Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Liga Bwin – 10ª. Jornada favorável ao Benfica, com Porto a empatar e Sporting a perder Novembro 11, 2007

Filed under: Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 11:32 pm
Resultados da 10ª. Jornada
09 Nov 20:30 Belenenses 1-1 Leixões
10 Nov 20:30 Vitória de Guimarães

0-0 Paços de Ferreira
11 Nov 16:00 Vitória de Setúbal 3-1 Académica
11 Nov 16:00 Naval 1º. de Maio 1-0 União de Leiria
11 Nov 18:00 Benfica 6-1 Boavista
11 Nov 19:15 Braga 3-0 Sporting
11 Nov 20:45 Estrela da Amadora 2-2 FC Porto
12 Nov 19:45 Nacional Marítimo
Comentários da Jornada:

A 10ª. Jornada foi francamente favorável ao Benfica que goleou o Boavista por 6-1 (e ainda falhou um penalty por Bergessio que daria 7-1) e viu o Sporting ser derrotado copiosamente em Braga, com o novo treinador Manuel Machado a ver na bancada. A equipa bracarense fez o melçhor jogo da época e ganhou por 3-0, o mesmo resultado com que na jornada anterior havia sido batida na Figueira da Foz. Já o Porto começoi por ganhar tranquilamente na Reboleira e nada fazia prever o desperdício de pontos (dois) que os portistas concederam ao sofrer dois golos nos últimos minutos do jogo, mas mantendo a tradição de não ganhar na Reboleira.

Agora a vantagem portista é de quatro pontos sobre o Benfica.

A jornada começou na sexta-feira com um empate cedido pelo Belenenses no Restelo frente ao Leixões que graças à recuperação de um golo coleccionou o sétimo empate em dez jogos. Prosseguiu no sábado com o V. de Guimarães-Paços de Ferreira em que se registou novo empate desta vez sem golos apesar de os vimaranenses muito terem atacado.

Hoje para além dos jogos dos três grandes já no final da tarde e noite e com os defechos já acima anunciados, o Vitória de Setúbal derrotou por 3-1 a Académica e subiu ao quarto lugar enquanto a Naval em recuperação na tabela venceu a União de Leiria que tem a vida muito dificil para sair do último lugar.

O Campeonato sofre agora mais uma interrupção para os dois últimos jogos da selecção no caminho para a fase final do Europeu 2008 – pelo menos assim se espera- para retomar no fim de semana de 25 de Novembro com o Porto a receber o Setúbal, o Benfica a visitar a Académica e o Sporting a ter nova deslocação fora e difícil ao Estádio do Mar para defrontar o Leixões.

Lugar Clube Pontos Golos
1. Porto 26 18-4
2. Benfica 22

19-5

3. Vitória de Guimarães 19 12-8
4. Vitória de Setúbal 18 18-10
4. Sporting 18 16-8
6. Marítimo (*) 14 11-6
7. Braga 14 11-11
8. Belenenses 13 10-11
9. Nacional (*) 10 7-8
10. Leixões 10 10-11
11. Estrela da Amadora 9 11-13
11. Naval 1º. de Maio 9 7-18
13. Académica 8 8-15
13. Paços de Ferreira 6 7-15
15. Boavista 6 7-18
16. União de Leiria 3 5-16

(*) Têm apenas nove jogos disputados defrontando-se amanhã
Próxima Jornada 11ª.
Belenenses Estrela da Amadora
FC Porto

Vitória de Setúbal
Académica Benfica
Boavista Vitória de Guimarães
Paços de Ferreira Nacional
Marítimo Naval 1º. de Maio
União de Leiria Sp. de Braga
Leixões Sporting
 

Porto desperdiça vantagem de dois golos (e dois pontos) na Reboleira

Filed under: Estrela da Amadora,FC Porto,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 10:25 pm

