pavlovic, Paulo Sérgio (Ivanildo, 46 m) e N´Doye (Miguel Pedro, 68 m); Lito, Joeano (Gyano, 66 m) e Hélder Barbosa.

Golos: 1-0, Luisão (40 m), 2-0, Cardozo (44 m); 2-1, N´Doye (53 m), 3-1, Cardozo (85 m).

Disciplina: Cartão amarelo a Kaká, Litos, Edcarlos, Pavlovic, Binya e Luís Filipe.

 

Taça de Portugal: Sem surpresa o Benfica (também) passa

Filed under: Académica,Benfica,Taça de Portugal — looking4good @ 11:45 pm
Benfica logoAcadémica logo
Benfica

3-1

Académica

Cardozo com mais dois golos…

Camacho aproveitou este jogo para fazer descansar alguns jogadores e rodar outros. Buttt em vez de Quim na baliza, Edcarlos em vez de David Luís na parceria com Luisão. Katsouranis, Maxi Pereira e Rui Costa também descansaram jogando Bynia, Di Maria e Nuno Assis.

Perante um público em fraco número (o mais baixo desde a inauguração do novo estádio, em jogos oficiais) o Benfica dominou a primeira parte do jogo, perante uma Académica fraquinha que nunca incomodou a sério o reduto defensivo encarnado e com muitas dificuldades mesmo na defesa, principalmente no jogo aéreo.

Assim, o Benfica mesmo sem jogar bem criava algumas oportunidades (Edcarlos à barra aos 8′ na sequência de um canto e uma tabelinha Cardozo-Nuno Gomes-Cardozo com este a disparar por cima da barra) e por isso não estranhou o golo do Benfica aos 40′. Houve uma sequência de quatro pontapés de canto, três da direita do ataque e o quarto da esquerda. Este foi apontado por Nuno Assis e Luisão de cabeça inaugurou o marcador.

Passados poucos minutos numa jogada rápida Léo assistiu Cardozo que flectiu um pouco para a esquerda mas com tempo para rematar cruzado de pé esquerdo (pois claro) à saída de Pedro Roma, fazendo o segundo golo.

Com 2-0 ao intervalo e perante a fraca capacidade da equipa de Coimbra esperava-se uma segunda parte tranquila lá para os lados da Luz. A verdade é que Domingos Paciencia fez entrar Ivanildo ao intervalo mas mais do que isso conseguiu alterar a postura da equipa. Hélder Barbosa apareceu com algumas boas iniciativas de ataque e com o golo de N’Doye num remate de muito longe (com muitas culpas para Butt) aos 53′, a Académica passou a acreditar que o jogo ainda estava «vivo». Em contrapartida a equipa do Benfica, que já havia perdido Léo (lesionado no início da segunda parte foi substituído por Luís Filipe), perdeu o controlo do meio-campo e o 2-2 esteve para acontecer. Uma excelente jogada de Hélder Barbosa concluida com remate cruzado e a bola a bater no poste direito da baliza de Butt.

O resultado esteve em aberto até perto do final, até que outra vez na sequência de um canto da esquerda do ataque encarnado a bola foi para o outro lado recolhida por Nuno Assis que deu um toque para Nuno Gomes cruzar e pôr a bola na cabeça de Cardozo que, livre de maracação, fez de cabeça o 3-1 final.

Carlos Xistra marcou muitas faltinhas e mostrou porque nunca será um árbitro de grande categoria. Na primeira parte pareceu existir um penalty sobre Nuno Assis (empurrão de Pavlovic) e na segunda parte Cardozo ganhou a bola a um defesa, com o ataque do Benfica a ficar em situação de dois para um, mas o árbitro a considerar que tinha havido falta (inexistente) de Cardozo.

Estádio da Luz, em Lisboa

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

BENFICA – Butt; Nélson, Luisão, Edcarlos e Léo (Luís Filipe, 48 m); Nuno Assis, Petit, Binya e Di Maria (Freddy Adu, 75 m); Nuno Gomes e Cardozo (Mantorras, 87 m).

ACADÉMICA – Pedro Roma; Pedro Costa, Litos, Kaká e Vítor Vinha; Pavlovic, Paulo Sérgio (Ivanildo, 46 m) e N´Doye (Miguel Pedro, 68 m); Lito, Joeano (Gyano, 66 m) e Hélder Barbosa.

Golos: 1-0, Luisão (40 m), 2-0, Cardozo (44 m); 2-1, N´Doye (53 m), 3-1, Cardozo (85 m).

Disciplina: Cartão amarelo a Kaká, Litos, Edcarlos, Pavlovic, Binya e Luís Filipe.

 

Taça de Portugal – 4ª. Eliminatória – Todos os resultados

Filed under: Futebol,Taça de Portugal — looking4good @ 11:18 pm

Resultados da 4ª. Eliminatória da Taça de Portugal

Hoje 9 Dezembro de 2007

BENFICA 3 – 1 Académica (Luisão 40′ e Cardozo 45′ e 86′; N’Doye 53′)

Serzedelo (3.ª) 0 – 3 NAVAL 1.º MAIO (Elivélton 15′; Marcelinho 24′, Saulo 29′)

Atlético (2.ª) 0 – 1 VITÓRIA DE GUIMARÃES (Rolão 63′ p.b.)

