Nothingandall

Just another WordPress.com weblog

Benfica chapa 3 mas perde Petit lesionado Setembro 15, 2007

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Naval 1º. de Maio — looking4good @ 10:57 pm

Benfica
3-0

Naval
Resultado desnivelado por causa de Quim
Camacho fez descansar Cardozo e estreou Edcarlos no centro da defesa. A Naval entrou muito pressionante e a correr bastante sobre a bola e o Benfica demonstrou dificuldades em organizar o jogo ofensivo, pertencendo mesmo à equipa da Figueira da Foz o primeiro pontapé de canto aos 7′. No entanto, tudo se alterou quando aos 20′ no primeiro remate à baliza da Naval o Benfica inaugurou o marcador, após um buraco no meio-campo defensivo da Naval, Cristian Rodriguez aproveitou o passe curto de Di Maria para experimentar o pé esquerdo e fazer anichar a bola no fundo da baliza de Taborda.

Após a vantagem o Benfica soltou-se e fez o segundo golo, aos 36′, numa jogada espectacular, em velocidade, com vários intervenientes e concluida de modo magistral, por Rui Costa, após cruzamento de Luís Filipe. Rui Costa dominou a bola, rodopiou e de pé esquerdo bateu inapelávelmente Taborda.

Percebeu-se a importancia do início da segunda parte no desenvolvimento do jogo com a Naval a arriscar mais com a entrada de Saulo tendo os visitantes criado uma situação de apuro para Quim mas com a jogada interrompida (bem) por fora de jogo.

A verdade é que os encarnados revelando uma eficácia invulgar chegou ao 3-0 aos 52′: passe em profundidade a abrir o jogo para a esquerda de Rui Costa para Cristian Rodrigues (bom jogo deste uruguaio, bastante rápido e versátil) deu para olhar para a área e cruzou para a marca de penalty onde Nuno Gomes cabeceou para… golo.

Começa-se a pensar em poupanças mas antes de qualquer substituição no Benfica, Petit torce o joelho numa lesão que deu a entender ter gravidade e tem de sair.

A partir daqui o entusiasmo do publico e da equipa fica refreado e é a Naval que disfruta nos ultimos minutos de grandes oportunidades com Quim a brilhar por várias vezes. João Ribeiro (bom jogador a dar água pela barba a Luis Filipe), Saulo, Hugo Santos (entrou muito bem no jogo) China (remate à barra)tiveram várias oportunidades para marcar mas Quim estava imbatível esta noite.

Um triunfo claro do Benfica mas excessivamente desnivelado para o que se passou em campo mas com motivopd de preocupações para os encarnados. Há jogadores chaves que continuam lesionados (Luisão.. ) a perda de Petit (provavelmente ausente por bastante tempo) e o último quarto de hora de uma equipa que está aganhar por 3-0 não lembra ao diabo… Aquelas facilidades todas frente ao Milan ( e o jogo é já na próxima terça-feira) dão goleada…

A arbitragem não teve problemas sérios para resolver mas cometeu equivocos. Na primeira parte não viu um canto contra o Benfica (a bola desviou em Katsouranis) e sancionou uma falta a Léo que cortou limpinho uma bola são apenas dois de mais alguns erros cometidos. Nos foras de jogo (poucos) havidos os juizes assistentes estiveram bem.

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Rui Silva

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Maxi Pereira, Petit (Romeu Ribeiro 76′), Rui Costa e Cristian Rodriguez (Nuno Assis 83′); Di Maria (Fábio Coentrão 78′) e Nuno Gomes.

NAVAL – Taborda (Rodrigo Café 69′); Mário Sérgio, Paulão, Gaúcho e China; Delfim, Davide e Godemeche (Hugo Santos 61′); João Ribeiro, Elivelton e Wandeir (Saulo 46′).

30′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por chutar a bola depois de o árbitro ter apitado (fora-de-jogo).
37′ CartãO amarelo para China

 

Benfica chapa 3 mas perde Petit lesionado

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Naval 1º. de Maio — looking4good @ 10:57 pm

Benfica
3-0

Naval
Resultado desnivelado por causa de Quim
Camacho fez descansar Cardozo e estreou Edcarlos no centro da defesa. A Naval entrou muito pressionante e a correr bastante sobre a bola e o Benfica demonstrou dificuldades em organizar o jogo ofensivo, pertencendo mesmo à equipa da Figueira da Foz o primeiro pontapé de canto aos 7′. No entanto, tudo se alterou quando aos 20′ no primeiro remate à baliza da Naval o Benfica inaugurou o marcador, após um buraco no meio-campo defensivo da Naval, Cristian Rodriguez aproveitou o passe curto de Di Maria para experimentar o pé esquerdo e fazer anichar a bola no fundo da baliza de Taborda.