Estrela da Amadora logoFC Porto logo

Amadora

2-2

FC Porto

Estrela perdia por dois golos ao minuto 85

Quem diria? Um Estrela da Amadora amedrontado durante a primeira parte não gizou praticamente uma jogada de ataque. O Porto sem fazer uma grande jogo controlava-o à vontade com grande posse de bola e ainda que não criasse grandes oportunidades adiantou-se no marcador por Lisandro com uma recepção de bola com o peito no interior da área, afastou o seu adversário directo o suficiente, para possibilitar que o remate cruzado se encaminhasse para a baliza batendo ainda no poste mais distante de Nelson. Um golo de um jogador que é o melhor marcador do campeonato e que s etem revelado essencial.

Com vantagem o Porto é a equipa que melhor circulação de bola faz, não se importando que esta passe grande parte do tempo em zona de meio-campo defensivo. Só em bola parada (e o Estrela ganhou alguns cantos) a equipa da casa importunava a defesa portista.

Para a segunda parte a disposição do Estrela seria outra com as entradas de Mateus e Jeremiah para os lugares de Goianira e Yoni. Porem o Porto cedo chegou ao segundo golo após cruzamento de Quaresma, Raul Meireles fez o segundo goplo com a bola ainda a ser desviada por um defesa e a trair Nelson.

Com dois golos de avanço o jogo parecia arrumado e Lizandro esteve mesmo perto de chegar ao terceiro quando enviou uma bola ao poste aos 60′ depois de grande jogada de Quaresma.

A partir daqui a equipa desligou pensando que o jogo estava arrumado. Jesualdo terá ajudado ao substituir Lucho por Bolatti mas o jogador argentino vinha de lesão e era tempo de poupança. Maurício começou por anunciar o golo do Estrela ao rematar à barra um livre directo.

Depois um cruzamento de Mateus encontrou o desvio de Maurício de cabeça fazendo o 1-2 num golo em que Helton no final do jogo assumiu culpas pessoais. A verdade é que aos 90′ dá-se o golpe de teatro com uma falta de Stepanov a Jeremiah (puxão na camisola) na área portista com o auxiliar a dar (bem) o penalty que Mateus converteu no golo do empate.

A arbitragem esteve mal no capítulo disciplinar. Anselmo atingiu na primeira parte Helton sem ter visto qualquer cartão e aos 83′ Bruno Alves pontapeou nas costas Anselmo livrando-se do cartão vermelho.

ESTRELA DA AMADORA – Nélson; Rui Duarte, Wagnão, Maurício e Hélder Cabral; Marco Paulo, Goianira (Mateus 46′) e Tiago Gomes; Vítor Moreno (Ndiaye 72′), Anselmo e Yoni (Jeremiah).

FC PORTO – Helton; Bosingwa, Stepanov, Bruno Alves e Fucile; Lucho Gonzalez (Bolatti 65′), Paulo Assunção e Raul Meireles (Kasmierczak 86′); Tarik Sektioui (Adriano 76′), Lisandro Lopez e Ricardo Quaresma.

Golos: 0-1 Lisandro López (24′); 0-2 Raúl Meireles (49′) ; 1-2 Maurício (85′) ; 2-2 Mateus (90′ pen)

Disciplina:
18′ Cartão amarelo para Maurício
29′ Cartão amarelo para Goianira
52′ Cartão amarelo para Wagnão

 

Porto desperdiça vantagem de dois golos (e dois pontos) na Reboleira

Filed under: Estrela da Amadora,FC Porto,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 10:25 pm

Estrela da Amadora logoFC Porto logo

Amadora

2-2

FC Porto

Estrela perdia por dois golos ao minuto 85

Quem diria? Um Estrela da Amadora amedrontado durante a primeira parte não gizou praticamente uma jogada de ataque. O Porto sem fazer uma grande jogo controlava-o à vontade com grande posse de bola e ainda que não criasse grandes oportunidades adiantou-se no marcador por Lisandro com uma recepção de bola com o peito no interior da área, afastou o seu adversário directo o suficiente, para possibilitar que o remate cruzado se encaminhasse para a baliza batendo ainda no poste mais distante de Nelson. Um golo de um jogador que é o melhor marcador do campeonato e que s etem revelado essencial.

