Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Corinthians: Há dois anos o Brasileirão, há dois dias a descida de divisão Dezembro 4, 2007

Filed under: Brasil,Corinthians,Futebol — looking4good @ 7:04 am

Faz hoje dois anos que o Corinthians sagrava-se Campeão do Brasil ao vencer o Campeonato Brasileiro de 2005.

Pois no passado fim de semana o popular clube de São Paulo desceu à Série B ao perder o sprint final pela manutenção frente ao Goiás vencedor na última jornada, enquanto o Corinthians só empatava 1-1 fora com o Grémio.

A vida é assim: tem altos e baixos. E o desporto fazendo parte da vida também se passa o mesmo.

«Estamos sim muito tristes. Envergonhados nunca, porque somos corinthianos com muito orgulho» (Edgard Ortiz).

Sofrimento dos adeptos

 

Corinthians: Há dois anos o Brasileirão, há dois dias a descida de divisão

Filed under: Brasil,Corinthians,Futebol — looking4good @ 7:04 am

Faz hoje dois anos que o Corinthians sagrava-se Campeão do Brasil ao vencer o Campeonato Brasileiro de 2005.

Pois no passado fim de semana o popular clube de São Paulo desceu à Série B ao perder o sprint final pela manutenção frente ao Goiás vencedor na última jornada, enquanto o Corinthians só empatava 1-1 fora com o Grémio.

A vida é assim: tem altos e baixos. E o desporto fazendo parte da vida também se passa o mesmo.

«Estamos sim muito tristes. Envergonhados nunca, porque somos corinthianos com muito orgulho» (Edgard Ortiz).

Sofrimento dos adeptos

 

Corinthians: Há dois anos o Brasileirão, há dois dias a descida de divisão

Filed under: Brasil,Corinthians,Futebol — looking4good @ 7:04 am

Faz hoje dois anos que o Corinthians sagrava-se Campeão do Brasil ao vencer o Campeonato Brasileiro de 2005.

Pois no passado fim de semana o popular clube de São Paulo desceu à Série B ao perder o sprint final pela manutenção frente ao Goiás vencedor na última jornada, enquanto o Corinthians só empatava 1-1 fora com o Grémio.

A vida é assim: tem altos e baixos. E o desporto fazendo parte da vida também se passa o mesmo.

«Estamos sim muito tristes. Envergonhados nunca, porque somos corinthianos com muito orgulho» (Edgard Ortiz).

Sofrimento dos adeptos

 

Funesta – Filinto de Almeida

Filed under: Filinto de Almeida,poesia — looking4good @ 1:25 am
Áurea Purpúrea – Óleo sobre tela, sem data.
98×95,5 cm Colecção Fundação Nadir Afonso
Nadir Afonso (b. in Chaves 4 Dec 1920; ~)

Se passas junto a mim, eu sinto as vagas
Do fundo oceano da paixão, rolando,
Quebrarem-se em meu peito, como quando
Rebentam as do Mar nas duras fragas.

Da luz do teu olhar sereno e brando
Toda a minh’alma docemente alagas;
Se por acaso ris-te e se me afagas,
Semiânime julgo-me tombando!

Tens sobre mim a ação misteriosa
Que sobre o aço tem o imã! Cismo
Que já me empolga a força deliciosa!

Sou presa desse eterno magnetismo!
E quando tu me fitas silenciosa,
Sinto que vou rolar num fundo abismo!

Francisco Filinto de Almeida (n. no Porto em 4 Dez. 1857; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 28 Jan. 1945).

 

Funesta – Filinto de Almeida

Filed under: Filinto de Almeida,poesia — looking4good @ 1:25 am
Áurea Purpúrea – Óleo sobre tela, sem data.
98×95,5 cm Colecção Fundação Nadir Afonso
Nadir Afonso (b. in Chaves 4 Dec 1920; ~)

Se passas junto a mim, eu sinto as vagas
Do fundo oceano da paixão, rolando,
Quebrarem-se em meu peito, como quando
Rebentam as do Mar nas duras fragas.