Após a vantagem o Benfica soltou-se e fez o segundo golo, aos 36′, numa jogada espectacular, em velocidade, com vários intervenientes e concluida de modo magistral, por Rui Costa, após cruzamento de Luís Filipe. Rui Costa dominou a bola, rodopiou e de pé esquerdo bateu inapelávelmente Taborda.

Percebeu-se a importancia do início da segunda parte no desenvolvimento do jogo com a Naval a arriscar mais com a entrada de Saulo tendo os visitantes criado uma situação de apuro para Quim mas com a jogada interrompida (bem) por fora de jogo.

A verdade é que os encarnados revelando uma eficácia invulgar chegou ao 3-0 aos 52′: passe em profundidade a abrir o jogo para a esquerda de Rui Costa para Cristian Rodrigues (bom jogo deste uruguaio, bastante rápido e versátil) deu para olhar para a área e cruzou para a marca de penalty onde Nuno Gomes cabeceou para… golo.

Começa-se a pensar em poupanças mas antes de qualquer substituição no Benfica, Petit torce o joelho numa lesão que deu a entender ter gravidade e tem de sair.

A partir daqui o entusiasmo do publico e da equipa fica refreado e é a Naval que disfruta nos ultimos minutos de grandes oportunidades com Quim a brilhar por várias vezes. João Ribeiro (bom jogador a dar água pela barba a Luis Filipe), Saulo, Hugo Santos (entrou muito bem no jogo) China (remate à barra)tiveram várias oportunidades para marcar mas Quim estava imbatível esta noite.

Um triunfo claro do Benfica mas excessivamente desnivelado para o que se passou em campo mas com motivopd de preocupações para os encarnados. Há jogadores chaves que continuam lesionados (Luisão.. ) a perda de Petit (provavelmente ausente por bastante tempo) e o último quarto de hora de uma equipa que está aganhar por 3-0 não lembra ao diabo… Aquelas facilidades todas frente ao Milan ( e o jogo é já na próxima terça-feira) dão goleada…

A arbitragem não teve problemas sérios para resolver mas cometeu equivocos. Na primeira parte não viu um canto contra o Benfica (a bola desviou em Katsouranis) e sancionou uma falta a Léo que cortou limpinho uma bola são apenas dois de mais alguns erros cometidos. Nos foras de jogo (poucos) havidos os juizes assistentes estiveram bem.

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Rui Silva

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Maxi Pereira, Petit (Romeu Ribeiro 76′), Rui Costa e Cristian Rodriguez (Nuno Assis 83′); Di Maria (Fábio Coentrão 78′) e Nuno Gomes.

NAVAL – Taborda (Rodrigo Café 69′); Mário Sérgio, Paulão, Gaúcho e China; Delfim, Davide e Godemeche (Hugo Santos 61′); João Ribeiro, Elivelton e Wandeir (Saulo 46′).

30′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por chutar a bola depois de o árbitro ter apitado (fora-de-jogo).
37′ CartãO amarelo para China

 

Benfica chapa 3 mas perde Petit lesionado

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Naval 1º. de Maio — looking4good @ 10:57 pm

Benfica
3-0

Naval
Resultado desnivelado por causa de Quim
Camacho fez descansar Cardozo e estreou Edcarlos no centro da defesa. A Naval entrou muito pressionante e a correr bastante sobre a bola e o Benfica demonstrou dificuldades em organizar o jogo ofensivo, pertencendo mesmo à equipa da Figueira da Foz o primeiro pontapé de canto aos 7′. No entanto, tudo se alterou quando aos 20′ no primeiro remate à baliza da Naval o Benfica inaugurou o marcador, após um buraco no meio-campo defensivo da Naval, Cristian Rodriguez aproveitou o passe curto de Di Maria para experimentar o pé esquerdo e fazer anichar a bola no fundo da baliza de Taborda.

Após a vantagem o Benfica soltou-se e fez o segundo golo, aos 36′, numa jogada espectacular, em velocidade, com vários intervenientes e concluida de modo magistral, por Rui Costa, após cruzamento de Luís Filipe. Rui Costa dominou a bola, rodopiou e de pé esquerdo bateu inapelávelmente Taborda.

Percebeu-se a importancia do início da segunda parte no desenvolvimento do jogo com a Naval a arriscar mais com a entrada de Saulo tendo os visitantes criado uma situação de apuro para Quim mas com a jogada interrompida (bem) por fora de jogo.

A verdade é que os encarnados revelando uma eficácia invulgar chegou ao 3-0 aos 52′: passe em profundidade a abrir o jogo para a esquerda de Rui Costa para Cristian Rodrigues (bom jogo deste uruguaio, bastante rápido e versátil) deu para olhar para a área e cruzou para a marca de penalty onde Nuno Gomes cabeceou para… golo.