Com vantagem o Porto é a equipa que melhor circulação de bola faz, não se importando que esta passe grande parte do tempo em zona de meio-campo defensivo. Só em bola parada (e o Estrela ganhou alguns cantos) a equipa da casa importunava a defesa portista.

Para a segunda parte a disposição do Estrela seria outra com as entradas de Mateus e Jeremiah para os lugares de Goianira e Yoni. Porem o Porto cedo chegou ao segundo golo após cruzamento de Quaresma, Raul Meireles fez o segundo goplo com a bola ainda a ser desviada por um defesa e a trair Nelson.

Com dois golos de avanço o jogo parecia arrumado e Lizandro esteve mesmo perto de chegar ao terceiro quando enviou uma bola ao poste aos 60′ depois de grande jogada de Quaresma.

A partir daqui a equipa desligou pensando que o jogo estava arrumado. Jesualdo terá ajudado ao substituir Lucho por Bolatti mas o jogador argentino vinha de lesão e era tempo de poupança. Maurício começou por anunciar o golo do Estrela ao rematar à barra um livre directo.

Depois um cruzamento de Mateus encontrou o desvio de Maurício de cabeça fazendo o 1-2 num golo em que Helton no final do jogo assumiu culpas pessoais. A verdade é que aos 90′ dá-se o golpe de teatro com uma falta de Stepanov a Jeremiah (puxão na camisola) na área portista com o auxiliar a dar (bem) o penalty que Mateus converteu no golo do empate.

A arbitragem esteve mal no capítulo disciplinar. Anselmo atingiu na primeira parte Helton sem ter visto qualquer cartão e aos 83′ Bruno Alves pontapeou nas costas Anselmo livrando-se do cartão vermelho.

ESTRELA DA AMADORA – Nélson; Rui Duarte, Wagnão, Maurício e Hélder Cabral; Marco Paulo, Goianira (Mateus 46′) e Tiago Gomes; Vítor Moreno (Ndiaye 72′), Anselmo e Yoni (Jeremiah).

FC PORTO – Helton; Bosingwa, Stepanov, Bruno Alves e Fucile; Lucho Gonzalez (Bolatti 65′), Paulo Assunção e Raul Meireles (Kasmierczak 86′); Tarik Sektioui (Adriano 76′), Lisandro Lopez e Ricardo Quaresma.

Golos: 0-1 Lisandro López (24′); 0-2 Raúl Meireles (49′) ; 1-2 Maurício (85′) ; 2-2 Mateus (90′ pen)

Disciplina:
18′ Cartão amarelo para Maurício
29′ Cartão amarelo para Goianira
52′ Cartão amarelo para Wagnão

 

Porto desperdiça vantagem de dois golos (e dois pontos) na Reboleira

Filed under: Estrela da Amadora,FC Porto,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 10:25 pm

Estrela da Amadora logoFC Porto logo

Amadora

2-2

FC Porto

Estrela perdia por dois golos ao minuto 85

Quem diria? Um Estrela da Amadora amedrontado durante a primeira parte não gizou praticamente uma jogada de ataque. O Porto sem fazer uma grande jogo controlava-o à vontade com grande posse de bola e ainda que não criasse grandes oportunidades adiantou-se no marcador por Lisandro com uma recepção de bola com o peito no interior da área, afastou o seu adversário directo o suficiente, para possibilitar que o remate cruzado se encaminhasse para a baliza batendo ainda no poste mais distante de Nelson. Um golo de um jogador que é o melhor marcador do campeonato e que s etem revelado essencial.

Com vantagem o Porto é a equipa que melhor circulação de bola faz, não se importando que esta passe grande parte do tempo em zona de meio-campo defensivo. Só em bola parada (e o Estrela ganhou alguns cantos) a equipa da casa importunava a defesa portista.