Da luz do teu olhar sereno e brando
Toda a minh’alma docemente alagas;
Se por acaso ris-te e se me afagas,
Semiânime julgo-me tombando!

Tens sobre mim a ação misteriosa
Que sobre o aço tem o imã! Cismo
Que já me empolga a força deliciosa!

Sou presa desse eterno magnetismo!
E quando tu me fitas silenciosa,
Sinto que vou rolar num fundo abismo!

Francisco Filinto de Almeida (n. no Porto em 4 Dez. 1857; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 28 Jan. 1945).

 

Funesta – Filinto de Almeida

Filed under: Filinto de Almeida,poesia — looking4good @ 1:25 am
Áurea Purpúrea – Óleo sobre tela, sem data.
98×95,5 cm Colecção Fundação Nadir Afonso
Nadir Afonso (b. in Chaves 4 Dec 1920; ~)

Se passas junto a mim, eu sinto as vagas
Do fundo oceano da paixão, rolando,
Quebrarem-se em meu peito, como quando
Rebentam as do Mar nas duras fragas.

Da luz do teu olhar sereno e brando
Toda a minh’alma docemente alagas;
Se por acaso ris-te e se me afagas,
Semiânime julgo-me tombando!

Tens sobre mim a ação misteriosa
Que sobre o aço tem o imã! Cismo
Que já me empolga a força deliciosa!

Sou presa desse eterno magnetismo!
E quando tu me fitas silenciosa,
Sinto que vou rolar num fundo abismo!

Francisco Filinto de Almeida (n. no Porto em 4 Dez. 1857; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 28 Jan. 1945).

 

Funesta – Filinto de Almeida

Filed under: Filinto de Almeida,poesia — looking4good @ 1:25 am
Áurea Purpúrea – Óleo sobre tela, sem data.
98×95,5 cm Colecção Fundação Nadir Afonso
Nadir Afonso (b. in Chaves 4 Dec 1920; ~)

Se passas junto a mim, eu sinto as vagas
Do fundo oceano da paixão, rolando,
Quebrarem-se em meu peito, como quando
Rebentam as do Mar nas duras fragas.

Da luz do teu olhar sereno e brando
Toda a minh’alma docemente alagas;
Se por acaso ris-te e se me afagas,
Semiânime julgo-me tombando!

Tens sobre mim a ação misteriosa
Que sobre o aço tem o imã! Cismo
Que já me empolga a força deliciosa!

Sou presa desse eterno magnetismo!
E quando tu me fitas silenciosa,
Sinto que vou rolar num fundo abismo!

Francisco Filinto de Almeida (n. no Porto em 4 Dez. 1857; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 28 Jan. 1945).

 

Funesta – Filinto de Almeida

Filed under: Filinto de Almeida,poesia — looking4good @ 1:25 am
Áurea Purpúrea – Óleo sobre tela, sem data.
98×95,5 cm Colecção Fundação Nadir Afonso
Nadir Afonso (b. in Chaves 4 Dec 1920; ~)

Se passas junto a mim, eu sinto as vagas
Do fundo oceano da paixão, rolando,
Quebrarem-se em meu peito, como quando
Rebentam as do Mar nas duras fragas.

Da luz do teu olhar sereno e brando
Toda a minh’alma docemente alagas;
Se por acaso ris-te e se me afagas,
Semiânime julgo-me tombando!

Tens sobre mim a ação misteriosa
Que sobre o aço tem o imã! Cismo
Que já me empolga a força deliciosa!

Sou presa desse eterno magnetismo!
E quando tu me fitas silenciosa,
Sinto que vou rolar num fundo abismo!

Francisco Filinto de Almeida (n. no Porto em 4 Dez. 1857; m. no Rio de Janeiro, RJ, em 28 Jan. 1945).

 

Happy Birthday – Tyra Banks

Filed under: celebrities,Tyra Banks,wallpapers — looking4good @ 1:24 am

Tyra Banks wallpaper - click on picture to get high resolution

See here more wallpapers of Tyra Banks

 

On this day in History – Dec. 04

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 1:01 am