Começa-se a pensar em poupanças mas antes de qualquer substituição no Benfica, Petit torce o joelho numa lesão que deu a entender ter gravidade e tem de sair.

A partir daqui o entusiasmo do publico e da equipa fica refreado e é a Naval que disfruta nos ultimos minutos de grandes oportunidades com Quim a brilhar por várias vezes. João Ribeiro (bom jogador a dar água pela barba a Luis Filipe), Saulo, Hugo Santos (entrou muito bem no jogo) China (remate à barra)tiveram várias oportunidades para marcar mas Quim estava imbatível esta noite.

Um triunfo claro do Benfica mas excessivamente desnivelado para o que se passou em campo mas com motivopd de preocupações para os encarnados. Há jogadores chaves que continuam lesionados (Luisão.. ) a perda de Petit (provavelmente ausente por bastante tempo) e o último quarto de hora de uma equipa que está aganhar por 3-0 não lembra ao diabo… Aquelas facilidades todas frente ao Milan ( e o jogo é já na próxima terça-feira) dão goleada…

A arbitragem não teve problemas sérios para resolver mas cometeu equivocos. Na primeira parte não viu um canto contra o Benfica (a bola desviou em Katsouranis) e sancionou uma falta a Léo que cortou limpinho uma bola são apenas dois de mais alguns erros cometidos. Nos foras de jogo (poucos) havidos os juizes assistentes estiveram bem.

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Rui Silva

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Maxi Pereira, Petit (Romeu Ribeiro 76′), Rui Costa e Cristian Rodriguez (Nuno Assis 83′); Di Maria (Fábio Coentrão 78′) e Nuno Gomes.

NAVAL – Taborda (Rodrigo Café 69′); Mário Sérgio, Paulão, Gaúcho e China; Delfim, Davide e Godemeche (Hugo Santos 61′); João Ribeiro, Elivelton e Wandeir (Saulo 46′).

30′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por chutar a bola depois de o árbitro ter apitado (fora-de-jogo).
37′ CartãO amarelo para China

 

Benfica chapa 3 mas perde Petit lesionado

Filed under: Benfica,Futebol,Liga Bwin,Naval 1º. de Maio — looking4good @ 10:57 pm

Benfica
3-0

Naval
Resultado desnivelado por causa de Quim
Camacho fez descansar Cardozo e estreou Edcarlos no centro da defesa. A Naval entrou muito pressionante e a correr bastante sobre a bola e o Benfica demonstrou dificuldades em organizar o jogo ofensivo, pertencendo mesmo à equipa da Figueira da Foz o primeiro pontapé de canto aos 7′. No entanto, tudo se alterou quando aos 20′ no primeiro remate à baliza da Naval o Benfica inaugurou o marcador, após um buraco no meio-campo defensivo da Naval, Cristian Rodriguez aproveitou o passe curto de Di Maria para experimentar o pé esquerdo e fazer anichar a bola no fundo da baliza de Taborda.

Após a vantagem o Benfica soltou-se e fez o segundo golo, aos 36′, numa jogada espectacular, em velocidade, com vários intervenientes e concluida de modo magistral, por Rui Costa, após cruzamento de Luís Filipe. Rui Costa dominou a bola, rodopiou e de pé esquerdo bateu inapelávelmente Taborda.

Percebeu-se a importancia do início da segunda parte no desenvolvimento do jogo com a Naval a arriscar mais com a entrada de Saulo tendo os visitantes criado uma situação de apuro para Quim mas com a jogada interrompida (bem) por fora de jogo.

A verdade é que os encarnados revelando uma eficácia invulgar chegou ao 3-0 aos 52′: passe em profundidade a abrir o jogo para a esquerda de Rui Costa para Cristian Rodrigues (bom jogo deste uruguaio, bastante rápido e versátil) deu para olhar para a área e cruzou para a marca de penalty onde Nuno Gomes cabeceou para… golo.

Começa-se a pensar em poupanças mas antes de qualquer substituição no Benfica, Petit torce o joelho numa lesão que deu a entender ter gravidade e tem de sair.

A partir daqui o entusiasmo do publico e da equipa fica refreado e é a Naval que disfruta nos ultimos minutos de grandes oportunidades com Quim a brilhar por várias vezes. João Ribeiro (bom jogador a dar água pela barba a Luis Filipe), Saulo, Hugo Santos (entrou muito bem no jogo) China (remate à barra)tiveram várias oportunidades para marcar mas Quim estava imbatível esta noite.