Para a segunda parte a disposição do Estrela seria outra com as entradas de Mateus e Jeremiah para os lugares de Goianira e Yoni. Porem o Porto cedo chegou ao segundo golo após cruzamento de Quaresma, Raul Meireles fez o segundo goplo com a bola ainda a ser desviada por um defesa e a trair Nelson.

Com dois golos de avanço o jogo parecia arrumado e Lizandro esteve mesmo perto de chegar ao terceiro quando enviou uma bola ao poste aos 60′ depois de grande jogada de Quaresma.

A partir daqui a equipa desligou pensando que o jogo estava arrumado. Jesualdo terá ajudado ao substituir Lucho por Bolatti mas o jogador argentino vinha de lesão e era tempo de poupança. Maurício começou por anunciar o golo do Estrela ao rematar à barra um livre directo.

Depois um cruzamento de Mateus encontrou o desvio de Maurício de cabeça fazendo o 1-2 num golo em que Helton no final do jogo assumiu culpas pessoais. A verdade é que aos 90′ dá-se o golpe de teatro com uma falta de Stepanov a Jeremiah (puxão na camisola) na área portista com o auxiliar a dar (bem) o penalty que Mateus converteu no golo do empate.

A arbitragem esteve mal no capítulo disciplinar. Anselmo atingiu na primeira parte Helton sem ter visto qualquer cartão e aos 83′ Bruno Alves pontapeou nas costas Anselmo livrando-se do cartão vermelho.

ESTRELA DA AMADORA – Nélson; Rui Duarte, Wagnão, Maurício e Hélder Cabral; Marco Paulo, Goianira (Mateus 46′) e Tiago Gomes; Vítor Moreno (Ndiaye 72′), Anselmo e Yoni (Jeremiah).

FC PORTO – Helton; Bosingwa, Stepanov, Bruno Alves e Fucile; Lucho Gonzalez (Bolatti 65′), Paulo Assunção e Raul Meireles (Kasmierczak 86′); Tarik Sektioui (Adriano 76′), Lisandro Lopez e Ricardo Quaresma.

Golos: 0-1 Lisandro López (24′); 0-2 Raúl Meireles (49′) ; 1-2 Maurício (85′) ; 2-2 Mateus (90′ pen)

Disciplina:
18′ Cartão amarelo para Maurício
29′ Cartão amarelo para Goianira
52′ Cartão amarelo para Wagnão

 

Porto desperdiça vantagem de dois golos (e dois pontos) na Reboleira

Filed under: Estrela da Amadora,FC Porto,Futebol,Liga Bwin — looking4good @ 10:25 pm

Estrela da Amadora logoFC Porto logo

Amadora

2-2

FC Porto

Estrela perdia por dois golos ao minuto 85

Quem diria? Um Estrela da Amadora amedrontado durante a primeira parte não gizou praticamente uma jogada de ataque. O Porto sem fazer uma grande jogo controlava-o à vontade com grande posse de bola e ainda que não criasse grandes oportunidades adiantou-se no marcador por Lisandro com uma recepção de bola com o peito no interior da área, afastou o seu adversário directo o suficiente, para possibilitar que o remate cruzado se encaminhasse para a baliza batendo ainda no poste mais distante de Nelson. Um golo de um jogador que é o melhor marcador do campeonato e que s etem revelado essencial.

Com vantagem o Porto é a equipa que melhor circulação de bola faz, não se importando que esta passe grande parte do tempo em zona de meio-campo defensivo. Só em bola parada (e o Estrela ganhou alguns cantos) a equipa da casa importunava a defesa portista.

Para a segunda parte a disposição do Estrela seria outra com as entradas de Mateus e Jeremiah para os lugares de Goianira e Yoni. Porem o Porto cedo chegou ao segundo golo após cruzamento de Quaresma, Raul Meireles fez o segundo goplo com a bola ainda a ser desviada por um defesa e a trair Nelson.

