Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Oct 26 – Intersex Awareness Day Outubro 25, 2007

Filed under: Day,Dia — looking4good @ 11:27 pm
Intersex Awareness Day is the international day of grassroots action to end shame, secrecy and unwanted genital cosmetic surgeries on intersex children.

About one in 2,000 babies are born with genitalia that identify them as intersex. Intersex is the mismatching of genitalia with chromosomes; e.g. an XX individual (chromosomally identified as “female”) lacking a uterus, fallopian tubes, etc.

Technically, intersex is defined as “congenital anomaly of the reproductive and sexual system.” Intersex people are born with external genitalia, internal reproductive organs, and/or endocrine system that are different from most other people.

Know more about intersex

 

On this day in History – Oct. 26

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 11:00 pm
 

On this day in History – Oct. 26

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 11:00 pm
 

On this day in History – Oct. 26

Filed under: efemerides,This Day in History — looking4good @ 11:00 pm
 

Braga cada vez mais europeu empata na Inglaterra

Filed under: Braga,football,Futebol,soccer,Taça Uefa,Uefa Cup — looking4good @ 10:20 pm

Bolton

1-1

Braga

Depois de dominar…Jailson evitou a derrota
O Sp. Braga único sobrevivente na Taça Uefa teve uma boa oportunidade para derrotar pela primeira vez uma equipa inglesa em provas europeias, porque a equipa local na primeira parte não disfarçou a crise que atravessa e que a coloca no último lugar da Premiership. Nessa fase o jogo não teve grandes oportunidades e o empate ao intervalo era justificado pela escassa produção ofensiva de ambas as equipas.

Na segunda parte os locais vieram com outro alento e por Diouf de cabeça perto da baliza e à vontade sem oposição, após cruzamento da direita, fez avançar a equipa inglesa no marcador. Foi a altura do Braga arriscar com a entrada em jogo de jogadores ofensivos e o empate não surgiu mais cedo porque um penalty claríssimo sobre José Manuel foi sonegado pelo árbitro esloveno, situação só justificável pela muito distância e atraso com que o arbitro estava relativamente ao local do lance.

Verdade se diga que nessa fase o Braga também apareceu desiquilibrado defensivamente e o 2-0 esteve perto de acontecer.

No entanto, o porfiar ofensivo dos bracarenses foi compensado com um golo, também de cabeça, de Jailson, após cruzamento também da direita de João Pereira. Só que desta vez o avançado do Braga estava para aquém da marca de penalty e o remate de cabeça fez um chapéu de belo efeito sobre o guarda-redes do Bolton.

Este resultado é positivo, considerando o triunfo do Bayern fora perante o Estrela de Vermelha. No próximo jogo o Braga joga em casa frente ao Bayern e mais um empate seria um resultado positivo, porque é provável que nos restantes jogos os alemães consigam vitórias. Os bracarenses jogarão ainda com o Aris de Salónica fora (e este será um adversário directo na qualificação) e o Estrela de Vermelha em casa.

Reebok Stadium, em Bolton

Árbitro: Darko Ceferin (Eslovénia)

BOLTON – Jaaskelainen; Hunt, Meité, A. Obrien e Cid; Speed, Garder (Andranik, 82 m), McCann e Guthrie (Diouf, 61 m); Anelka e Davies.

SP. BRAGA – Paulo Santos; João Pereira, Paulo Jorge, Rodriguez e César Peixoto; Vandinho, Andrés Madrid (Jailson, 76 m), Castanheira (Stélvio Cruz, 67 m) e Wender (José Manuel, 67 m); Jorginho e Linz.

Golos: 1-0, Diouf (66 m); 1-1, Jailson (85 m).

Resultado final: 1-1

Cartão amarelo a Castanheira e Cid.

 

Braga cada vez mais europeu empata na Inglaterra

Filed under: Braga,football,Futebol,soccer,Taça Uefa,Uefa Cup — looking4good @ 10:20 pm

Bolton

1-1

Braga

Depois de dominar…Jailson evitou a derrota
O Sp. Braga único sobrevivente na Taça Uefa teve uma boa oportunidade para derrotar pela primeira vez uma equipa inglesa em provas europeias, porque a equipa local na primeira parte não disfarçou a crise que atravessa e que a coloca no último lugar da Premiership. Nessa fase o jogo não teve grandes oportunidades e o empate ao intervalo era justificado pela escassa produção ofensiva de ambas as equipas.

Na segunda parte os locais vieram com outro alento e por Diouf de cabeça perto da baliza e à vontade sem oposição, após cruzamento da direita, fez avançar a equipa inglesa no marcador. Foi a altura do Braga arriscar com a entrada em jogo de jogadores ofensivos e o empate não surgiu mais cedo porque um penalty claríssimo sobre José Manuel foi sonegado pelo árbitro esloveno, situação só justificável pela muito distância e atraso com que o arbitro estava relativamente ao local do lance.