Um triunfo claro do Benfica mas excessivamente desnivelado para o que se passou em campo mas com motivopd de preocupações para os encarnados. Há jogadores chaves que continuam lesionados (Luisão.. ) a perda de Petit (provavelmente ausente por bastante tempo) e o último quarto de hora de uma equipa que está aganhar por 3-0 não lembra ao diabo… Aquelas facilidades todas frente ao Milan ( e o jogo é já na próxima terça-feira) dão goleada…

A arbitragem não teve problemas sérios para resolver mas cometeu equivocos. Na primeira parte não viu um canto contra o Benfica (a bola desviou em Katsouranis) e sancionou uma falta a Léo que cortou limpinho uma bola são apenas dois de mais alguns erros cometidos. Nos foras de jogo (poucos) havidos os juizes assistentes estiveram bem.

Estádio: Estádio do Sport Lisboa e Benfica
Árbitros: Rui Silva

BENFICA – Quim; Luís Filipe, Edcarlos, Katsouranis e Léo; Maxi Pereira, Petit (Romeu Ribeiro 76′), Rui Costa e Cristian Rodriguez (Nuno Assis 83′); Di Maria (Fábio Coentrão 78′) e Nuno Gomes.

NAVAL – Taborda (Rodrigo Café 69′); Mário Sérgio, Paulão, Gaúcho e China; Delfim, Davide e Godemeche (Hugo Santos 61′); João Ribeiro, Elivelton e Wandeir (Saulo 46′).

30′ Cartão amarelo para Di María (Benfica), por chutar a bola depois de o árbitro ter apitado (fora-de-jogo).
37′ CartãO amarelo para China

 

Sabra & Shatila

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 10:08 pm

On the 25th Anniversary of the Sabra & Shatila Massacres by Izraeli & Phalangist thugs, we send prayers of peace and love, during this sacred month, to the innocent souls of our Palestinian brothers & sisters, may they reside in tranquility with their Creator, and my Allah connect between themselves and ourselves with goodwill and fraternity, and may He continuously frustrate the hands of their murderers.

art below: Adnan Yahya

_
 

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 9:44 pm

The World of Baruch Spinoza

I don’t know how many of you are familiar with the famous 17th century philosopher. But he is, in my opinion, one of the most brilliant men of all time. I’d like to share a few of his quotes, and then discuss my impressions of them. You can learn more about him here.

“Only that thing is free which exists by the necessities of its own nature, and is determined in its actions by itself alone.”

What I feel Spinoza is saying here is that the only true free entity is one who knows themselves fully. In that sense none of us are completely free, because through our ignorance of self we are still slaves to our passions. The Buddhist doctrine might insist that we need to rid ourselves of this “self” if we wish to achieve true understanding. But Spinoza insists that truth comes from understanding of the self, not denial.

“The highest activity a human being can attain is learning for understanding, because to understand is to be free”

Once again. Only through understanding can a human being truly be free. So the highest activity is learning.

“Freedom is absolutely necessary for the progress in science and the liberal arts

Spinoza believed in the power of science long before most anyone else did. He saw the universe as strictly deterministic. And he felt that science would be able to slowly peal away these layers until the truth of the whole universe was revealed. It is a concept I still fancy.

“Be not astonished at new ideas; for it is well known to you that a thing does not therefore cease to be true because it is not accepted by many.”

This is another powerful statement. The conservatism of those in power, be they religious or political figures, is a horrible for innovation. When you see the truth with your own eyes, do not turn away stubbornly and listen only to what is in the mind. Remember, we must strive to understand.

“I would warn you that I do not attribute to nature either beauty or deformity, order or confusion. Only in relation to our imagination can things be called beautiful or ugly, well-ordered or confused.”

I think this one speaks for itself.

“He who loves God cannot endeavour that God should love him in return.”

This is one of the most contentious points of Spinoza’s philosophy. Spinoza was one of the first pantheists. He saw god and the universe as one and the same thing. God and nature were one when he used the terms. So since the universe contains all that is, because it is god, it also contains all understanding. Thus the universe is perfect, the universe is god.

And god/nature must act only out of logical necessity. God cannot have a personal will or desire for Spinoza, because to desire implies that there is something that god lacks. And god can lack nothing, because it is god. Thus he concludes we should strive to understand the universe (the mind of god). But the universe/god already knows us, because it is us. And it must act in a deterministic fashion. Thus we can love our universe, but it cannot love us in return.

 

When …

Filed under: Uncategorized — looking4good @ 9:41 pm

when all of the oceans and lakes are polluted

when the greenhouse effect takes its toll

and temperatures rise and melt the poles

when the blue birds stop singing

and trees stop flowering

and the moon decides not to rise

and mother nature up and dies

and caterpillars turn to stone

and the world finds itself alone

and all the fuel is finally depleted

and all the farmers chores are completed

and the Earth stands still, devoid of weather ..

then it is too late, my friend
– forwarded by Kathy in USA, author unknown

– extracted from here