Com dois golos de avanço o jogo parecia arrumado e Lizandro esteve mesmo perto de chegar ao terceiro quando enviou uma bola ao poste aos 60′ depois de grande jogada de Quaresma.

A partir daqui a equipa desligou pensando que o jogo estava arrumado. Jesualdo terá ajudado ao substituir Lucho por Bolatti mas o jogador argentino vinha de lesão e era tempo de poupança. Maurício começou por anunciar o golo do Estrela ao rematar à barra um livre directo.

Depois um cruzamento de Mateus encontrou o desvio de Maurício de cabeça fazendo o 1-2 num golo em que Helton no final do jogo assumiu culpas pessoais. A verdade é que aos 90′ dá-se o golpe de teatro com uma falta de Stepanov a Jeremiah (puxão na camisola) na área portista com o auxiliar a dar (bem) o penalty que Mateus converteu no golo do empate.

A arbitragem esteve mal no capítulo disciplinar. Anselmo atingiu na primeira parte Helton sem ter visto qualquer cartão e aos 83′ Bruno Alves pontapeou nas costas Anselmo livrando-se do cartão vermelho.

ESTRELA DA AMADORA – Nélson; Rui Duarte, Wagnão, Maurício e Hélder Cabral; Marco Paulo, Goianira (Mateus 46′) e Tiago Gomes; Vítor Moreno (Ndiaye 72′), Anselmo e Yoni (Jeremiah).

FC PORTO – Helton; Bosingwa, Stepanov, Bruno Alves e Fucile; Lucho Gonzalez (Bolatti 65′), Paulo Assunção e Raul Meireles (Kasmierczak 86′); Tarik Sektioui (Adriano 76′), Lisandro Lopez e Ricardo Quaresma.

Golos: 0-1 Lisandro López (24′); 0-2 Raúl Meireles (49′) ; 1-2 Maurício (85′) ; 2-2 Mateus (90′ pen)

Disciplina:
18′ Cartão amarelo para Maurício
29′ Cartão amarelo para Goianira
52′ Cartão amarelo para Wagnão

 

Braga arrasa Sporting

Filed under: Braga,Liga Bwin,Sporting — looking4good @ 9:36 pm

Braga

3-0

Sporting
Paulo Bento vê a vida a andar para trás

Um Braga mandão que quis ganhar o jogo desde o primeiro minuto subjugou o Sporting e teve um triunfo que não deixa dúvidas de qualquer espécie. Logo aos 9′ Jorginho atirou ao poste. Um minuto antes Tiago defendera o remate perigoso de Carlos Fernandes. Após um livre indirecto de José Manuel, Frechaut saltou mais alto que Miguel Veloso e inaugurou o marcador passavam 24 minutos após o apito inicial de Carlos Xistra. Até ao intervalo o Sporting não conseguiu pôr à prova Paulo Santos.

Para a segunda parte Paulo Bento tirou Ronny e fez entrar Purovic numa substituição a que tem recorrido quando está a perder, só que o Sporting de Braga não se encolheu e o treinador sportinguista arrependeu-se de tal tentativa. O Braga muito personalizado resolveu o jogo ao marcar dois golos entre os minutos 62 e 65: o primeiro em jogada iniciada no flanco direito do ataque bracarense (esquerdo da defesa leonina) com Linz a marcar após assistencia de Stélvio e o outro por Jorginho na sequencia de um pontapé de canto.

Restou a Paulo Bento refazer a defesa fazendo entrar Had para sair Djaló e tentar recuperar «os salvados» porque a equipa, depois da grande oportunidade perdida no jogo com a Roma, estava fisica e animicamente derrotada.

O Braga fez uma grande exibição – a melhor da época – enquanto o Sporting em maré baixa ainda viu Tonel ser expulso por acumulação de amarelos e Tiago a fazer uma grande defesa (pouco ortodoxa mas eficaz) a evitar o 4-0 na marcação de um livre directo.