Verdade se diga que nessa fase o Braga também apareceu desiquilibrado defensivamente e o 2-0 esteve perto de acontecer.

No entanto, o porfiar ofensivo dos bracarenses foi compensado com um golo, também de cabeça, de Jailson, após cruzamento também da direita de João Pereira. Só que desta vez o avançado do Braga estava para aquém da marca de penalty e o remate de cabeça fez um chapéu de belo efeito sobre o guarda-redes do Bolton.

Este resultado é positivo, considerando o triunfo do Bayern fora perante o Estrela de Vermelha. No próximo jogo o Braga joga em casa frente ao Bayern e mais um empate seria um resultado positivo, porque é provável que nos restantes jogos os alemães consigam vitórias. Os bracarenses jogarão ainda com o Aris de Salónica fora (e este será um adversário directo na qualificação) e o Estrela de Vermelha em casa.

Reebok Stadium, em Bolton

Árbitro: Darko Ceferin (Eslovénia)

BOLTON – Jaaskelainen; Hunt, Meité, A. Obrien e Cid; Speed, Garder (Andranik, 82 m), McCann e Guthrie (Diouf, 61 m); Anelka e Davies.

SP. BRAGA – Paulo Santos; João Pereira, Paulo Jorge, Rodriguez e César Peixoto; Vandinho, Andrés Madrid (Jailson, 76 m), Castanheira (Stélvio Cruz, 67 m) e Wender (José Manuel, 67 m); Jorginho e Linz.

Golos: 1-0, Diouf (66 m); 1-1, Jailson (85 m).

Resultado final: 1-1

Cartão amarelo a Castanheira e Cid.

 

Braga cada vez mais europeu empata na Inglaterra

Filed under: Braga,football,Futebol,soccer,Taça Uefa,Uefa Cup — looking4good @ 10:20 pm

Bolton

1-1

Braga

Depois de dominar…Jailson evitou a derrota
O Sp. Braga único sobrevivente na Taça Uefa teve uma boa oportunidade para derrotar pela primeira vez uma equipa inglesa em provas europeias, porque a equipa local na primeira parte não disfarçou a crise que atravessa e que a coloca no último lugar da Premiership. Nessa fase o jogo não teve grandes oportunidades e o empate ao intervalo era justificado pela escassa produção ofensiva de ambas as equipas.

Na segunda parte os locais vieram com outro alento e por Diouf de cabeça perto da baliza e à vontade sem oposição, após cruzamento da direita, fez avançar a equipa inglesa no marcador. Foi a altura do Braga arriscar com a entrada em jogo de jogadores ofensivos e o empate não surgiu mais cedo porque um penalty claríssimo sobre José Manuel foi sonegado pelo árbitro esloveno, situação só justificável pela muito distância e atraso com que o arbitro estava relativamente ao local do lance.

Verdade se diga que nessa fase o Braga também apareceu desiquilibrado defensivamente e o 2-0 esteve perto de acontecer.

No entanto, o porfiar ofensivo dos bracarenses foi compensado com um golo, também de cabeça, de Jailson, após cruzamento também da direita de João Pereira. Só que desta vez o avançado do Braga estava para aquém da marca de penalty e o remate de cabeça fez um chapéu de belo efeito sobre o guarda-redes do Bolton.

Este resultado é positivo, considerando o triunfo do Bayern fora perante o Estrela de Vermelha. No próximo jogo o Braga joga em casa frente ao Bayern e mais um empate seria um resultado positivo, porque é provável que nos restantes jogos os alemães consigam vitórias. Os bracarenses jogarão ainda com o Aris de Salónica fora (e este será um adversário directo na qualificação) e o Estrela de Vermelha em casa.

Reebok Stadium, em Bolton

Árbitro: Darko Ceferin (Eslovénia)

BOLTON – Jaaskelainen; Hunt, Meité, A. Obrien e Cid; Speed, Garder (Andranik, 82 m), McCann e Guthrie (Diouf, 61 m); Anelka e Davies.

SP. BRAGA – Paulo Santos; João Pereira, Paulo Jorge, Rodriguez e César Peixoto; Vandinho, Andrés Madrid (Jailson, 76 m), Castanheira (Stélvio Cruz, 67 m) e Wender (José Manuel, 67 m); Jorginho e Linz.

Golos: 1-0, Diouf (66 m); 1-1, Jailson (85 m).

Resultado final: 1-1

Cartão amarelo a Castanheira e Cid.