Camacha (2.ª) 2 – 3 SPORTING DE BRAGA (1-0 Alex 15′; 1-1 Rodriguez 23′, 1-2 Lino 60′ ; 1-3, Jaílson 70′ ; 2-3 ? )

UNIÃO DE LEIRIA 2 – 0 Nelas (2.ª) (Cadu 36′ e Éder Gaúcho 45′)

FEIRENSE (LH)4 – 1 SC Lusitânia (2.ª) (Jorge Leitão 32′, Luciano 51′ e 60′ e Barge 63′ g.p.; Alex 90′)

LAGOA (2.ª)3 – 2 Santa Clara (LH) (1-0 Sadjó 39′, 2-0 Janita 57′,3-0 Márcio Candeias 72′; 3-1 Júlio César 75′, 3-2 Rúben Rodrigues 88′)

OLIVEIRENSE (2.ª) 4 – 0 Mondinense (3.ª) (Magano 1′, Artur 3′, Sérgio Grilo 19′, Correia 58′)

Carregado (2.ª) 1 – 2 OLHANENSE (LH) (Topê 38′ g.p.; Djalmir 33′ g.p. e 57′)

Real (2.ª)0 – 1 DESPORTIVO AVES (LH) (Tatu 54′)

PENAFIEL (LH) 2 – 1 Vizela (LH) (1-0 Rui Sampaio 17′; 1-1 Emerson 23′; 2-1 Ferreira 83′)

Infesta (2.ª)1 – 2 JUVENTUDE DE ÉVORA (2.ª) (1-0 Vitinha 66′; 1-1 Beto 70′, 1-2 Sandro 79′)

VALDEVEZ (2.ª) 3 – 1 (após prol.) Tocha (3.ª) (0-1 Rafael 38′ ; 1-1 André Carvalho 87′ 2-1 David 103′, 3-1 Cássio 120′)

ANADIA (2.ª) 1 – 0 Freamunde (LH) (Tiago Borges 63′)

MOREIRENSE (2.ª) 4 – 0 Machico (2.ª) (Sérgio Gameiro 10′ g.p., João Duarte 34′, Nuno Fonseca 53′ e Quim 89′)

Operário (2.ª) 0 – 1 VITÓRIA SETÚBAL (Edinho 79′)

ESTRELA DA AMADORA 4 – 2 (ap. prolong) Fátima (LH) (1-0 Mateus 5′, 2-0 Tiago Gomes 67′, 2-1 Veríssimo 73′, 2-2 Nuno Gomes 83′; 3-2 Hugo Carreira, 4-2 Rui Duarte 105′)

Messinense (2.ª) 0-2 (ap. prolong.) GIL VICENTE (LH) (Bruno Filipe 98′ e João Vilela 108′)

SERTANENSE (3.ª) 2 – 1 (ap. prolong.) Portimonense (LH) (0-1 Tarantini 42′ pen; 1-1Marco Farinha 54′ , 2-1 Milford 117′)

RIO AVE (LH) 6 – 1 Rebordosa (3.ª) (Keita 13’, 40’, 57’ e 69’, Henrique 47’ g.p. e Tiago Terroso 66’; Fábio Faria 73’ p.b.)

BEIRA-MAR (LH) 0-0 (3 – 2 pen.) Moncorvo (3.ª)

ABRANTES (2.ª) 0 – 0 (6-5 pen) Monsanto (3.ª)

Sábado 8 Dez

LEIXÕES 4 – 0 Torreense (2.ª) (Paulo Machado 9′, Diogo Valente 60′, Roberto 69′, Ezequias 80′)

NACIONAL 5 – 0 Cova da Piedade (3.ª) (Lipatin 21′, 43′, 90′, Ricardo Fernandes 35′, Patacas 86′)

SPORTING 4 – 0 Louletano (2.ª) (Purovic 4′, 35′, Vukcevic 76′, Izmailov 84′)

Belenenses 2 – 2 (4-5 g.p.) PAÇOS DE FERREIRA (0-1 Edson 44′, 0-2 Furtado 51′; 1-2 e 2-2 João Paulo 84′ e 90′)

Sexta-feira 7 Dez

Desportivo de Chaves (2.ª) 0 – 2 FC PORTO (Hélder Postiga 53′, Adriano 90’+1)

Isentos: Boavista e Marítimo.

 

Vignettes From The Pearly Gates (Day 10)

Filed under: Inspirational — looking4good @ 9:04 pm


Though the way be dark and dreary, though fear and dread beset us every step of the way, though death seems to stalk us at every turn, remember to always trust in the Lord and say, “Even though I walk through the valley of the shadow of death, I will fear no evil for you are with me, your rod and your staff they comfort me.” (Psalms 23: 4)

Posted by Mel Avila Alarilla
Philippines
Spiritual/Inspirational

 

:: a present ::

Filed under: Art — looking4good @ 7:42 pm

Made a present for two friends.
For a T-Shirt.