Estádio: Estádio Municipal de Braga
Árbitros: Carlos Xistra, Aux – Luís Marcelino e Luís Tavares

Sp de Braga: Paulo Santos, João Pereira, Rodriguez, Paulo Jorge, Carlos Fernandes, Frechaut, Roberto Brum, Jorginho, José Manel (Stélvio, 60), Linz (João Pinto, 85) e Wender (Hussaine, 71).

Sporting: Tiago, Abel, Polga, Tonel, Ronny (Purovic, 46), Miguel Veloso, João Moutinho, Romagnoli, Izmailov (Pereirinha, 60), Liedson e Djaló (Had, 68m).

Golos: 1-0, Frechaut (25m); 2-0, Linz (62m); 3-0, Jorginho (65m).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Tonel (27 e 86), Polga (46), Frechaut (57), Paulo Santos (67), João Pereira (67), Purovic (67), Hussaine (91) e Stélvio (93). Cartão vermelho por acumulação para Tonel (86).

 

Braga arrasa Sporting

Filed under: Braga,Liga Bwin,Sporting — looking4good @ 9:36 pm

Braga

3-0

Sporting
Paulo Bento vê a vida a andar para trás

Um Braga mandão que quis ganhar o jogo desde o primeiro minuto subjugou o Sporting e teve um triunfo que não deixa dúvidas de qualquer espécie. Logo aos 9′ Jorginho atirou ao poste. Um minuto antes Tiago defendera o remate perigoso de Carlos Fernandes. Após um livre indirecto de José Manuel, Frechaut saltou mais alto que Miguel Veloso e inaugurou o marcador passavam 24 minutos após o apito inicial de Carlos Xistra. Até ao intervalo o Sporting não conseguiu pôr à prova Paulo Santos.

Para a segunda parte Paulo Bento tirou Ronny e fez entrar Purovic numa substituição a que tem recorrido quando está a perder, só que o Sporting de Braga não se encolheu e o treinador sportinguista arrependeu-se de tal tentativa. O Braga muito personalizado resolveu o jogo ao marcar dois golos entre os minutos 62 e 65: o primeiro em jogada iniciada no flanco direito do ataque bracarense (esquerdo da defesa leonina) com Linz a marcar após assistencia de Stélvio e o outro por Jorginho na sequencia de um pontapé de canto.

Restou a Paulo Bento refazer a defesa fazendo entrar Had para sair Djaló e tentar recuperar «os salvados» porque a equipa, depois da grande oportunidade perdida no jogo com a Roma, estava fisica e animicamente derrotada.

O Braga fez uma grande exibição – a melhor da época – enquanto o Sporting em maré baixa ainda viu Tonel ser expulso por acumulação de amarelos e Tiago a fazer uma grande defesa (pouco ortodoxa mas eficaz) a evitar o 4-0 na marcação de um livre directo.

Estádio: Estádio Municipal de Braga
Árbitros: Carlos Xistra, Aux – Luís Marcelino e Luís Tavares

Sp de Braga: Paulo Santos, João Pereira, Rodriguez, Paulo Jorge, Carlos Fernandes, Frechaut, Roberto Brum, Jorginho, José Manel (Stélvio, 60), Linz (João Pinto, 85) e Wender (Hussaine, 71).

Sporting: Tiago, Abel, Polga, Tonel, Ronny (Purovic, 46), Miguel Veloso, João Moutinho, Romagnoli, Izmailov (Pereirinha, 60), Liedson e Djaló (Had, 68m).

Golos: 1-0, Frechaut (25m); 2-0, Linz (62m); 3-0, Jorginho (65m).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Tonel (27 e 86), Polga (46), Frechaut (57), Paulo Santos (67), João Pereira (67), Purovic (67), Hussaine (91) e Stélvio (93). Cartão vermelho por acumulação para Tonel (86).